SEO: um guia completo de conteúdos para se destacar!

A sigla SEO significa Search Engine Optimization (em português, “Otimização para Mecanismos de Busca”).

Trata-se de um conjunto de técnicas e estratégias aplicadas em um site para fazer com que ele apareça para um maior número de pessoas, quando elas pesquisarem algo relacionado em buscadores como o Google.

E o melhor: de forma 100% orgânica e natural.

Dessa forma, uma empresa consegue atrair mais visitantes para o seu site e, assim, consegue fechar mais vendas e conquistar novos clientes.

Tudo isso sem precisar investir nenhuma verba para o Google, por exemplo, ao contrário dos anúncios pagos. 

Por isso, preparamos este guia completo de conteúdos sobre SEO, para que tenha uma visão completa do universo por trás dessa estratégia.

Está dividido da seguinte forma:

  • Conteúdos de SEO para alcançar a primeira página e o topo do Google;
  • Conteúdos de SEO para blogs;
  • Conteúdos de SEO técnico;
  • Conteúdos de SEO Off Page;
  • Conteúdos de SEO local;
  • Conteúdos de SEO para YouTube;
  • Conteúdos de SEO para pesquisas por voz;
  • Conteúdos de análise de SEO;
  • Conteúdos sobre ferramentas de SEO;
  • Conteúdos de SEO para a área da saúde.

Confira e aproveite!

Guia de conteúdos sobre SEO

1. SEO para alcançar a primeira página e o topo do Google

Estar nas primeiras posições do Google é essencial para empresas que querem alcançar resultados realmente satisfatórios com essa estratégia.

Afinal, 75% das pessoas que pesquisam algo no Google olham apenas a primeira página. E as empresas que estão na primeira posição atraem 33% dos cliques dessas pessoas.

Porém, conseguir colocar um site na primeira página e nas primeiras posições não é uma tarefa simples. Envolve estratégia, estudo e otimização das palavras-chave mais relevantes para a empresa, entender bem a página de pesquisa do Google (chamada SERP), além de diversas outras questões de SEO.

👉 Estes conteúdos vão ajudar você a colocar o seu site na primeira página e nas primeiras posições do Google:

Baixe gratuitamente nosso ebook, neste link ou na imagem abaixo, e aprenda o passo a passo para otimizar seu site com técnicas de SEO e alcançar o topo do Google:

💡 Conheça exemplos reais de como estar na primeira página do Google traz resultados incríveis para uma empresa: geramos cerca de 600 atendimentos por mês para uma clínica de oftalmologia.

Case de sucesso de SEO: a Clínica Viver aumentou os visitantes orgânicos do seu site em 1.408% e os pedidos de agendamento em 278%. Clique aqui e veja como a Clínica alcançou esse resultado!

2. SEO para Blogs

O Blog é parte fundamental de uma boa estratégia de SEO, pois o Google e demais mecanismos de busca valorizam sites que oferecem respostas para as pesquisas que os usuários fazem em suas plataformas.

E há meios e técnicas que você pode aplicar no seu blog para fazer com que os seus conteúdos fiquem bem ranqueados e mostrem ao Google que você tem a melhor resposta para as pesquisas desses usuários.

Como resultado: você terá mais pessoas acessando o seu site.

👉 Para isso, os conteúdos abaixo irão ajudar você a melhorar o SEO do seu blog:

💡 Quer um exemplo real de como um SEO bem aplicado pode levar um blog a atingir grandes resultados? Confira este case que mostra como geramos um tráfego de 17 mil pessoas para artigos de Blog.

3. SEO técnico

Como o próprio nome já diz, o SEO técnico irá focar nos aspectos técnicos do seu site que o Google irá analisar para ranqueá-lo bem nos resultados ou não.

Isso inclui configurações do site, organização interna de informações, links, códigos e questões de programação, nível de segurança, taxas e números, além da experiência que uma pessoa tem ao acessá-lo.

👉 Recomendamos os conteúdos abaixo que contêm questões fundamentais de SEO técnico, para que você possa se aprofundar e se atentar ao seu site:

4. SEO Off-Page

SEO não é só um conjunto de técnicas e estratégias aplicadas internamente, dentro do seu site!

Também envolve estratégias fora do site, que irão ajudar a melhorar os resultados e tornar o seu site ainda mais relevante aos olhos do Google, para que ele ganhe destaque nos resultados.

Essas estratégias envolvem, basicamente, conseguir com que outros sites incluam links do seu site em seus conteúdos.

👉 Os seguintes conteúdos contam com estratégias que você pode utilizar para alcançar esse resultado:

5. SEO local

Estratégias de SEO local são indicadas para empresas que atuam em uma ou mais regiões específicas. 

Isso porque as técnicas aplicadas focam em fazer com que o seu site apareça em destaque para pessoas que estão localizadas na mesma região da empresa.

Dessa forma, aumentam-se as chances de conseguir novos clientes onde a empresa atua, o que é o mais interessante para negócios locais.

👉 Estes conteúdos vão ajudar você a construir uma estratégia adequada de SEO local e alcançar um bom retorno:

6. SEO para YouTube

O YouTube também é uma ferramenta de pesquisa valiosa. E, para alcançar resultados satisfatórios na plataforma, mais visualizações e inscritos no canal da empresa, além de direcionar mais pessoas para o seu site, existem técnicas e recomendações específicas de SEO, adaptadas para o YouTube.

👉 No conteúdo a seguir, você encontrará tudo o que você precisa para atingir melhores resultados com os vídeos do canal da sua empresa no YouTube: YouTube SEO: Guia para Otimizar Vídeos na Plataforma e Melhorar Resultados!

7. SEO para pesquisas por voz

Pesquisas por voz não são mais o futuro do SEO, já estão acontecendo neste exato momento, sendo responsável por boa parte de todas as pesquisas realizadas na internet!

Estima-se que quase 50% dos consumidores já usam a pesquisa por voz para realizarem suas buscas e encontrarem o que precisam.

E a tendência é aumentar ainda mais.

👉 Então, se você quer ter resultados de SEO HOJE e garantir resultados no futuro, o conteúdo a seguir vai te ajudar: Ok, Google: como fazer SEO para pesquisas por voz!

8. Análise de SEO

Você sabe qual a situação do seu site, do ponto de vista de SEO? Será que existe algum erro ou algo que pode ser melhorado para que alcance melhores resultados nos mecanismos de busca?

E se você já aplica estratégias de SEO, elas estão dando certo? Quais métricas você acompanha? Há algo que precisa ser ajustado? Existe alguma ação ou boa prática que é importante mas você está deixando de aplicar?

Ou você está aplicando alguma técnica que está prejudicando os seus números e fazendo com que esteja sendo penalizado pelo Google (como técnicas Black Hat)?

E sobre vendas: o SEO está realmente trazendo mais clientes para você? Como está a conversão da estratégia?

👉 Os conteúdos abaixo vão ajudar você a responder a essas questões e fazer uma boa análise de SEO do seu site para otimizar resultados:

9. Ferramentas de SEO

Algumas ferramentas são essenciais para fazer um bom trabalho de SEO em um site.

Ferramentas de análise, acompanhamento de métricas, que ajudam a encontrar palavras-chave estratégicas para pautas de Blog, entre diversas outras.

👉 Recomendamos os conteúdos abaixo para que descubra as melhores ferramentas para utilizar no seu SEO:

10. SEO para a área da saúde

Como a Eixo Digital é especialista no segmento de saúde, dividimos os principais insights e aprendizados sobre SEO para esse segmento que acumulamos ao longo dos anos em meio a diversos conteúdos.

O ramo da saúde demanda estratégias e técnicas específicas para alcançar resultados orgânicos e atrair mais pacientes por meio do Google.

👉 Aqui estão os conteúdos de SEO específicos para empresas da saúde:

Esperamos que todos os conteúdos sejam úteis para ajudar você a colocar o seu SEO em prática para atrair mais visitantes para o seu site e, assim, conseguir novos clientes de forma orgânica e natural!

👉 Agora, independentemente do seu nível de conhecimento em SEO, contar com uma ajuda profissional pode facilitar o seu trabalho, diminuir dores de cabeça e ter maior garantia de resultados!

Você não precisa fazer as coisas por si, ficar quebrando a cabeça em o que fazer e acabar se confundindo em meio a tantas estratégias. Nós da Eixo Digital estamos prontos para te ajudar!

Em mais de 7 anos de experiência, já ajudamos diversas empresas e negócios a atraírem mais clientes com o SEO sob nossa responsabilidade. Confira aqui os resultados.

Clique no botão abaixo para falar com um de nossos especialistas e conversarmos sobre como podemos te ajudar.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Se você é da área da saúde, siga também nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, que é 100% dedicado ao Marketing Médico.

Inbound Marketing: um guia de conteúdos para montar o seu plano!

Inbound Marketing – também conhecido como marketing de atração – é uma estratégia que visa captar novos clientes e fidelizar os atuais, de forma mais natural e não invasiva, atraídos por um interesse real em produtos ou serviços da empresa.

Isso porque a lógica por trás dessa metodologia é oferecer ao público-alvo conteúdos e informações que sejam de seu interesse, que são encontrados no momento em que o público precisa e procura. 

Não à toa 74% das marcas consideram o Inbound Marketing a principal abordagem para o marketing de uma empresa hoje em dia, segundo relatório do site Hubspot.

Mas, para alcançar os melhores resultados que o Inbound pode trazer, é preciso ter o direcionamento correto para aplicar essa estratégia.

Por isso, preparamos este guia completo de conteúdos variados sobre Inbound Marketing (com artigos de blog, vídeos e e-books), que está dividido em:

  • Conteúdos para a fase de atração;
  • Conteúdos para a fase de conversão;
  • Conteúdos para a fase de relacionamento;
  • Conteúdos para a fase de venda;
  • Conteúdos para análise de resultados.

Boa leitura e aproveite!

Guia de conteúdos sobre Inbound Marketing

Existem etapas essenciais para colocar o Inbound Marketing em prática e alcançar resultados sólidos a partir dessa estratégia.

Primeiro, é preciso atrair visitantes, depois convertê-los em leads, construir e alimentar um relacionamento com essas pessoas e, por fim, alcançar uma venda.

👉 Essa lógica segue os conceitos de Jornada de Compra e Funil de Vendas, que determinam que um consumidor passa por diferentes fases até decidir comprar um produto ou serviço, com interesses e desejos diferentes em cada fase. O Inbound Marketing busca oferecer para o consumidor o que ele busca e precisa em cada momento para, assim, atraí-lo até a compra.

Além disso, analisar os resultados também é uma parte fundamental.

Abaixo, selecionamos alguns conteúdos que vão ajudar você a executar bem cada uma dessas etapas.

Como escrever assuntos de e-mail criativos e chamativos para suas campanhas

Marketing de Conteúdo: benefícios e como aplicar

1. Fase de atração: captando visitantes

Seguindo a lógica do funil acima, é preciso atrair uma boa quantidade de pessoas para o seu site (topo do funil) para que, assim, uma quantidade considerável dessas pessoas se tornem, de fato, clientes (no fundo do funil), certo?

Para isso, recomendamos ações como:

  • Publicar conteúdos relevantes e úteis em um blog dentro do site para atrair pessoas interessadas em assuntos relacionados ao segmento da empresa. Para isso, definir palavras-chave e público-alvo é fundamental.
  • Aplicar estratégias de SEO no site para que esteja bem posicionado e em destaque nos resultados das buscas que as pessoas fazem no Google, relacionadas ao segmento da empresa. Sites mal-posicionados atraem poucos visitantes.
  • Investir em anúncios online e mídia paga para fazer com que o site chegue a mais pessoas interessadas, mais rapidamente.
  • Trabalhar bem as redes sociais para divulgar o seu site, se relacionar com seu público e usá-las até mesmo como ferramentas de conversão.

👉 Estes conteúdos irão ajudar você a atrair mais visitantes para o seu site:

Baixe gratuitamente nosso ebook, neste link ou na imagem abaixo, e aprenda o passo a passo para otimizar seu site com técnicas de SEO e alcançar o topo do Google:

💡 Conheça um exemplo real de como a fase de atração do Inbound funciona na prática, conferindo este case em que geramos um tráfego de 17 mil pessoas para artigo de Blog.

2. Fase de conversão: gerando leads

Leads são pessoas que fornecem seus contatos ou dados pessoais (como nome, e-mail, telefone) em um formulário online para ter acesso a determinado conteúdo.

Gerar leads é fundamental, pois é por meio desses contatos que você terá informações sobre esses possíveis interessados e terá como manter contato com eles por meio de outras ações de marketing.

Então, para gerar leads e conseguir informações dos seus visitantes, recomendamos:

  • Desenvolver iscas digitais e materiais ricos gratuitos, como e-books, infográficos, demonstrações, webinars, vídeos, entre outros. Para se sentirem estimuladas a fornecer seus dados pessoais, as pessoas precisam de algo em troca que seja útil para elas.
  • Disponibilizar, em seu site, páginas específicas de contato ou interesse no produto/serviço. Dessa forma, você consegue converter os visitantes que já tem maior interesse no que você oferece e com mais chance de fechar uma compra.
  • Construir landing pages, que são páginas especiais oferecendo algo de interesse dos usuários, dispondo de um formulário que eles preenchem e deixam seus dados, para terem acesso a algum conteúdo digital.
  • Disponibilizar formulários em pontos estratégicos de seu site (página inicial, Blog) ou até na Bio do Instagram, para que as pessoas possam preencher com suas informações.

👉 Estes conteúdos irão ajudar você a converter os visitantes do seu site:

💡 Quer um exemplo real de como a fase de conversão do Inbound funciona na prática? Confira este case, em que aumentamos em 520% a geração de leads de uma empresa.

3. Fase de relacionamento: engajando a audiência

Após conseguir o contato e as informações de pessoas que demonstraram interesse em algo relacionado à sua empresa, é essencial trazê-las para mais perto, manter a marca em suas mentes e, assim, se fazer presente.

Assim, quando elas estiverem prontas para adquirir o produto ou serviço que sua empresa oferece, ela terá mais chances de ser lembrada e fechar a venda.

Recomendamos que faça isso, por exemplo, usando fluxos de automação (com newsletters divulgando artigos do seu Blog, promoções e conteúdos estimulando o contato), sequência de e-mail estratégicos, conduzindo a uma ação, ou mesmo por meio de suas redes sociais, que são excelentes ferramentas de relacionamento.

👉 Para aprender a se relacionar com seus contatos, confira estes conteúdos:

💡 Confira outro exemplo real de como a fase de relacionamento do Inbound funciona na prática, conferindo este case em que aumentamos de 300 para mais de 1.500 contatos para uma empresa de piscinas!

4. Fase de venda: completando a jornada de compra

Nessa etapa, as pessoas já estão interessadas em comprar o seu produto ou serviço! Você só tem que facilitar essa ação para elas.

Sendo assim, é importante que o comercial da empresa tenha acesso a esses contatos e às suas informações que foram adquiridas por meio do Inbound Marketing, para que possa fazer a abordagem comercial no momento certo.

Ferramentas de CRM ou de Automação de Marketing, como o RD Station, podem ajudar nisso.

Além disso, enviar conteúdos que ajudem o consumidor a fechar a compra e a esclarecer qualquer dúvida sobre o produto/serviço também são ótimas ações (como conteúdos sobre benefícios, vantagens, diferenciais, preço).

Esses conteúdos podem ser enviados por e-mail ou incluídos no final dos fluxos de automação, por exemplo.

👉 Para saber como se relacionar com seus contatos, confira estes conteúdos:

💡 Não poderia faltar um exemplo real da fase de venda no Inbound, certo. Então confira estes cases, em que geramos mais de 100 agendamentos no 1º mês de projeto para uma clínica de dermatologia e estética, geramos cerca de 600 atendimentos por mês para uma clínica de oftalmologia.

5. Análise de resultados: como saber se o seu Inbound está dando certo?

Uma das maiores vantagens do Inbound Marketing em relação ao marketing tradicional são os dados e números que ele oferece!

E, a partir de uma boa análise dos dados dos resultados, é possível ajustar as estratégias, saber o que está dando certo, para continuar, e o que está dando errado, para melhorar.

Existem vários recursos que devem ser usados nesta etapa, como por exemplo, o Google Analytics e, novamente, o RD Station.

👉 Aprenda a analisar os resultados do seu Inbound Marketing com os conteúdos abaixo:

Esperamos que todos os conteúdos sejam úteis para ajudar você a colocar o seu Inbound Marketing em prática e fazer mais clientes chegarem até você de forma voluntária e natural!

Neste outro ebook completo e gratuito, você tem acesso a um planejamento anual de Inbound para sua estratégia digital. Baixe neste link ou clicando na imagem:

👉 Agora, independente do seu nível de conhecimento no Inbound Marketing, contar com uma ajuda profissional pode facilitar o seu trabalho, diminuir dores de cabeça e ter maior garantia de resultados!

Você não precisa fazer as coisas por si, ficar quebrando a cabeça sobre o que fazer e acabar se confundindo em meio a tantas estratégias. Nós, da Eixo Digital, estamos prontos para te ajudar!

Com nossos mais de 7 anos de experiência em Marketing Digital, podemos ser o parceiro que você precisa para mudar seu negócio de nível. 

Clique no botão abaixo para falar com um de nossos especialistas e conversarmos sobre como podemos te ajudar.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Se você é da área da saúde, siga também nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, que é 100% dedicado ao Marketing Médico.

Landing page para médico: um guia para atrair mais contatos!

O termo landing page significa “página de destino”. No marketing, refere-se uma página especial dentro de um site, que serve para captar contatos e informações deixadas voluntariamente por visitantes; a partir daí, denominados “leads”.

De posse dessas informações, é possível criar ações de relacionamento (ou ofertas) com esses leads, para que se tornem clientes; no caso do Marketing Médico, pacientes.

Com uma landing page, é possível obter informações como nome, e-mail, número de telefone, faixa etária, convênios que possuem, especialidades, exames ou procedimentos de interesse, ou outras informações úteis para uma estratégia de marketing médico.

Por ser algo tão importante para seu marketing médico, criamos este conteúdo especificamente sobre landing pages para Marketing Médico; um verdadeiro guia para atrair mais contatos.

Acompanhe!

Tipos de landing pages para marketing médico

Cada landing page costuma capturar algumas informações específicas das pessoas, para propósitos diversos.

No marketing médico, os tipos mais utilizados de landing pages são:

1. Landing pages para agendamento ou pré-agendamento

As pessoas que acessam esse tipo de landing page já estão decididas a marcar uma consulta, exame ou procedimento. Ou, pelo menos, facilitar/encurtar esse processo (para não ter que gastar tempo esperando atendimento em uma ligação, por exemplo).

Portanto, essas páginas costumam capturar informações como:

  • Nome do paciente;
  • Número de telefone;
  • E-mail;
  • Se será por convênio ou particular;
  • Especialidade de interesse;
  • Horário/turno/médico de preferência.

Dessa forma, no caso de uma página de agendamento, as pessoas podem marcar uma consulta a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana. Uma verdadeira máquina de agendamentos a todo momento.

E, no caso de uma página de pré-agendamento, a recepção já recebe as informações essenciais para marcação da consulta, o que facilita e agiliza o atendimento.

Veja como atrair mais paciente para o seu negócio!

2. Landing pages para download de materiais/conteúdos

Esse tipo de landing page serve para atrair pessoas que têm interesse em algo relacionado à sua especialidade, mas não estão necessariamente prontas para agendar uma consulta.

Por exemplo, uma mulher com mais de 40 anos, que está procurando fazer o seu check-up anual, e encontra um e-book ou infográfico sobre os exames anuais que toda mulher nessa idade deve fazer.

Ela, então, para ter acesso ao material, preenche informações como nome, e-mail, idade, condições de saúde e interesses na landing page do material.

E, assim como ela, diversas pessoas fazem o mesmo. Assim, você consegue uma base de e-mails e informações de pessoas que já têm interesse em algo relacionado à sua especialidade, o que facilita guiá-las para o agendamento da consulta depois!

>>> Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

3. Landing pages para recebimento de e-mails e newsletters

Muitas pessoas buscam receber informações e conteúdos sobre saúde por e-mail. Por exemplo, notícias sobre uma doença que possuem ou têm interesse, atualizações de tratamentos, lembretes de consultas ou de períodos de check-ups, entre outros.

Dessa forma, ao capturar informações como e-mail, nome e assuntos de interesse, esses tipos de landing pages vão ajudar você a construir um relacionamento com essas pessoas por e-mail e, assim, manter-se em suas mentes.

A partir disso, quando elas precisarem agendar uma consulta na sua especialidade, vão considerar o seu atendimento, que a ajudou com conteúdos e informações úteis.

👉 Abaixo você confere um exemplo de uma de nossas landing pages. Ela te permite baixar gratuitamente nossa revista Transformação Digital na Saúde, que é um guia com um passo a passo de como ter Marketing Médico de sucesso. Confira neste link ou na imagem abaixo para conhecer nossa landing page e aproveitar para baixar a revista!

Como criar landing pages de alta conversão para clínicas

O Rapha Caitano, CEO da Eixo Digital, discute como criar landing pages de alta conversão para clínicas médicas no vídeo abaixo! Ele destaca a importância de otimizar essas páginas para atrair mais pacientes, reduzir os gastos de marketing e melhorar a experiência dos pacientes atuais. Rapha aborda diversos pontos-chave, como a importância do título, a realização de testes AB, a clareza dos objetivos, o design eficaz, o uso de imagens únicas, a produção de textos persuasivos, a inclusão de CTAs (chamadas para ação) eficazes e a otimização para dispositivos móveis.

Assista ao vídeo completo para obter insights detalhados sobre como criar landing pages de alta conversão para clínicas.

Onde criar uma landing page?

Existem diversos sites onde é possível criar landing pages. Por aqui, nós usamos e recomendamos a ferramenta da RD Station Marketing.

Trata-se de uma plataforma completa de marketing digital e inbound marketing, que também conta com uma ótima funcionalidade para criação de landing pages.

Com ela, é possível criar páginas de forma fácil, intuitiva e atrativa, com recursos essenciais para uma landing page de alta conversão.

Além disso, estão disponíveis diversos modelos já prontos e personalizáveis para vários propósitos, como pedidos de orçamento (que pode ser personalizada para agendamentos).

A plataforma também oferece relatórios e dados das landing pages criadas para que você ou sua equipe possam acompanhar e fazer melhorias para atingir melhores resultados.

👉 Quer mais ferramentas que podem te ajudar no seu marketing médico? Listamos aqui 12 que recomendamos. Confira!

Checklist básico para landing pages de marketing médico

Existem alguns itens e algumas informações que são essenciais e que costumam estar presentes nas landing pages de sucesso do marketing médico.

São eles (usamos as páginas da nossa landing page acima como exemplo):

  • Título atrativo e alinhado com a temática da landing page;
  • Subtítulo explicativo e complementar ao título, para prender ainda mais a atenção dos futuros pacientes.

  • Texto que convença os futuros pacientes a baixar o material ou se inscrever para receber e-mails (trazendo as vantagens, conteúdo e benefícios) ou, ainda, agendar uma consulta (com os diferenciais da clínica, por exemplo), a depender do tipo de landing page escolhida.
  • Formulário simples, direto e solicitando poucas informações (apenas as essenciais para a estratégia de marketing médico e para o tipo de landing page escolhida).
  • Um call-to-action (CTA) – “chamada para ação” em português – que estimule o futuro paciente a baixar o material, se inscrever para receber e-mails ou agendar uma consulta, além de indicar onde ela deve clicar para conseguir fazer isso.

Para se aprofundar nesse checklist, leia também este artigo: Como criar landing pages de alta performance!

👉 E, além de tudo isso, também é importante atentar-se para as determinações da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e das regras do CFM (Conselho Federal de Medicina) para o marketing médico. Saiba mais sobre esses tópicos nos artigos abaixo:

Dicas práticas de adequação do marketing digital à LGPD

Regras marketing médico: o que é (ou não) permitido fazer segundo o CFM?

Dicas para melhorar a performance das suas landing pages

Como você irá saber que as landing pages que criar estão sendo, realmente, úteis para o seu marketing médico? Será que elas estão atraindo tantos leads quanto poderiam? E os contatos que conseguiu, são de pessoas que têm chances de agendar uma consulta?

Para encontrar as respostas dessas questões, é essencial acompanhar os resultados, fazendo testes e melhorias constantes.

Quer um parâmetro do que é uma landing page de sucesso? Aqui, na Eixo, para uma clínica de Oftalmologia, conseguimos fazer com que a landing page de agendamento de consultas gerasse uma média de 600 pedidos por mês. Confira aqui este case!

Já para uma clínica de exames de imagem, conseguimos fazer com que 15% das pessoas que entraram na página de agendamento agendassem uma consulta, o que é uma ótima taxa para o marketing médico. Confira este case aqui!

👉 E você, qual o resultado que você quer para o seu marketing médico? Quantos agendamentos de consultas, exames ou procedimentos sonha em receber por mês?

Uma boa forma de melhorar a performance das suas landing pages e do seu marketing médico, como um todo, é contar com uma ajuda profissional, de quem realmente entende do assunto.

E nós, da Eixo Digital, com nossos mais de 7 anos de experiência no Marketing Médico, podemos te ajudar a alcançar ótimos resultados, levando mais pacientes para sua agenda. 

Clique no botão abaixo para falar com um de nossos especialistas e conversarmos sobre como podemos te ajudar.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Além disso, clique aqui para seguir o nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, 100% dedicado ao Marketing Médico.

Como gerar leads no marketing médico?

Lead é um conceito de marketing utilizado para se referir a alguém que fornece informações sobre pessoais e dados de contato (como nome, e-mail, telefone) em troca de um material, informação ou pedido de contato que seja de seu interesse.

No Marketing Médico, um lead é uma pessoa que tem grandes chances de se tornar um paciente no futuro.

A lógica por trás disso é que alguém que já demonstrou interesse por algo relacionado ao consultório, clínica, laboratório ou hospital e está muito mais propenso a se relacionar com a marca e vir a ser seu cliente (no caso, um paciente).

Mas você pode estar se perguntando: gostei da ideia, mas como gerar leads no marketing médico? É sobre esse tema tão relevante que este artigo trata.

Acompanhe!

Entenda, na prática, o conceito de leads!

Por exemplo: imagine que você é um ortopedista e oferece, no seu site, materiais gratuitos sobre doenças e problemas de saúde relacionados à sua área.

A partir disso, uma pessoa que está com dor nos joelhos e procura informações no Google encontra um de seus materiais, tratando de “possíveis causas da dor no joelho”. Para ter acesso ao material, ela precisa preencher um formulário com alguns dados pessoais, conforme o exemplo abaixo:

Como gerar leads no marketing médico?

Ao preencher o formulário, fornecendo as informações pedidas, essa pessoa passa a ser considerada um lead, um paciente em potencial. Isso porque você agora tem os dados de contato de alguém que já demonstrou possuir um problema (dor nos joelhos) que a sua especialidade (ortopedia) pode ajudar a solucionar

Com isso, é muito mais fácil convencer essa pessoa de que ela precisa agendar uma consulta com um ortopedista do que convencer outra pessoa que não demonstrou interesse, da qual você não tem qualquer informação.

Veja como atrair mais paciente para o seu negócio!

Formas de gerar leads para marketing médico

1. Pelo seu site

Crie páginas específicas para download de materiais/inscrição em listas de e-mails/agendamento de consultas e inclua formulários para coletar contatos.

Essas páginas especiais são chamadas de landing pages (ou páginas de conversão) e são usadas com o objetivo de se baixar e-books, infográficos ou outro material relacionado à sua especialidade, ou ainda para que os usuários se inscrevam para receber conteúdos/novidades por e-mail ou, melhor ainda, para agendar uma consulta ou procedimento na sua clínica.

Além disso, ter formulários disponíveis em seu site em locais estratégicos facilita a vida de futuros pacientes que desejam acessar algo que será útil para elas ou marcar uma consulta com você.

Em vez de direcioná-las para a landing page, elas podem preencher seus dados já no meio de um artigo do Blog ou na página inicial do site, por exemplo.

👉 Tem alguma dúvida ou quer saber mais sobre algum desses tópicos? Recomendamos que leia também o conteúdo abaixo, onde explicamos melhor o que são landing pages e o que não pode faltar na sua!

2. Pelas redes sociais 

Para gerar leads no marketing médico utilizando essa estratégia, divulgue suas landing pages e promova anúncios para atrair pessoas interessadas.

Os seguidores dos seus perfis nas redes sociais já têm interesse na sua especialidade, o que torna muito mais fácil obter informações sobre eles, bem como seus dados de contato. Assim, você pode guiá-las a se tornarem também pacientes.

Para isso, divulgue em suas redes sociais as páginas de download de materiais disponíveis e também de novos materiais que criar, além da página de cadastro para receber conteúdos por e-mail.

Além disso, sempre que for pertinente, divulgue também páginas de agendamento, para aqueles que desejarem agendar uma consulta. Vale, inclusive, colocar esse link na bio do Instagram e nas descrições dos vídeos do YouTube, por exemplo.

3. Pelo Google

Para aqueles que ainda não são seguidores, vale promover anúncios com a finalidade de atingir esse público, tanto nas redes sociais quanto no Google.

A grande vantagem dos anúncios é que eles permitem direcionar as landing pages exatamente para as pessoas com mais chance de se interessar por elas. Por exemplo, promover anúncios com landing pages para quem já está buscando agendar uma consulta com a sua especialidade.

Além das redes sociais (como Instagram, Facebook, YouTube), essa mesma lógica também funciona para o Google. Anuncie também nessa plataforma.

👉 Nos artigos abaixo, aprofundamos mais nesses temas para te ajudar. Recomendamos que leia também:

Instagram para clínicas médicas: um guia para a sua estratégia!

Como captar pacientes pelo Google Ads

Flywheel Marketing: um guia completo!

4. Por meio de parcerias

Esta dica vale tanto para o ambiente online quanto offline. 

No offline, busque parceiros estratégicos que possam trazer leads interessados na sua especialidade. Tal estratégia é conhecida como co-marketing!

Por exemplo, imagine que você possui um laboratório de exames de imagem. Vale buscar parcerias com médicos ou clínicas que possam levar leads para você. Esses parceiros podem indicar o seu negócio para os clientes deles, caso seja possível, e assim você pode atrair mais leads.

Já no ambiente online, também é possível produzir conteúdos para canais de terceiros, como artigos de blog, por exemplo. Tal estratégia é chamada de guest posts, e você pode saber mais clicando aqui.

5. Por meio de marketing de indicação

Estimule seus atuais pacientes a indicarem sua clínica para outras pessoas. E isso pode ser feito de várias formas.

O primeiro passo, claro, é encantar seus pacientes, dando a eles o melhor atendimento possível. Sem isso, nenhuma estratégia de indicação vai funcionar. Por outro lado, se sua clínica for capaz de superar as expectativas, as pessoas sentirão prazer em indicar seus serviços para amigos e familiares.

>>> Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

Neste artigo, o Rapha traz ideias criativas de como encantar e fidelizar pacientes. Confira no vídeo:

Com pacientes satisfeitos com o atendimento da sua clínica, é possível estimular que eles façam uma avaliação de sua clínica no Google Meu Negócio, por exemplo.

Assim, outras pessoas que encontrarem o perfil da sua empresa no Google e olharem o número de avaliações positivas têm mais chance de visitar seu site, deixar seus contatos ou fazer um agendamento.

Conheça aqui 5 formas de estimular avaliações positivas no Google Meu Negócio!

Além disso, sempre que você estimula seus pacientes a compartilharem seus conteúdos com outras pessoas, elas estão indiretamente recomendando sua clínica. E esse é o melhor marketing que existe, porque vem de pessoas conhecidas.

Quer saber mais sobre marketing de indicação? Então acesse este outro artigo do nosso Blog!

👉 O que acha de ter acesso a informações que farão toda diferença no seu Marketing Médico? Então baixe gratuitamente nossa Revista Transformação Digital na Saúde, clicando neste link ou na imagem abaixo.

Como gerar leads no marketing médico?

Tenho leads: o que eu faço com eles?

Apenas gerar mais leads para o seu marketing médico não é suficiente. Se você quer mesmo fazer com que esses leads se tornem pacientes, é preciso utilizar corretamente as informações coletadas e trabalhá-las com estratégias de relacionamento.

Isso porque um lead gerado representa uma pessoa que não necessariamente quer agendar uma consulta no momento ou está consciente de que precisa agendar uma consulta. Muitas vezes será preciso se comunicar com essa pessoa e levá-la a entender que uma consulta é necessária.

Para isso, algumas estratégias e conceitos são necessários, como nutrição de leads, jornada de compra e funil de vendas. Entenda mais sobre essas questões nos artigos abaixo:

Nutrição de leads: como aquecer uma lista fria de e-mails

Jornada de Compra: o que é e como construir uma para a sua marca?

Funil de Vendas: o que é, etapas e como criar?

E você, já considerou contar com uma ajuda profissional no seu marketing médico?

Nós, da Eixo Digital, estamos prontos para te ajudar!

Temos mais de 7 anos de experiência com Marketing Médico e, nesse período, já ajudamos diversas empresas da saúde a atrair mais leads e pacientes. Confira alguns dos nossos cases de sucesso.

Quer saber como podemos gerar resultados semelhantes para sua clínica, consultório, laboratório ou hospital? Clique no link abaixo e fale com um de nossos especialistas.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre o que pode fazer a diferença para o seu Marketing Médico

Confira aqui todos os artigos sobre Marketing para Saúde que temos disponíveis no nosso Blog.

Além disso, siga nosso perfil no Instagram, 100% dedicado ao Marketing Médico.

Estratégia de Inbound Marketing: Como Criar a Sua?

Marketing de Atração é o conceito mais aceito e difundido aqui no Brasil para Inbound Marketing.

Mas o que é a Estratégia Inbound Marketing ou Estratégia Marketing de atração? Como funciona? O que eu preciso saber para não ficar perdido quando alguém fala disso para mim?

Calma, leia este artigo completo que você sairá daqui com tudo que você precisa saber sobre Inbound Marketing.

Veja o que você vai encontrar aqui:

Se quiser ir direto para um tópico em específico, basta clicar no título e será direcionado automaticamente!

Boa leitura!

O que é Inbound Marketing ou Marketing de atração

Definir o que é Inbound Marketing não é uma tarefa das mais simples. A tradução literal: ‘marketing de entrada’ não ajuda muito, alguns o chamam de ‘marketing de atração’ ou o ‘novo marketing’. A melhor forma que encontramos para se definir em poucas palavras seria:

Inbound Marketing é toda e qualquer tática de marketing que se baseia em ganhar o interesse das pessoas ao invés de comprá-lo.

Para se entender melhor, vamos contextualizar: Hoje você escolhe a hora que vai ver o filme, se quer pausar e continuar depois. Não à toa, há botões de ‘pular anúncio’ do Youtube, opções de impedir propaganda nos navegadores, possibilidade de denunciar spam em emails ou alguma conta que se mostra inconveniente nas redes sociais. O avanço da liberdade de escolha do consumidor tem deixado o marketing de interrupção para atrás. Para pular essa barreira e dar ao marketing um novo formato de se comunicar com o público, chegou o Inbound Marketing.

É como se você dissesse “Sim, eu quero saber mais sobre isso!”. E, a partir daí receberia as informações que você buscou ter. Por isso, o Inbound Marketing é considerado um marketing de permissão, que tem como ideia central educar primeiro para depois vender

Ebook de Inbound Marketing

Significado e conceito de Inbound Marketing

O termo Inbound Marketing, traduzido livremente, significa “Marketing de Atração”. Tal definição vem do fato de esse conceito reunir um conjunto de estratégias com o objetivo de fazer com que potenciais clientes cheguem até a empresa de maneira voluntária. 

O Inbound Marketing surgiu em 2006 e o conceito foi definido por Brian Halligan e Dharmesh Shah, fundadores da empresa americana referência em Marketing Digital, Hubspot

Tudo começou com a criação de um software de gerenciamento de campanhas de Inbound Marketing.

Porém, o conceito só veio a se popularizar em 2009, quando os especialistas lançaram o livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”. Inclusive, uma grande referência para quem quer se aprofundar um pouco mais na área.

Além disso, o que você precisa ter em mente é que todas as ações que compõe o uso do Inbound Marketing servem para educar os consumidores que, depois de passarem por algumas etapas do Funil de Vendas, poderão vir a estar aptos para realizar compras.

Isso significa que mais do que apenas serem persuadidos a comprar uma solução ou ideia, os consumidores precisam ser encantados por ela.

Os consumidores precisam sentir que as empresas as entendem muito bem, conhecem o que de fato precisam e se importam com o que pensam e desejam.

Os investimentos feitos nesse tipo de estratégia são importantes porque o comportamento do consumidor mudou muito nos últimos tempos. E a tentativa de empurrar uma mensagem para eles, sem personalização e por meio de uma ação de massa, como nos comerciais de TV, por exemplo, tornou-se bastante ineficaz.

O que conta agora é a autoridade da marca no segmento em que atua, o bom relacionamento que desenvolve com a sua audiência e a solução que resolve diretamente a dor de um potencial cliente.

O que significa Inbound Marketing para a Resultados Digitais?

Inbound Marketing (ou Marketing de Atração) é o conjunto de estratégias que visam atrair e converter clientes voluntariamente. Diferente do Outbound, o Inbound Marketing baseia-se no relacionamento e educação do consumidor, usando estratégias como Marketing de Conteúdo e Automação de Marketing.

Qual o significado na visão da HubSpot?

O Inbound marketing, em uma tradução literal para o português, poderia ser chamado de ‘marketing de entrada’, mas também tem sido conhecido por alguns como ‘marketing de atração’ ou o ‘novo marketing’.

O Inbound é uma estratégia inovadora que rompe com os antigos conceitos de marketing e traz uma nova visão de trabalho, que se baseia em ganhar o interesse das pessoas e fazer com que seus potenciais clientes te encontrem e te procurem.

>>> Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

Afinal, qual a diferença entre Outbound e Inbound?

Em suma, a principal diferença entre Inbound Marketing e Outbound Marketing é que, no Outbound, a marca é que vai atrás dos clientes ativamente, enquanto no Inbound o objetivo é fazer com que os clientes cheguem naturalmente à marca, mais preparados para a compra.

Por um lado temos o Inbound Marketing, uma nova forma de conduzir as estratégias de marketing. Do outro, o Outbound Marketing, conhecido como o Marketing Tradicional

E, hoje, a ascensão das estratégias de Inbound Marketing se deve a uma mudança recente e impactante no comportamento do consumidor: o controle das decisões de compra passou das mãos das marcas para as mãos da audiência.

Agora, as pessoas controlam cada vez mais o seu poder de escolha. E não somente no momento da compra, mas também sobre quais mensagens, informações e conteúdos querem receber ou não.

O que acontece é que essa prospecção ativa de clientes feita no Outbound Marketing acaba interrompendo a jornada de compra do consumidor, de forma intrusiva e feita em um momento em que, muitas vezes, ele não está preparado para a compra. Tanto que o Outbound também é conhecido como Marketing da Interrupção.

Banners para todo lado, anúncios aleatórios em redes sociais ou no meio de um Podcast/vídeo do YouTube, mala direta com promoção via e-mail, e outras táticas intrusivas, mesmo que feitas usando a internet, podem ser consideradas outbound marketing.

Já no Inbound…

ao invés de interromper o processo natural de compra, o foco é atrair atenção em algum momento dessa jornada, de maneira adequada, assertiva e, principalmente, útil.

As estratégias e ações do Inbound Marketing se encaixam em cada momento desse fluxo natural do consumidor, adequadas para aquele momento, de modo que não seja uma mensagem forçada nem intrusiva. 

No quadro que preparamos abaixo, você pode entender melhor as diferenças entre Inbound Marketing e Outbound Marketing:

diferenças entre inbound marketing e outbound

Vantagens e benefícios do Inbound Marketing: como usar a seu favor

Ao longo das explicações, já ficou claro os motivos pelos quais investir em Inbound Marketing é fundamental. Mas para que não restem dúvidas, aqui vai uma lista das principais vantagens oferecidas pela técnica.

Adaptado para os novos comportamentos de consumo online

A internet permite que a comunicação circule rapidamente e que qualquer informação, quando bem pesquisada, seja encontrada na mesma velocidade. Por isso, consumidores de todos os nichos a usam para pesquisar preços, selecionar marcas, ver a opinião de outros consumidores e até mesmo para comprar.

Sendo assim, investir em Inbound Marketing torna-se necessário para que a imagem da organização seja a melhor e para que a empresa seja encontrada com facilidade por quem a procura ou busca pelos bens e serviços oferecidos.

Mensurar a estratégia é mais fácil

Um dos grandes diferenciais entre o Inbound Marketing e o Marketing Tradicional é que no segundo as ações desenvolvidas não são possíveis de ser mensuradas com tanta precisão quanto na primeira.

Para entender melhor: é possível saber quantas pessoas leram o anúncio de uma revista? A resposta é, claramente, não! Agora, tem como saber quantas vezes um blog post foi lido? Sim, é possível!

Possibilidade de aprimorar as ações em tempo real

Justamente pelo fato de a mensuração de resultados ser mais precisa no mundo virtual do que no mundo real é que é possível ajustar ações que não estão sendo efetivas com mais rapidez.

Monitorar os resultados de uma campanha, por exemplo, está a um clique das mãos. Assim, saber o que precisa ser alterado para que os resultados sejam melhores e fazer tais modificações fica fácil.

Dessa forma, o dinheiro investido na atividade é gasto com mais qualidade e nem ele nem o tempo destinado à ação são perdidos.

Potencializa que uma marca se torne autoridade no assunto

Ter credibilidade é essencial para fazer com que uma marca seja escolhida em detrimento da outra. E como já foi dito anteriormente que os consumidores têm pesquisado na internet as empresas antes de optar por uma delas, é que investir em Inbound Marketing se faz tão importante.

Por meio da produção de conteúdo, da interação, do posicionamento e do relacionamento criados é que as pessoas identificam uma empresa comprometida com que o entrega aos clientes de outra que negligencia a qualidade e o respeito ao consumidor.

Estatísticas que você precisa conhecer sobre o Inbound Marketing

74% das empresas de todo o mundo adotam a metodologia Inbound Marketing como direcionamento de marketing (seja BSB, B2C ou organizações sem fins lucrativos), enquanto apenas 26% aplicam o Outbound Marketing.

– É comprovado que marcas que adotam a metodologia Inbound Marketing tendem a apresentar um ROI (Retorno Sobre Investimento), em comparação com aquelas que utilizam o Outbound Marketing exclusivamente.

– Mais da metade dos profissionais de marketing (60%) acreditam que os leads gerados com o Inbound Marketing são mais qualificados para a equipe de vendas. 

*Fonte dos dados: pesquisa State of Inbound, produzida pela HubSpot.

Principais recursos e ferramentas do Inbound Marketing

Para que cada etapa de ações desenvolvidas no ambiente virtual sejam feitas de forma profissional, é necessário contar com uma série de ferramentas que tornam as estratégias mais efetivas. Confira abaixo algumas das principais usadas por quem trabalha na área.

Criação de páginas na web: WordPress

Considerada uma das ferramentas mais usadas em Inbound Marketing, o WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo web, que permite a criação, o monitoramento e arquivação de sites e blogs. Com o programa é possível criar também lojas virtuais, revistas eletrônicas, jornais virtuais, dentre outros.

E-mail: Mailchimp e RD Station

A personalização do contato e a manutenção de um bom Marketing de Relacionamento entre marca e persona são duas ações importantes na estratégia de Inbound Marketing. Por isso, contar com um e-mail institucional otimizado com as boas práticas é essencial para complementar as ações das outras ferramentas.

Boas ferramentas utilizadas para isso são o Mailchimp e o RD Station.

Para aprender mais sobre esse recurso, leia também: Como obter resultados com e-mail marketing?

Automação de Marketing: RD Station

A automação de marketing tem por objetivo ajudar profissionais da área a dinamizar a atividade e a trazer inteligência para as ações propostas.

Para isso, existem plataformas que você pode utilizar, como o RD Station, desenvolvida no Brasil.

Com a ferramenta é possível criar fluxos de nutrição, enviar e-mails personalizados, identificar páginas mais visitas em um site, dentre outras funcionalidades que são essenciais para o aprimoramento de estratégias de Inbound.

CRM: Pipedrive e Runrun.it

Ferramentas de CRM como o Pipedrive e Runrun.it ajudam gestores e vendedores no desenvolvimento estratégico do contato com potenciais clientes. E quando associadas a outras ferramentas do Inbound Marketing, tornam o processo de faturamento ainda maior.

Monitoramento de resultados: RD Station e Google Analytics

A grande potencialidade do Marketing Digital está nas ferramentas que permitem acompanhar resultados de campanhas em tempo real.

A otimização dos resultados é bastante favorecida quando recursos do RD Station e do Google Analytics, por exemplo, são usados para compreender o comportamento do usuário. Por isso, vale a pena buscar os melhores recursos e usados de maneira constante.

Deu para perceber o quanto o RD Station pode ser útil em uma estratégia de Inbound Marketing, certo? Aprenda mais sobre a ferramenta em: Tudo que você precisa saber sobre o RD Station.

Pesquisas de palavras-chave: Google Trends e SEMrush

Google Trends e SEMrush são duas ferramentas de Inbound Marketing que devem ser usadas para pesquisas de palavras-chave. Com elas, é possível ter insights importantes sobre como as pessoas fazem buscas na web e sobre quais expressões usar em cada etapa do Funil de Vendas.  

entendendo a metodologia

 

Como Criar Estratégias de Inbound Marketing

O primeiro passo antes de se definir qualquer estratégia começa na identificação do seu objetivo, atrair visitantes para e-commerce, conquistar novos pacientes, buscar alunos para sua instituição de ensino são alguns exemplos. Uma vez que o objetivo foi estabelecido, a estratégia poderá ser montada.

A metodologia é divida em cinco etapas: Atrair, Converter, Relacionar, Fechar e Encantar. Em resumo, a estratégia atrai visitantes para o site ou blog da empresa com a função de educar o cliente e oferecer-lhe conteúdos ricos, converte o visitante em Lead por meio de formulários, relaciona através de conteúdos e e-mails, qualifica os leads mais interessantes, e só depois é que o trabalho de entrar em contato para vender começa.

Conheça um exemplo

Para entender melhor, veja na prática como funciona: a empresa vende tênis e lançou uma linha de tênis para corridas. Então, os gerentes contrataram uma agência de Inbound Marketing para atrair pessoas interessadas em tênis para corrida. A princípio, foram criados o site e as conta em redes sociais.

No blog há vários textos elaborados para o público que é ou pretende se tornar adepto das corridas, como:

  • Aprenda a se alongar antes e depois da corrida.
  • Saiba o que comer e o que NÃO comer antes de correr.
  • 5 aplicativos mais usados pelos amantes de corrida.
  • O que acontece com o seu corpo quando você corre.
  • Como deve ser o tênis ideal para corrida.

Os conteúdos são elaborados no blog da empresa com base nas palavras chaves e na buyer persona. Isso acontece de forma que, quando o leitor pesquisa ‘tênis para corrida’ ou ‘dicas para correr melhor’, por exemplo, a empresa que estiver bem posicionada nos resultados da busca tem mais chance de ser clicada, mas isso vamos explicar melhor abaixo, no tópico de atração.

Etapas para Criar Estratégia Inbound Marketing: Funil de Vendas

Para que a estratégia de Inbound Marketing funcione é preciso que ela siga uma sequência lógica, que é conhecida por meio da imagem de um funil. Tal item é composto por 5 etapas que consistem em atrair, converter, relacionar, vender e analisar. Entenda melhor cada uma delas.

Atrair:

O processo de atração começa na boca do Funil de Vendas, que é claramente percebida por ser mais larga do que as demais áreas da estrutura. Isso significa que um número maior de pessoas estará nela e passará, de acordo com o momento de compra de cada um, pelas demais etapas.

A ideia aqui é a de que um site sem visitas é uma página sem Leads que, consequentemente, não traz vendas. Por isso a importância de ser visto. E como o Marketing Digital é diferente do Marketing Tradicional pelo fato de fazer com que as pessoas cheguem até as empresas e não o contrário, atrair visitantes é fundamental.

Para isso, é preciso investir nas seguintes ações:

  • Desenvolvimento de blog com estratégias de Marketing de Conteúdo para levar informações de qualidade sobre o segmento de negócio da empresa atraindo, de maneira voluntária e orgânica (sem pagar por anúncios) compradores potenciais.
  • Empregabilidade de técnicas de SEO para que os conteúdos desenvolvidos possam vir a aparecer em melhores posições nos mecanismos de busca como o Google. Tais ações consistem no uso de palavras-chave, URL´s otimizadas, melhorias na experiência do usuário, tamanho, qualidade e formatação de conteúdos, etc.
  • Investimentos em Links Patrocinados, isto é, em anúncios pagos, para impulsionar o acesso ao site e às conversões. Podem ser feitos no Google ou nas Redes Sociais. O importante aqui é definir o orçamento e pesquisar bem as palavras-chave.
  • Presença nas Redes Sociais para divulgar as publicações, compreender melhor a persona e começar a desenvolver um relacionamento com os internautas. Sendo o Brasil um dos países onde as pessoas passam mais tempo nas redes sociais, estar presente nelas não é uma opção, mas sim uma necessidade. De todas, a que comumente recebe melhor todos os segmentos é a do Facebook. Porém, outras devem ser estudadas para verificar a viabilidade de usá-las para encontrar a persona.

Converter:

Para ir adiante no processo de vendas é preciso que o simples visitante do site se torne um Lead, isto é, que ele troque dados pessoais por um conteúdo relevante.

Dentre os mecanismos usados nesta etapa do Funil de Vendas estão:

  • Criação de Materiais Ricos, também conhecidos como Iscas Digitais, que podem ser e-books, infográficos, vídeos, webinars, etc.
  • Desenvolvimento de Landing Pages, que são páginas que possuem basicamente CTA´s e formulários, são necessárias para a conversão de visitantes em leads. O layout, a navegabilidade e o conteúdo delas precisam ser criados de maneira profissional para captar a atenção do leitor e conseguir com que ele troque as informações pessoais por um dos materiais ricos.
  • Produção de Formulários antes da conclusão de um CTA. Encontrado nas landing pages, as perguntas contidas nele devem ser direcionadas para que seja possível realizar, posteriormente, a definição do Lead Scoring.
  • Definição do Lead Scoring, que significa atribuir pontos para cada pessoa que se tornou Lead de forma a identificar em qual estágio da compra ela se encontra. No RD Station que falamos lá em cima, por exemplo, é possível fazer isso de maneira fácil.
  • Aplicação de técnicas de Otimização de Conversão para que a experiência do usuário da página seja a melhor e o faça agir conforme o esperado — ou seja, virar um lead! Nessa etapa entram a URL amigável, a escaneabilidade do conteúdo, a disposição de CTA´s e de banners em locais visíveis do site, etc.
etapas do Inbound

Relacionar

Não é porque existem etapas claras no Funil de Vendas que todos os potenciais clientes passam por elas de forma linear. Alguns podem chegar até uma empresa mais próximos do momento de compra, enquanto outros precisam trilhar longos caminhos.

Para todos eles é importante que a marca se faça presente e, para isso, é preciso estar em frequente contato com os internautas.

Os meios usuais de uma ação dentro da etapa de relacionamento são:

  • O envio de E-mail Marketing com assuntos promocionais, newsletters, artigos, dentre outros é fundamental para que a marca da empresa esteja sempre na mente do internauta. A ferramenta pode ser usada tanto de maneira informativa, quanto institucional e até mesmo comercial. A estratégia é quem vai ditar o melhor conteúdo e layout da mensagem.
  • O uso da Automação de Marketing como ferramenta para diminuir custos, aumentar as vendas e mensurar os resultados é uma necessidade de quem quer ter destaque frente à concorrência, diminuir gastos e potencializar resultados. Esse investimento é simples e, se usado corretamente, garante boas vendas.
  • E a Nutrição de Leads, que são disparos de e-mails estratégicos com uma sequência lógica e complementar de ações que farão com que o leitor fique ainda mais próximo da decisão de compra.

Vender

Nessa etapa não existem muitos diferenciais. O importante aqui é entregar ao cliente o melhor produto ou serviço conforme foi anunciado em todo o desenrolar da ação.

Mas é relevante ressaltar que a experiência do usuário prossegue e, portanto, quanto melhor ela for, mais vezes ele retornará para adquirir outros itens. Para isso:

  • O uso de um CRM é indicado para ter acesso rápido e fácil a informações que ajudarão o vendedor na hora de finalizar um pedido de compras.
  • A produção de um Relatório de Vendas é importante para posterior análise e identificação de melhorias no processo de venda.

Analisar

Ser capaz de comprovar com números o retorno sobre os investimentos feitos é um dos diferenciais mais bem vistos do Inbound Marketing, em relação ao marketing tradicional. E a possibilidade de analisar os resultados mesmo antes de as campanhas terminaram potencializa, como já foi dito, ainda mais a aplicação dos recursos.

Vale lembrar que não é necessário esperar o fim de uma ação para colher os frutos e identificar falhas. É possível avaliar em tempo real cada comunicação feita e, assim, fazer os ajustes necessários para que as métricas sejam as melhores.

Existem vários recursos que devem ser usados nesta etapa, como por exemplo, o Google Analytics e o RD Station.

Flywheel Marketing: um guia completo!

O que é Marketing de Conteúdo e qual a sua importância no Inbound Marketing?

Uma estratégia de Marketing de Conteúdo baseada no desenvolvimento de conteúdo relevante que tem como objetivo atrair voluntariamente pessoas para o site da empresa de forma a envolvê-las e a gerar valor.

Por meio da aplicação correta de técnicas de SEO e de conteúdos interessantes para a persona, é possível ter uma posição melhor nos mecanismos de busca da web e, assim, fazer com que mais pessoas conheçam a marca da empresa.

Quanto à importância do Marketing de Conteúdo no Inbound Marketing, pode-se dizer que a base da busca orgânica se concentra nesse tipo de ação e está direcionamento relacionado ao papel de um blog.  

Qual a diferença entre Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo?

O foco do Inbound Marketing está em atrair visitantes para um site e oferecer uma oferta em troca dos dados do agora lead e nutrir o mesmo até que ele se torne um cliente. No caso do Marketing de Conteúdo, o foco está em de produzir conteúdos e materiais relevantes para nutrir, ensinar e criar um relacionamento com o visitante.

O que fica claro é que Inbound Marketing usa o Marketing de Conteúdo como uma das sua principais estratégias para atrair visitantes, convertê-los em Leads e nutri-los para ser tornarem clientes.

Como fazer Inbound Marketing? Checklist fundamental

Para começar a fazer Inbound Marketing, é importante considerar alguns passos antes de dar o pontapé inicial. Seguir o caminho que colocamos aqui de forma consistente vai poupar muito mais tempo e esforço no futuro.

Confira abaixo o que você não pode deixar de colocar em prática para fazer Inbound Marketing!

1 – Defina uma persona correta para guiar o seu Inbound

Diferentemente de público-alvo, a persona é uma representação semirreal de um cliente ideal. Isso significa que, quando construída, são observados elementos de clientes reais e de potenciais consumidores que são objeto de desejo da empresa.

Ter a persona definida em uma estratégia de Inbound Marketing é fundamental para que as ações propostas sejam assertivas e eficientes. Afinal, isso vai fazer com que as suas ações sejam direcionadas para pessoas que, de fato, possuem chances de consumir a sua solução em algum momento.

É uma maneira de guiar a sua produção de conteúdo e o seu calendário editorial, por exemplo.

Mas não é somente nesse segmento que elas ajudam. Para desenvolver novos produtos e serviços, vender melhor e até mesmo para criar novos posicionamentos de mercado, ter clareza quanto à persona é muito importante.

Para defini-la, normalmente, observa-se características como idade, sexo, formação acadêmica, função exercida, comportamentos diários, dores (problemas enfrentados no dia a dia) e objetivos.

Assim, você consegue enxergar com clareza os problemas, desafios, dores e objeções dela, construindo uma estratégia que toque diretamente nesses pontos e os solucione.

Se quiser aprender a fazer a sua Persona, leia também: Persona: o que é e como criar uma ideal para uma marca.

2 – Fontes de Tráfego

Existem diversos canais de contato para se atrair visitantes para o seu site. O importante é saber quais canais geram mais resultado para o seu negócio. Para te ajudar com isso, listamos abaixo os principais canais de aquisição no marketing digital.

Tráfego Orgânico

Sempre que alguém acessa um site por meio de um buscador (ex: Google, Bing, Yahoo, etc), pode se definir que esse acesso veio por uma fonte de trafego orgânico. O site buscador organiza os resultados da pesquisa realizada em diferentes páginas, e são nas primeiras posições que se concentra a maior parte dos acessos. Para estar bem rankeado (nas primeiras posições) é necessário usar técnicas de SEO (Search Engine Optimization) que torna o site otimizado e mais bem posicionado nos resultados.

Tráfego direto

É considerado tráfego direto toda vez que o usuário digita no navegador (Chrome, Internet Explorer, etc) a URL do site (ex: www.eixo.digital), ou acessa por meio dos favoritos (quando já tem o endereço salvo). Na maioria das vezes esses acessos são realizados  por pessoas que já conhecem a marca, ou receberam alguma indicação, ou estão retornando ao site.

Mídias sociais

Nas Redes Sociais que são publicadas as informações que interessam o público. Por concentrarem uma grande quantidade de usuários, elas acabam sendo os canais com mais visibilidade da empresa na internet. O trabalho no Inbound Marketing feito nesses espaços deve seguir as mesmas estratégias de atração, pensando sempre na persona. As Redes Sociais são bons campos para chamar atenção de seguidores e encaminhá-los para o site da empresa. Conheça as principais: Periscope, YouTube, Vimeo, Facebook, Twitter, Instagram, Google +, Linkedin, Pinterest e SnapChat.

Tráfego por referência

Site que criam links para o seu site são fontes de tráfego por referência. De forma geral são dois grande benefícios gerados por essa fonte: mais visitas serão geradas,  e a autoridade perante o Google aumenta, melhorando a posição nos resultados, consequentemente gerando mais visitas. Para gerar tráfego de referência é fundamental fazer o uso de  uma série de táticas de Link Building (construção de links).

Mídia Paga

Os anúncios comprados permitem rápida atração de potenciais clientes, maior controle de custo e ainda facilitam na mensuração de resultados. Em resumo, é a maneira de fazer publicidade paga na internet. Os anúncios em Links Patrocinados são excelentes para atrair visitantes que estão na fase de fundo de funil, procurando possíveis fornecedores. Os principais canais onde são veiculados anúncios: Google Adwords, Bing Ads, Facebook ADS, Linkedin Ads, Instagram Ads e Waze Ads.

Invistindo em SEO e Tráfego Orgânico

Essa também é uma boa forma de fazer Inbound Marketing com pouco dinheiro. A partir do investimento em SEO, você vai fazer com que os seus conteúdos, a sua mensagem e o seu site sejam encontrados mais facilmente e tenham mais chances de atingir a sua persona

Tudo de forma orgânica e sem pagar nada por isso.

Por isso, esse passo é fundamental para fazer Inbound Marketing, já que vai de encontro com a sua essência: fazer com que o cliente chegue naturalmente até a empresa.

Para colocar o SEO em prática, é importante entender como os usuário chegam no site da marca, quais os temas e assuntos que os levam até ele, as palavras-chave que o site está ranqueado e que tem maior volume de buscas mensais, entre outras técnicas.

É fundamental também mapear as palavras-chave que estão mais relacionadas à marca e otimizar os conteúdos ou as páginas que estão ranqueados para esses termos, para que possam subir posições nos resultados de busca do Google e atrair mais tráfego para o site.

3 – Construa boas campanhas de anúncios e mídia paga

Sim, você pode investir em anúncios pagos para fazer um bom Inbound Marketing. Porém, é importante que as suas campanhas estejam 100% alinhadas à sua persona e ao que ela está buscando naquele momento.

Assim, você diminui os riscos de construir uma estratégia que seja intrusiva e interrompa algum processo da sua persona, como no Outbound Marketing.

Além disso, os anúncios também poderão complementar as ações de SEO.

Em campanhas de lançamento, por exemplo, um conteúdo ou página que desenvolva irá demorar um tempo considerável para conseguir aparecer de forma orgânica nas primeiras posições do Google e, assim, chamar a atenção dos usuários.

Com as campanhas de mídia paga, essa mensagem chega de maneira mais rápida, como deveria em um lançamento.

 

4 – Promova a sua marca e o seu conteúdo nas redes sociais

As redes sociais de uma marca (seja Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn ou qualquer outra) é um dos canais mais recomendados para compartilhar os conteúdos e informações que produzir com o seu Inbound Marketing para a sua audiência.

Além disso, por meio das redes sociais também é possível incentivar os usuários de compartilhar os seus conteúdos com amigos e pessoas próximas, o que aumenta o alcance da sua marca no meio digital.

Porém, é importante utilizar as redes sociais de forma estratégia. Não se preocupe apenas com likes e engajamento, mas sim se as suas publicações estão levando os usuários para o seu site e gerando novas conversões para a marca.

5 – Crie Landing Pages

Essa é uma das melhores táticas do Inbound Marketing, já que você cria uma página onde oferece um conteúdo rico para a sua persona e, em troca, pode pedir dados de contato em um formulário especial (como nome e e-mail).

Assim, você conquista uma base de contatos e leads, que serão aquecidos e estimulados a seguir para as etapas seguintes do Inbound Marketing até serem conduzidos ao momento da compra.

Uma Landing Page é uma página específica para conversão e captura de dados. Por isso, ela deve ser formada por poucos elementos e concentrar a atenção do usuário na ação que você quer que ele realize (baixar um e-book, por exemplo)

Uma forma de fazer essa coleta de dados é por meio das Landing Pages, uma página especial e exclusiva de captura de dados, com altas chances de conversão.

6 – Permaneça próximo da sua audiência com o E-mail Marketing

Aqui, o principal foco é colocar em prática a etapa de Relacionar do Inbound Marketing. A partir dos contatos e e-mails que você conseguir com suas landing pages, formando uma base engajada, é possível desenvolver um relacionamento ainda mais próximo com a sua persona.

Nesse passo, é importante que você envie e-mails de forma estratégica, não somente propostas de venda. É preciso ter conteúdo e e-mails que sirvam também para estreitar esse relacionamento e deixar a sua marca na mente do consumidor. 

Uma boa dica é utilizar um software que te ajude a otimizar o seu envio de e-mails, como o RD Station, que citamos mais acima.

Exemplos de Inbound Marketing: marcas que utilizam a metodologia

Quer exemplos de Inbound Marketing para estudar? Recomendamos acompanhar o que estas marcas referência estão fazendo:

Coca-Cola

Exemplos de inbound marketing - coca

Um dos principais focos da estratégia de Inbound Marketing da Coca-Cola é, sem dúvidas, na etapa de Relacionar. O principal objetivo é fazer com que o público esteja em interação com a marca 24h por dia ou, no mínimo, o máximo de tempo possível.

Para isso, eles produzem conteúdo relevante em massa

Inclusive, vale dar uma conferida em como funciona a estratégia de conteúdo da marca:

Colgate

Como o Marketing de Conteúdo é a essência do Inbound, a Colgate é outra marca referência nesse quesito. Independente do canal (seja YouTube, blog, redes sociais) a marca compartilha conteúdos relevantes, úteis e interativos, com informações que são do interesse da sua audiência, com foco no nicho de mercado da empresa: higiene e saúde bucal.

Acompanhe a Colgate como referência de marca que busca educar ao máximo a sua persona sobre o seu segmento de atuação.

inbound marketing colgate

O que acha de conferir tudo que precisa saber sobre Inbound em um só lugar? Acesse aqui a nossa categoria e aprofunde-se no assunto!

6 Materiais e Referências sobre Inbound Marketing

Para quem deseja conhecer mais sobre Inbound Marketing, nada melhor do que a leitura de livros e e-books da área. A seguir, conheça nossas melhores indicações!

1 – Convert! Designing Web Sites to Increase Traffic and Conversion – Ben Hunt

Convert! Designing Web Sites to Increase Traffic and Conversion - Ben Hunt

Ter um site bonito e atraente não é o suficiente para atrair visitantes e aumentar o número de vendas. Para que os resultados do Inbound Marketing sejam satisfatórios, é preciso unir programação, design, layout e conteúdo de forma a converter usuários da internet em clientes.

E é justamente sobre isso que trata o livro nas suas 312 páginas. Nele, o autor ensina como transformar um site em uma verdadeira ferramenta de conversão.

2 – Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a Mídia Social e os Blogs – Brian Halligan e Dharmesh Shah

Inbound Marketing seja encontrado usando o Google, a Mídia Social e os Blogs - Brian Halligan e Dharmesh Shah

Os autores são os criadores do HubSpot, famosa plataforma de automação de marketing. No material é abordado o conceito de Inbound Marketing e discutidas estratégias para atrair, converter e vender tendo como base a presença digital.

Quer mais referências no Marketing Digital como um todo?

Leia também: 5 livros de Marketing Digital: do básico ao avançado.

3 – The New Rules of Marketing and PR – David Meerman Scott

The New Rules of Marketing and PR - David Meerman Scott

O autor aborda no livro a pluralidade atual oferecida por ferramentas de marketing digital e técnicas do Marketing, além de ensinar como falar de forma estratégico com os internautas.

Scott ainda fala sobre a importância das palavras-chaves, criação de personas, participação em fóruns e demais atividades do Inbound Marketing.

4 – Obrigado pelo Marketing – Vitor Peçanha

Obrigado pelo Marketing - Vitor Peçanha

Um dos fundadores da Rock Content aborda no livro conceitos práticos sobre conhecimentos necessários para quem deseja fazer Marketing Digital de maneira profissional.

O foco do material é no Marketing de Conteúdo, especialidade do autor. Porém, outras particularidades do Inbound Marketing são abordadas para que o leitor consiga ter resultados reais.

5 – Do it! Marketing – David Newman

Do it! Marketing - David Newman

Quem já trabalha com marketing sabe sobre a importância do planejamento para que os investimentos feitos tragam retornos efetivos. E é a partir dessa ideia que o autor mostra um passo a passo de 21 dicas para desenvolver um Plano de Marketing.

Além disso, o autor também oferece outras 77 dicas para conseguir o direito de conversar com um lead e mostrar a ele as soluções oferecidas por um negócio.

6 – Guia Completo do Inbound Marketing

guia completo de inbound marketing eixo

Qual o conceito correto de Inbound Marketing? Como aplicá-lo na prática para quem quer começar a utilizar essa estratégia? Como acompanhar os resultados e saber se o Inbound está funcionando ou não? Tudo isso você irá aprender neste Guia Completo! Baixe o material gratuito aqui.

Quem pode investir em Inbound?

Qualquer pessoa ou empresa que tenha como objetivos ser autoridade em um assunto, aumentar as vendas de um produto ou serviço e desenvolver um relacionamento sadio com clientes e potenciais consumidores, deve investir em Inbound Marketing.

Porém, algumas áreas, como a da saúde, possuem diretrizes específicas que devem ser levadas em consideração antes do desenvolvimento de ações de marketing e comunicação, dentro ou fora da web.

O Marketing Médico, por exemplo, possui especificidades que precisam ser consideradas para que o regulamento da profissão não seja deixado de lado. E é por isso que é tão importante contar com o apoio de profissionais qualificados para o desenvolvimento de ações eficazes.

Por que contratar uma Agência de Inbound Marketing? Vale a pena?

Existe uma diversidade imensa de razões pelas quais ter uma estratégia de Inbound Marketing é fundamental para o sucesso de um negócio. Mas para que os aportes feitos tragam resultados é preciso que as atividades sejam desenvolvidas por profissionais qualificados.

Um erro comum vivenciado em várias organizações é o de pensar que qualquer um consegue executar uma ação de marketing na internet pelo fato de que quase todo mundo usa as plataformas disponíveis nesse espaço de maneira pessoal.

contratar agência

Cometer tal equívoco é jogar tempo e dinheiro fora. E para não correr esse risco, entenda por que contratar uma Agência de Inbound é importante clicando aqui!

Confira abaixo mais motivos para contratar uma agência:

Por dentro das tendências

Uma Agência de Inbound Marketing sempre estará por dentro das principais tendências da área e, com isso, conseguirá oferecer os serviços em primeira mão para que uma empresa tenha destaque no ambiente virtual.

Conte com profissionais qualificados

As ações do blog, das redes sociais, do site e tantas outras serão desenvolvidas com competências técnicas, e não com achismos.

Entenda cada etapa do investimento

Com uma agência qualificada é possível compreender e acompanhar cada etapa do processo e saber, com assertividade, para onde o dinheiro está indo!

Compreenda os motivos de contratar uma estratégia completa

Existe no mercado muitas pessoas que trabalham somente com uma atividade do Marketing Digital, como o anúncio em Google AdWords, por exemplo, e que querem vender o serviço como estratégia mais eficiente para promover um negócio na web.

Ao contar com uma agência qualificada, ações globais serão indicadas a partir dos objetivos a serem alcançados. Isso significa que toda uma base de ações será criada para que a presença virtual seja a melhor e a mais eficiente para impactar as vendas.

A Eixo pode te ajudar a alcançar os resultados que tanto quer na internet com o Inbound Marketing!

Confira aqui a nossa página de serviços ou, se preferir, fale diretamente com um de nossos especialistas clicando aqui. Estamos prontos e disponíveis para alavancar a sua estratégia digital, vem com a gente!

fale com um dos especialistas da agência eixo digital primeira agência platinum do centro-oeste
A Eixo Digital é a primeira Agência Platinum do Centro-Oeste entre os parceiros da Resultados Digitais. Que tal falar com um de nossos especialistas?

Plano de redes sociais para clínicas: aprenda a criar uma estratégia focada em vendas

O que muita gente ainda não entende é que, diferentemente do uso pessoal de redes sociais, quando falamos do contexto de empresas, essas mídias são poderosos recursos para geração de oportunidades.

Ferramentas como Instagram, YouTube ou mesmo o Facebook (acredite, ainda vale a pena) podem trazer resultados muito além de apenas se relacionar com pacientes ou conseguir alguns likes.

Com um bom plano de redes sociais para clínicas, é possível criar estratégias focadas em vendas – leia-se atrair novos pacientes.

Neste artigo, vamos te dar direcionamentos essenciais para isso.

Confira abaixo!

Passo a passo para um plano de redes sociais para clínicas

1. Defina quem você quer atingir com as suas redes

Que tipo de paciente você quer atrair para a sua clínica? Qual seria aquele perfil ideal de pessoa para o qual seus serviços seriam mais indicados e proveitosos? Quem tem mais chances de agendar uma consulta na sua especialidade?

Ter isso definido desde o planejamento vai ajudar você a pensar em estratégias cada vez mais assertivas para atrair essas pessoas (com linguagem direcionada, conteúdos voltados para elas e informações que as interessam).

👉 Esse perfil ideal de público-alvo é chamado de persona no Marketing Médico. No vídeo abaixo, nosso CEO Raphael Caitano ajuda você a entender mais sobre o assunto:

2. Escolha as redes sociais mais interessantes para a sua clínica

Cada rede social possui o seu próprio funcionamento e pode trazer variados tipos de benefícios. Por isso, não se apegue ao discurso: “tal rede social é a melhor, é a que traz mais resultado”.

Para fazer essa escolha, você precisa olhar especificamente para a sua clínica e para o público que definiu anteriormente:

  • Em quais redes sociais seu potencial paciente está presente?
  • Qual ele mais utiliza?
  • Quais tipos de mídia ele prefere? Vídeos, textos ou imagens?
  • Quais conteúdos mais o interessam?

Refletir sobre essas questões irá ajudar você a decidir. 

Neste outro artigo, explicamos melhor sobre os principais tipos de redes sociais, confira!

3. Crie um calendário editorial

O que você vai falar para os seus atuais e futuros pacientes nas suas redes sociais? Qual tipo de conteúdo irá postar? Quais assuntos e temas irá abordar? Um calendário editorial irá ajudar você a definir essas questões.

Definir um calendário das postagens, vídeos e até artigos do Blog é fundamental para manter a consistência, a organização, a variedade de pautas e para conseguir focar nos temas mais relevantes para os objetivos de sua clínica.

>>> Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

Sem isso, o trabalho se torna aleatório e improvisado. E, pela nossa experiência de mais de 7 anos com marketing para empresas da saúde, sabemos que isso não funciona…

👉 Veja como criar o seu calendário editorial e ter ideias de conteúdo nos artigos abaixos:

Calendário editorial: por que (e como) você deveria fazer

4. Estabeleça uma frequência de postagens

Coloque-se no lugar do seu paciente: você se daria ao trabalho de seguir o perfil de uma empresa, mesmo que ela não seja ativa nas redes e não faça postagens regulares?

Imagino que não, certo?

Ter uma frequência de postagens bem definida é fundamental por algumas razões:

  • Para o público – Com conteúdos novos sendo postados regularmente, seus seguidores se acostumam a acompanhar suas mídias constantemente, e esse “relacionamento” faz com que eles estejam sempre se lembrando de sua marca.
  • Para o algoritmo das plataformas – Postar conteúdos regulares faz com que o algoritmo das redes sociais valorize e dê mais relevância a isso, entregando para mais pessoas.

Isso não significa ter que produzir novos conteúdos o tempo todo. A frequência com que você fará isso vai depender de sua capacidade, apesar de existirem frequências consideradas ideais para se alcançar bons resultados.

👉 E o seu Marketing Médico de forma geral, como está? Será que você está aplicando as estratégias corretamente? Está aproveitando ao máximo as possibilidades que a internet traz? Para aprender a fazer isso, baixe nossa Revista Transformação Digital na Saúde, que é gratuita e você pode acessar neste link ou clicando na imagem abaixo:

5. Planeje como pretende fazer as interações com sua audiência

Quando colocamos para rodar uma estratégia de marketing profissional, é preciso estar preparado sobre como e de que forma serão conduzidas as interações com o público.

E, para isso, é importante ter claras as respostas para perguntas como:

  • Quem será a pessoa responsável por interagir com os seguidores?
  • A pessoa responsável realmente sabe como usar os recursos (e conhece as características) de cada mídia para fazer isso?
  • Vai responder nos comentários públicos ou via direct?
  • Com que frequência pretende responder? Imediatamente ou quando sobrar tempo?
  • Qual será a postura de interações diante de críticas e reclamações?
  • Quais formas de comunicação serão oferecidas para facilitar agendamentos?

Esses são alguns exemplos de interações estratégicas que, além de estreitar o relacionamento com possíveis pacientes, fazendo-os se sentirem amparados, cuidados e especiais, também irão aumentar as chances de que agendem uma consulta.

Porém, como dissemos, é preciso que isso seja pensado e definido em seu planejamento de Marketing Médico.

>>>>> LinkedIn para empresas como funciona?

6. Tenha ações focadas em atrair novos pacientes

O que você pode fazer nas suas redes sociais para estimular as pessoas a agendarem uma consulta ou exame?

Aqui vão algumas sugestões que costumam trazer bons resultados para os nossos clientes da saúde aqui na Eixo:

  • Conduza as pessoas para o seu site – Tenha em mente que esse é o seu canal principal, com todas as informações que uma pessoa precisa para marcar um atendimento (corpo clínico, localidade, convênios atendidos, serviços, tratamentos e exames oferecidos, horário de atendimento, contatos, entre outros). Você pode, por exemplo, incluir o link do site nos stories e nas postagens sempre que possível, além de deixá-lo explícito na bio/descrição do perfil.
  • Direcione as pessoas também para landing pages – São páginas para baixar um material gratuito, solicitar mais informações ou mesmo acessar um conteúdo exclusivo. Para isso, o usuário precisa preencher algumas de suas informações em um formulário (como nome, e-mail, telefone, preferências). Essas informações são valiosas para que seu marketing possa estimular essas pessoas ao longo do tempo para tomarem uma ação. Uma boa estratégia para isso é utilizar e-mail marketing. Aprenda como fazer isso aqui!
  • Crie páginas de agendamento ou pré-agendamento on-line – Se você quer que as pessoas agendem consultas, então, facilite a vida delas! Com uma página desse tipo, um possível paciente já consegue realizar o que deseja sem precisar ligar para a clínica e aguardar no telefone para ser atendido. E isso a qualquer hora, em qualquer dia, mesmo quando sua clínica estiver fechada.

7. Inclua o uso de anúncios

É possível criar anúncios já direcionados para quem está buscando agendar uma consulta na sua especialidade. E o custo-benefício disso é gigante!

Com uma estratégia de anúncios bem-feita, com textos e imagens atraentes, é possível gerar agendamentos por um valor muito interessante. Imagine que um anúncio custou 10 reais e trouxe para você um paciente que agendou uma consulta particular no valor de 300 reais! Com uma estratégia de anúncios, isso é possível.

Além disso, as redes sociais possuem um perfil muito detalhado dos usuários, com informações precisas sobre interesses, localização, perfil socioeconômico, gênero, entre outros fatores. Ou seja, é possível direcionar anúncios com um alto grau de precisão para o público que você deseja atingir.

👉 Quer saber mais sobre o potencial do uso de anúncios para sua clínica? Neste vídeo do nosso canal do YouTube, nosso CEO Rapha Caitano, explica em detalhes:

8. Defina métricas para acompanhar os resultados

Como você saberá se suas estratégias e ações estão dando certo? Como saber se o que está fazendo nas suas redes sociais realmente está trazendo mais pacientes para a sua clínica? Ter métricas definidas desde o planejamento irá te ajudar nisso!

No decorrer da estratégia, você pode acompanhar dados como engajamento, alcance, impressões e interações, além do número de agendamentos vindos a partir das redes sociais

👉 Explicamos melhor sobre métricas para redes sociais no artigo abaixo, confira:

Monitoramento de redes sociais: 4 principais métricas

O que mais você precisa para criar e executar um bom plano de redes sociais?

Estruturar e executar um plano de redes sociais, com uma estratégia focada em vendas (aumento de agendamentos) é o que vai fazer com que essas plataformas cheias de potencial comercial sejam usadas de forma realmente lucrativa para seu negócio da saúde.

Porém, como dissemos, isso será fruto de uma estratégia mais ampla, com uma jornada definida para seu paciente, desde o primeiro contato que ele tem com sua marca até o momento em que resolve fazer um agendamento.

Para realizar um bom trabalho de redes sociais para clínicas é necessário, por exemplo:

Se você entende que a internet pode ser o divisor de águas nos resultados de sua clínica, considere a Eixo Digital como sua parceira estratégica no digital.

Estamos há mais de 7 anos no mercado do Marketing Médico, já tendo ajudado inúmeros negócios, dos mais diversos segmentos, a alcançarem novos patamares por meio da internet. Confira alguns dos nossos resultados!

Queremos fazer o mesmo por você. Então clique no botão abaixo para entrar em contato e  conversarmos sobre como podemos te ajudar.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre o que pode fazer a diferença para o seu Marketing Médico? Confira aqui todos os artigos sobre Marketing para Saúde que temos disponíveis no nosso Blog.

Além disso, clique aqui para seguir o nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, 100% dedicado ao Marketing Médico.

6 erros em seu Marketing Médico que podem te fazer perder dinheiro!

Será que sua estratégia de Marketing Médico está rendendo tudo o que poderia? Ou será que algumas ações estão equivocadas e prejudicando seus resultados?

Certos erros cometidos no marketing para a área da saúde podem levar a:

  • Estagnação na quantidade de pacientes;
  • Dificuldade para se destacar da concorrência;
  • Comprometimento da imagem da marca;
  • Baixo índice de fidelização de pacientes;
  • Dúvidas sobre os serviços prestados.

Tudo isso significa: erros em seu Marketing Médico podem te fazer perder dinheiro!

Para te ajudar a identificar onde sua estratégia pode estar falhando, listamos neste artigo os 6 erros mais comuns e como é possível evitá-los.

Acompanhe!

Erros comuns no Marketing Médico: você está cometendo algum deles?

1. Foco exclusivo nas redes sociais

As redes sociais são excelentes recursos para trabalhar a marca de uma empresa da saúde na mente de possíveis pacientes. Com elas, é possível se fazer presente diariamente na tela das pessoas, construir relacionamento com a marca e facilitando a comunicação.

Porém, isso é só uma parte de uma estratégia sólida de Marketing Médico. Para conseguir resultados que realmente façam diferença, como atrair novos pacientes e aumentar o faturamento, é necessário ir além.

Então, se hoje os seus esforços com o Marketing Médico estão muito focados nas redes sociais, recomendamos que diversifique as estratégias de forma mais equilibrada.

Invista também em marketing de conteúdo, estratégias de Blog, e-mail marketing, anúncios… e, principalmente, invista no seu site.

Um site bem trabalhado pode se tornar uma verdadeira máquina de agendamentos de consultas, de forma natural, trabalhando 24h por dia, 7 dias por semana (mesmo fora do seu horário de atendimento).

👉 Se você comete esse erro, estes outros artigos vão te ajudar agora:

Marketing de conteúdo para médicos: como saber o que dizer e onde dizer?

Blog para clínicas: construindo uma estratégia de conteúdo de sucesso

E-mail marketing para clínicas: funciona? Como usar?

Como captar pacientes pelo Google Ads (anúncio)

Site para clínicas ou consultórios: como fazer? Por onde começar?

Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

2. Seu site não atrai visitantes

Como dito acima, um site tem um grande potencial para atrair novos pacientes. Porém, se as pessoas não chegam nem a visitá-lo, como poderão conhecer os seus serviços e tratamentos? Como poderão descobrir que precisam agendar uma consulta ou exame com você?

Para resolver esse problema, coloque em prática as seguintes estratégias:

  • Produção de conteúdo para o Blog do seu site – Com conteúdos sobre temas diversos (dúvidas comuns dos pacientes, explicações sobre tratamentos e doenças…), em conjunto com uma boa estratégia de palavras-chave, o seu site tem mais chances de aparecer no Google e atrair visitantes. Entenda mais sobre isso neste artigo sobre palavras-chave.
  • SEO – Essa é a estratégia que irá fazer você aparecer na primeira página do Google, quando as pessoas pesquisarem por algo relacionado à sua especialidade médica. E como isso vai aumentar as visitas do seu site? Pois, em média, 75% das pessoas só acessam a primeira página de resultados. Confira este outro artigo para entender melhor.
  • Anúncios – Esse é um recurso para atrair visitantes de forma mais rápida. Afinal, com ele, é possível patrocinar o seu site nos resultados das buscas dos usuários no Google para que ele apareça em evidência. Explicamos melhor como fazer isso aqui.

3. Sua clínica não aparece no Google para palavras-chave dos seus serviços

Faça o teste: pesquise no Google pela sua especialidade e a localidade onde você atende. Por exemplo, “oftalmologista df”.

Se você não está aparecendo para este tipo de palavra-chave, saiba que está perdendo uma grande oportunidade, pois pessoas que fazem esse tipo de busca já estão buscando agendar uma consulta ou, no mínimo, conhecer especialistas que possam ajudá-la.

Se você não aparece, os seus concorrentes aparecem e essa pessoa agenda a consulta com eles.

Trabalhar melhor as palavras-chave que são estratégicas para você, além de investir no SEO, também são soluções para este problema.

Veja como atrair mais paciente para o seu negócio!

4. Sua clínica não recebe ligações

A ligação ainda é a principal forma de contato de pacientes com serviços de saúde.

Se você não está recebendo ligações de possíveis pacientes buscando tirar dúvidas, conhecer como funciona o serviço e agendar uma consulta, é possível que você não esteja divulgando adequadamente o seu contato.

Para resolver esse problema, nosso CEO Raphael Caitano preparou um vídeo especial para você com dicas preciosas para melhorar nesse quesito:

5. Sua clínica recebe ligações, mas não consegue agendar consultas

Apesar de não ser um um erro especificamente do marketing, o fechamento de oportunidades também é um fator que faz parte de toda a estratégia.

Se a sua clínica recebe ligações, mas não tem uma boa quantidade de agendamentos, isso pode acontecer devido a fatores diversos, como:

  • As pessoas entram em contato, mas não são atendidas rapidamente;
  • As pessoas não recebem um bom atendimento por telefone;
  • O time de recepção não está sabendo lidar bem com as resistências, objeções e justificativas que as pessoas têm para não agendar (como não atender o plano de saúde delas, indisponibilidade de horário).

Para conseguir identificar o que exatamente está causando esse problema, recomendamos que utilize o recurso de Call Tracking. Saiba mais no artigo abaixo:

Ferramentas de Call Tracking para clínicas, consultórios, laboratórios ou hospitais

6. Não há gestão do Google Meu Negócio da Clínica

Imagine que você é um paciente e está precisando agendar uma consulta para tratar uma dor que está sentindo no ouvido. Então, você busca no Google por “otorrinolaringologia perto de mim”. 

Porém, nos resultados da busca, apareceu uma clínica com perfil no Google Meu Negócio que não possui muitas informações, conta com muitas avaliações negativas e poucas positivas, o número indicado não atende, não tem site para conhecer mais, não há fotos

Você se sentiria seguro para agendar uma consulta nessa clínica?

Por isso a importância de ter um bom perfil no Google Meu Negócio.

Para turbinar esse espaço da sua clínica, consultório, laboratório ou hospital e atrair mais pacientes a partir dele, confira o artigo abaixo.

Google Meu Negócio para clínicas: aprenda a gerenciar a ferramenta para atrair mais pacientes!

Erro “bônus”: cuidar sozinho de todo o seu Marketing Médico

Como viu, erros em seu Marketing Médico podem te fazer perder dinheiro, além prejudicar os resultados de sua clínica em diversos níveis.

Porém, mais do que saber o que precisa ser feito – objetivo deste artigo – é importante saber como fazer, o que faz toda diferença.

Se você quer ter um time de especialistas a serviço do seu Marketing Médico, considere a Eixo Digital como sua parceira para levar seus resultados ao próximo nível!

Estamos há mais de 7 anos ajudando empresas de diversos segmentos da saúde. Já proporcionamos resultados incríveis para nossos clientes, como você pode conferir aqui.

Queremos fazer o mesmo por você. Então clique no botão abaixo para entrar em contato e  conversarmos sobre como podemos te ajudar.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre o que pode fazer a diferença para o seu Marketing Médico? Confira aqui todos os artigos sobre Marketing para Saúde que temos disponíveis no nosso Blog.

Além disso, clique aqui para seguir o nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, 100% dedicado ao Marketing Médico.

5 formas de estimular avaliações positivas no Google Meu Negócio – Como aumentar as estrelas no Google? 5 Estratégias

“Como aumentar estrelas no Google?” é uma pergunta crucial para qualquer negócio que busca se destacar online. A importância de obter um bom volume de avaliações positivas no Google Meu Negócio não pode ser subestimada, pois pode ser o fator determinante para a escolha do seu serviço em detrimento do concorrente. Se você ainda não está familiarizado com os recursos do Google Meu Negócio, recomendamos explorar mais sobre esse serviço em nosso artigo dedicado.

Imagine-se na posição de um paciente que precisa tomar uma decisão sobre qual médico procurar para um tratamento ou procedimento. Com receios e sem referências diretas, a internet torna-se o principal recurso de pesquisa, especialmente em assuntos médicos.

Estudos revelam que 93% das pessoas consultam avaliações antes de tomar decisões, e é evidente que serviços bem avaliados têm maior probabilidade de serem escolhidos. Este artigo se propõe a oferecer dicas valiosas sobre como estimular avaliações positivas no Google Meu Negócio. Descubra estratégias práticas para garantir que seu negócio conquiste não apenas visibilidade, mas também a confiança dos usuários online.

Dicas para estimular avaliações positivas no Google Meu Negócio

1. Use o recurso de QR Code de forma estratégica

Como sempre dizemos em nossos conteúdos, aproveitar o potencial dos seus atuais pacientes é sempre mais fácil e barato que fazer isso com quem ainda não te conhece.

Nesse sentido, se você confia que o serviço prestado em sua clínica, consultório, laboratório ou hospital é bom e que seus pacientes estão satisfeitos, dê a eles formas de demonstrarem essa satisfação em forma de uma avaliação positiva em seu GMN.

E uma das maneiras de fazer isso é usando o recurso de QR Code de forma estratégica.

Para isso, você pode gerar um código desse tipo – existem serviços gratuitos na internet para isso – e disponibilizar isso de várias formas:

  • Em cartões de visita;
  • Em folhetos de informações de sua empresa;
  • Colados na capa das revistas da recepção;
  • Fixado em local visível no balcão de atendimento;
  • Enviado por e-mail ou WhatsApp para quem autorizar.

Muitas vezes os pacientes já estão propensos a avaliar positivamente seu serviço. Tudo o que precisam é de um estímulo, um empurrãozinho. 

Mas atenção: facilite a vida do paciente. O QR Code deve conter o link direto para fazer a avaliação.

Neste tutorial da própria equipe de suporte do Google, você aprende como gerar esse link.

Descubra os Mitos e Verdades do Marketing Digital

>>> Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

2. Envie uma pesquisa de satisfação por e-mail

É importante estar em contato com seus pacientes, e não apenas quando eles vão até a clínica. E uma das formas de fazer isso é enviando e-mails, comunicados, mensagens de feliz aniversário, entre outros.

Pensando nisso, uma das formas de estar em contato é enviando pesquisas de satisfação de tempos em tempos, para “medir a temperatura” de como anda o relacionamento e o grau de satisfação dos pacientes com seus serviços, em diversos aspectos (estrutura, serviços, atendimento, tempo de espera…).

A partir disso, para os pacientes que avaliarem positivamente sua clínica, considere enviar também um link para fazerem uma avaliação do seu Google Meu Negócio.

Já para os que avaliarem negativamente, não deixe de fazer contato e entender o motivo da insatisfação, juntamente com o que pretende fazer para melhorar.

👉 Como fidelizar seus pacientes? No vídeo abaixo, listamos algumas ações criativas que trazem bastante retorno para você já começar a aplicar hoje mesmo:

Veja como atrair mais paciente para o seu negócio!

3. Melhore a experiência do seu paciente e colha boas avaliações

Com um atendimento mais eficiente, cordial e simpático do seu time de atendimento, é possível criar uma experiência única para seus pacientes. E isso faz com que eles se sintam mais próximos e íntimos da sua empresa.

Com um atendimento diferenciado, além de encantar (e fidelizar) seus pacientes, você ainda se destaca da concorrência, o que torna muito mais fácil ter boas avaliações.

Mas para isso, é preciso refletir sobre todos os aspectos de seu atendimento, como:

  • O tempo de espera na recepção (e como tornar esse momento mais agradável).
  • Facilitar a vida do seu paciente, oferecendo facilidades como pré-agendamento online, sugestões de locais para exames e compra de medicamentos;
  • Ter uma equipe de atendimento bem treinada.

Em nosso Blog temos diversos conteúdos que ensinam como oferecer o melhor para seu paciente. Temos certeza que, com essas ações, as cinco estrelas serão uma consequência lógica!

👉 Estes outros artigos podem te ajudar:

10 dicas para melhorar a experiência do paciente em sua clínica!

6 ações para melhorar o atendimento telefônico em sua clínica ou consultório!

Como ter um atendimento diferenciado em sua clínica (e se destacar da concorrência)!

4. Divulgue suas avaliações positivas

Além de melhorar seus serviços e seu atendimento, uma ótima forma de estimular mais pessoas a avaliarem positivamente sua clínica no Google Meu Negócio é divulgando suas avaliações positivas.

E você não deve encarar esse tipo de iniciativa como um gesto de arrogância, mas sim como uma forma de divulgar para mais pessoas as virtudes de sua clínica e como isso tem sido reconhecido pelas pessoas.

Ao perceberem isso, mais pessoas passam a prestar atenção nos diferenciais de qualidade do seu serviço e, assim, se sentem mais propensas a também demonstrarem isso por meio de suas avaliações.

Ideias de como fazer isso:

  • Sempre que fizer sentido, mencione isso em suas comunicações, mas sempre lembrando de agradecer os pacientes por valorizarem seus serviços;
  • Nas postagens em redes sociais que citarem suas qualidades e diferenciais, sua boa avaliação pelos pacientes não pode ficar de fora.
  • Nas pesquisas que enviar aos pacientes, use isso como argumento para incentivar a participação.

Ter um time de recepção bem preparado é fundamental para ser bem avaliado pelos pacientes. Mas como fazer isso? Neste artigo nós mostramos como! 

5. Estimule avaliações dos colaboradores e colegas de profissão

Não são só as avaliações dos pacientes no seu Google Meu Negócio que importam. Contar com boas avaliações de outros profissionais de saúde e até dos seus colaboradores também é muito importante.

Quando alguém encontra elogios e reconhecimento de outros médicos e profissionais de saúde pela qualidade do trabalho que você e sua empresa fazem, isso agrega mais credibilidade e autoridade para você e sua marca.

Do mesmo modo, quando seus colaboradores demonstram publicamente o quanto se sentem orgulhosos do lugar onde trabalham e dos serviços prestados, isso também serve para criar uma imagem muito positiva.

Assista ao Vídeo com Rapha Caitano, CEO da Eixo Digital, e Descubra Como Conquistar Mais Pacientes pelo Google Meu Negócio!

Neste vídeo, Rapha Caitano, CEO da Eixo Digital, compartilha insights valiosos sobre como expandir sua base de pacientes por meio do Google Meu Negócio. Se você deseja dominar as estratégias de marketing médico e atrair mais pacientes de maneira eficaz, este é um recurso que você não pode perder. Aprenda com um especialista e leve seu negócio de saúde para o próximo nível! Assista agora.

👉 Quer elevar a sua clínica ou consultório a outro patamar por meio da internet? Baixe gratuitamente nossa Revista Transformação Digital na Saúde. Nela, você encontra dicas, ideias e estratégias que farão toda diferença no seu Marketing Médico. Acesse clicando neste link ou na imagem abaixo:

Indo além do GMN no seu Marketing Médico!

Como vimos no artigo, estimular avaliações positivas no Google Meu Negócio é importante para que outros pacientes vejam a qualidade dos seus serviços e também para que o Google mostre o perfil de sua clínica, consultório, laboratório ou hospital para mais pessoas.

No entanto, essa é somente uma parte de uma estratégia de marketing profissional e eficiente.

Se você quer ter um time de especialistas a serviço do seu Marketing Médico, considere a Eixo Digital como sua parceira para levar seus resultados ao próximo nível!

Estamos há mais de 7 anos ajudando empresas de diversos segmentos da saúde. Já proporcionamos resultados incríveis para nossos clientes, como você pode conferir aqui.

Queremos fazer o mesmo por você. Então clique no botão abaixo para entrar em contato e conversarmos sobre como podemos te ajudar.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre o que pode fazer a diferença para o seu Marketing Médico? Confira aqui todos os artigos sobre Marketing para Saúde que temos disponíveis no nosso Blog.

Além disso, clique aqui para seguir o nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, 100% dedicado ao Marketing Médico.

SEO para médicos: como aplicar?

Se você está aqui, lendo este artigo, é porque já percebeu o quanto o SEO para médicos pode fazer diferença para os resultados do seu marketing.

Esse conjunto de técnicas e ajustes é o que faz com que o algoritmo dos mecanismos de busca – como o Google – reconheça que seu conteúdo é relevante e passe a distribuí-lo para mais e mais pessoas.

O resultado disso você já sabe: mais pacientes entrando em contato com sua marca, te conhecendo e, consequentemente, colocando o nome em sua agenda.

Para te ajudar a melhorar o SEO do seu site médico, listamos neste artigo os fatores mais importantes aos quais você deve se atentar.

Acompanhe!

O que é SEO para médicos?

SEO é a sigla para Search Engine Optimization (em português, “otimização para motores de busca”). 

Como dissemos antes, trata-se de uma série de adaptações e ajustes feitos em um site – ou em seus conteúdos digitais como um todo – com o objetivo de melhorar a sua posição nos resultados das pesquisas que as pessoas fazem nos motores de busca, como o Google.

Entenda em mais detalhes o que é SEO, acessando este guia simplificado que preparamos!

Estratégia de SEO para otimizar o seu site

Como aplicar SEO para médicos no seu site

Uma estratégia de SEO bem-feita deve estar em sintonia com a missão do Google, que é de “organizar as informações do mundo para que sejam universalmente acessíveis e úteis para todos”. E isso é tão importante para o buscador que está no próprio site oficial.

Dessa forma, todas as vezes que o algoritmo do Google identifica sites e conteúdos que estejam alinhados com esses objetivos, isso é valorizado e distribuído para mais pessoas.

Então, para que um site médico possa ajudar o Google na sua missão e, consequentemente, ajudar pessoas, alguns pontos precisam ser observados. Acompanhe a seguir.

1. Ter palavras-chave bem escolhidas

Quando um site possui um bom trabalho de palavras-chave e usa em seus textos (e códigos) os termos e expressões mais adequadas, o Google consegue compreender mais facilmente se o conteúdo oferecido pode ser útil ou não para uma pessoa que busca por algo relacionado.

Se o Google julgar o conteúdo útil, irá colocar o site em uma posição melhor nos resultados da busca, para que as pessoas tenham acesso a uma boa resposta para o que buscam.

Ainda tem dúvidas sobre palavras-chave? Neste artigo você encontra todas as informações mais importantes sobre esse tema!

2. Proporcionar uma boa experiência para os visitantes

Essa também é uma orientação do próprio Google e, portanto, essencial:

Proporcionar uma boa experiência aos visitantes do seu site significa ter um site fácil de navegar, com informações claras e objetivas, que não demore para se carregar e possa ser acessado tranquilamente tanto em computadores quanto em celulares, seja com Wi-Fi ou 3G/4G.

 Talvez esses pontos não sejam tão familiares para você. Se quiser aprender mais sobre criar boas experiências a partir do seu site, acesse os artigos abaixo:

3 ferramentas para medir a velocidade do seu site

Arquitetura da Informação em sites: entenda tudo!

É possível diminuir a taxa de rejeição de um site? Descubra

Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

👉 Essas informações você também encontra no nosso Guia Especial para Alcançar o Topo do Google. Um material gratuito, que mostra o essencial para você analisar e otimizar seu site, garantindo melhores resultados. Baixe neste link ou na imagem abaixo:

guia de seo para médicos

3. Investir em um Blog com conteúdos de qualidade

Para levar informações úteis para as pessoas, de forma mais aprofundada, é essencial ter um Blog no seu site.

Por exemplo, artigos de Blog são a melhor forma de oferecer às pessoas que pesquisam no Google as respostas para as dúvidas que tenham relação com seu segmento.

Porém, o algoritmo do Google avalia diversos critérios para entregar esse conteúdo como opção de resposta para as pessoas. Um deles é a qualidade e relevância dos conteúdos

Isso significa responder de fato as dúvidas que as pessoas possuem sobre o assunto (sem enrolação nem fugir do tema), além de produzir conteúdos originais (pois o Google penaliza conteúdos copiados).

O Google também dá prioridade para Blogs que são atualizados constantemente (uma boa média é de um novo conteúdo por semana). 

👉 Quer aprender a construir uma estratégia de conteúdo de sucesso para Blogs de clínicas médicas? Então confira as informações deste artigo!

4. Trabalhar bem os links dentro do site

Incluir links dentro do seu site torna os conteúdos ainda mais ricos em informação, pois trazem mais referências e conhecimento para as pessoas que o acessarem. Consequentemente, isso ajuda na missão do Google que falamos mais acima.

Por exemplo, imagine que o seu site possui um artigo sobre “tratamento para câncer de mama”. Nesse conteúdo, você pode incluir links de outros artigos relacionados ao tema e que sejam relevantes para quem está buscando entender mais sobre o assunto.

Pode-se incluir o link de outro conteúdo do seu próprio site, que explica melhor sobre “o que é o câncer de mama”, por exemplo, além de links de conteúdos de outros sites que falem sobre “quimioterapia” e que também possam também agregar valor ao conteúdo inicial.

Ah, e se outros sites fizerem um trabalho semelhante, incluindo o link do seu site em um conteúdo deles, o Google também enxerga isso com bons olhos.

Pois, a depender do site, se outras pessoas estão indicando o seu site como referência de um assunto, o Google também o enxerga como uma referência, priorizando você nos resultados das buscas.

👉 Tudo isso está relacionado ao conceito de link building. Saiba mais nos artigos abaixo:

Links externos e ranqueamento no Google: dicas para aplicar hoje!

Link Building: o que é e as estratégias de como fazer!

Além desses direcionamentos, o Google também possui um documento próprio, com orientações completas de SEO para iniciantes. É um conteúdo mais técnico e específico, mas que vale a leitura. Confira aqui!

👉 O que acha de ter em mãos um conteúdo completo, com tudo o que você precisa para o seu Marketing Médico? Baixe nossa Revista Transformação Digital na Saúde, que é gratuita e você pode fazer o download neste link ou na imagem abaixo:

Não ignore os benefícios do SEO para médicos

Se você quer atrair mais pacientes, é essencial aplicar uma boa estratégia de SEO para médicos. 

Para ter uma ideia, pesquisas mostram uma probabilidade 14% maior de alguém agendar uma consulta, se acharem nos resultados da pesquisa um site relacionado ao tema que buscam.

E nós vemos isso acontecer na prática, todos os dias, aqui na Eixo Digital. Com as estratégias de SEO para médicos que colocamos em prática para uma clínica de oftalmologia, por exemplo, conseguimos ajudá-la a alcançar uma média de 600 atendimentos por mês. Confira este case de sucesso acessando este link.

Temos mais de 7 anos de experiência com marketing médico, ajudando empresas de saúde de diversos segmentos a alcançarem novos patamares de crescimento e faturamento.

Clique no botão abaixo para conversarmos sobre o que podemos fazer por você.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre o que pode fazer a diferença para o seu Marketing Médico? Confira aqui todos os artigos sobre Marketing para Saúde que temos disponíveis no nosso Blog.

Além disso, clique aqui para seguir o nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, 100% dedicado ao Marketing Médico.

Conteúdos Para Médicos: 18 ideias de produção

Uma das bases para toda estratégia de marketing médico consistente e profissional é a produção de conteúdos úteis para o público.

Especialmente quando falamos da metodologia de Inbound Marketing – a mais indicada para o marketing médico – oferecer conteúdo de valor é o que vai sustentar toda a estratégia.

Porém, nem sempre é fácil produzir conteúdo regularmente, na frequência necessária e de alta qualidade. Afinal, sobre o que falar? O que as pessoas querem saber? Qual tipo de conteúdo vai ter mais engajamento? Como posso me diferenciar da concorrência?

Se essas dúvidas também te perturbam, listamos neste artigo 18 dicas para te ajudar a ter ideias de pauta o tempo todo!

Vamos lá?

Dicas de pautas de conteúdo para marketing médico

1. Pesquise boas palavras-chave ou hashtags

As redes sociais são uma ótima fonte para ter ideias de conteúdo sobre os temas mais atuais possíveis. Afinal, são nelas que as pessoas comentam sobre o que está acontecendo, a todo momento.

Se existe um procedimento estético que está em alta no momento ou se saiu a notícia de alguma celebridade que faleceu devido a uma doença relacionada à sua especialidade, busque pelo tema nas principais redes (Instagram, Facebook, Twitter) e veja o que as pessoas estão falando, quais as principais dúvidas que estão comentando nas postagens.

Essas dúvidas podem gerar um excelente conteúdo para o seu marketing médico.

👉 Existem ótimas ferramentas que podem ajudar você a encontrar boas palavras-chave e ter ideias de conteúdo para seu marketing médico. Neste artigo você encontra 12 opções!

2. Fique atento a datas comemorativas relevantes pro seu nicho

Existem as datas mais conhecidas, e que geralmente qualquer empresa da área da saúde aborda, como o Novembro Azul, o Outubro Rosa ou o Setembro Amarelo. 

Apesar de ser importante, sim, que seu marketing também se engaje nessas causas e promova esses movimentos, é possível usar essas ocasiões de forma mais criativa, gerando mais curiosidade, interesse e engajamento no seu público, além de se diferenciar do que a concorrência está fazendo.

Por exemplo, em vez de só falar do Setembro Amarelo, conte por que, onde e como esse movimento surgiu. Traga dados curiosos, como falar do carro Mustang amarelo, que era o xodó do jovem que tirou a própria vida por conta da depressão, e essa cor acabou se tornando o símbolo do movimento. Bem mais interessante, não!

Além de ajudar na conscientização sobre temas importantes, aproveitar as datas comemorativas ainda pode ajudar no planejamento dos seus conteúdos, já que são referências que você já pode ter antecipadamente em sua programação.

3. Levante dados/estatísticas interessantes

Outro fator interessante de trazer em seus conteúdos são dados e estatísticas relacionados ao seu segmento.

Não estamos falando aqui de jogar um monte de números para sua audiência, isso só afastaria seu público. A questão aqui é que esse tipo de informação – sem bem utilizada – tem o poder de provocar curiosidade nas pessoas e de gerar autoridade para você ou sua clínica.

Procure se manter em dia com as publicações e estudos de sua área e faça com que seus conteúdos sejam uma ponte entre seu público e informações de qualidade.

Levante informações, como:

  • Percentuais sobre a incidência de determinada doença relacionada à sua especialidade.
  • Se essa incidência aumentou ou diminuiu em determinado período.
  • Se isso teve a ver com algum fator específico;
  • Dados de novos avanços ou descobertas;
  • Grupos mais afetados por determinadas doenças.

Se usados de uma forma leve e criativa, esse tipo de informação em seus conteúdos podem chamar atenção e trazer um diferencial muito positivo para seus conteúdos.

Outra grande dúvida na produção de conteúdo para marketing médico é o que dizer e onde dizer. Quer aprender a fazer isso direito? Então confira essas dicas!

4. Trate questões controversas/polêmicas do seu segmento

Em qualquer especialidade é comum que haja tabus e polêmicas. Certo procedimento é perigoso? Ocorreu algum caso famoso que ganhou a mídia e que divide opiniões? Qual a sua visão sobre isso?

Muitos médicos e profissionais da saúde têm medo de se envolver em polêmicas e controvérsias. Mas esses casos são excelentes oportunidades para você dar a sua opinião como especialista no assunto e reafirmar a sua autoridade naquela área.

Além disso, quando muitos médicos evitam falar sobre o assunto, mas você tem a coragem de abordá-los e esclarecê-los à luz da Ciência, isso traz um grande diferencial para seus conteúdos.

>>> Veja também: Tiktok Ads: Guia prático

5. Desconstrua mitos da área de forma diferente

Falar sobre mitos e verdades é um tipo de conteúdo comum na área médica. E isso tem explicação. Afinal esse tipo de pauta sempre rende um bom engajamento, pois toca em dúvidas comuns das pessoas, que elas anseiam muito por uma resposta.

Então, como você pode criar conteúdos desmistificando mitos de forma diferente? Como isso é feito hoje e como você pode se destacar?

Não é necessário pensar em ideias mirabolantes. Às vezes, apenas fazer o conteúdo em um formato diferente do que costuma produzir (como vídeo, áudio/podcast ou infográfico) pode ser o suficiente. Ou até mesmo colocar outro especialista da clínica/hospital para falar sobre o assunto dessa vez. Ou ainda tratar com bom humor um tema que costuma ser pesado.

Pequenos ajustes podem fazer a diferença para tornar únicos os conteúdos do seu marketing médico, para que ele se destaque para sua audiência.

6. Reaproveite conteúdos antigos

Pense nos e-mails que você recebe: você lembra do conteúdo dos e-mails que recebeu na semana passada? Ou, ainda, posts nas redes sociais: você consegue se lembrar de todas as postagens que viu nos últimos dias?

Na internet, são tantos conteúdos postados a todo o tempo, que acabam desaparecendo em poucas horas e ninguém mais se lembra deles.

Você pode tirar vantagem desse comportamento para reaproveitar conteúdos antigos e produzir novos conteúdos a partir deles. 

Uma boa ideia para isso, por exemplo, é criar conteúdos em formato diferente dos conteúdos antigos. Se antigamente você produziu um vídeo sobre determinado assunto, que tal agora produzir um artigo para blog, ou post com arte nas redes sociais?

Blog para a área da saúde: construindo uma estratégia de conteúdo de sucesso


E quais conteúdos antigos reaproveitar? Recomendamos que selecione aqueles que renderam os melhores resultados no passado. Pois, a depender do contexto em que foram criados na época, possuem mais chances de obterem um bom resultado novamente.

7. Leve tendências de mercado na sua área para a audiência

Mais uma ideia para gerar mais conteúdo para marketing médico é ficar atento às novidades do seu segmento e trazê-las em primeira mão para sua audiência. 

  • Surgiu algum tratamento mais eficaz, mais rápido ou mais acessível para determinado problema?
  • Se você possui um laboratório, algum estudo de vacina avançou e mostrou bons resultados? 
  • Cuidados e restrições médicas do passado, hoje não são mais necessárias?

Aproveitar e trazer para sua audiência essas informações pode fazer com que sua marca seja vista como atual, antenada e moderna. E todo mundo prefere se tratar em lugares assim, não é?

8. Sempre que possível, cite outras autoridades de sua área

Uma característica da carreira de todo profissional da área médica é recorrer a referências e citações de outros profissionais que são autoridade em determinada área da medicina.

Por que não aproveitar isso para usar como conteúdo em seu marketing?

Em vez de se sentir intimidado ou mesmo incomodado por citar outras referências, enxergue isso como uma forma de dar ainda mais embasamento e autoridade para seus conteúdos, gerando mais confiança e autoridade.

Ou, ainda, para aqueles pacientes mais curiosos, que gostam de pesquisar para entender mais a fundo sobre seu problema de saúde, encontrar todas essas referências em seus conteúdos pode ser um grande diferencial.

Sempre que fizer sentido, cite opiniões, falas, trechos de pesquisas de outros especialistas da sua área sobre dúvidas comuns que você ouve em consultório. E não tenha medo de citar mesmo colegas médicos de sua própria área. Se o seu conteúdo for bom, não será isso que fará alguém deixar de agendar com você, muito pelo contrário!

Quer aprender a avaliar – de forma ética e totalmente legal – as estratégias e conteúdos que sua concorrência está produzindo? Então confira as dicas deste artigo!

9. Aproveite conteúdos de terceiros

Não estamos dizendo aqui para você copiar o que outros médicos e empresas de saúde estão produzindo, mas sim de ficar atento ao que há de bom por aí para gerar inspiração para seu próprio conteúdo original.

E isso não se resume aos conteúdos em si, mas também aos comentários que as pessoas deixam nesses conteúdos, que também são fontes riquíssimas de ideias de pauta para seus próprios conteúdos.

A sacada aqui é usar essas referências, porém adaptadas para SUA linguagem, SEU estilo, tudo isso adaptado para os interesses de SUA audiência.

Inclusive, a partir disso, podem surgir novas ideias de conteúdos originais para você.

Será que você está usando o perfil de sua clínica no Instagram do jeito certo? Confira neste artigo como fazer isso para atrair mais pacientes!

10. Relacione um tema em alta (notícia, meme, filme, série,…) com a sua especialidade

Existe alguma série ou filme que está bombando e aborda um assunto relacionado à sua especialidade ou que possa ser usado como referência? Surgiu algum meme curioso ou notícia que tenha relação com a sua área? 

Aproveite o momento!

Conteúdos produzidos dessa forma, além de serem criativos, ainda possuem mais chances de gerarem boas taxas de engajamento. Já que tratam de pautas quentes, que estão na boca do povo.

👉 Quer potencializar de verdade o conteúdo do seu Marketing Médico, gerando mais conexão e engajamento com seu público? Então baixe nossa Revista Transformação Digital na Saúde, que é gratuita e você acessa neste link ou clicando na imagem abaixo:

11. Conte sua história e de sua clínica

Todo mundo gosta de uma boa história. E no marketing não é diferente.

Resgate histórias significativas de sua clínica/consultório/laboratório/hospital ou mesmo de sua trajetória pessoal como médico, e mostre isso para seu público. Isso pode gerar mais identificação, conexão, engajamento, além de trazer mais confiança e segurança para o paciente, pela sensação de que “conhece” as pessoas que irão tratá-lo.

Reúna informações sobre como e quando a empresa surgiu, seu corpo clínico, suas especialidades, a equipe de atendimento e tudo o mais que possa ser do interesse do público.

O objetivo aqui é levar essas informações de uma forma interessante e criativa para seu público. E a melhor forma de fazer isso é contando histórias!

Em vez de só mencionar o ano em que sua clínica foi criada, conte como foi esse processo e o que motivou essa decisão. Pode ter certeza de que isso vai gerar muito mais interesse e conexão com as pessoas.

Além disso, sempre que for possível, mostre sua equipe – tanto profissionais de saúde quanto a equipe de apoio – nas suas redes sociais. As pessoas adoram conhecer quem está por trás da marca.

Ah, e quem se mostrar disponível, também deve ser estimulado a aparecer nos conteúdos. Essa humanização também costuma gerar bons frutos.

Temos certeza de que você pode encaixar diversas histórias no seu marketing médico… São inúmeras oportunidades de conteúdo para usar durante um longo tempo!

Confira este guia de como usar o Instagram para sua clínica de forma estratégica!

12. Produza conteúdos em formato de lista!

Listas são tipos de conteúdos que são simples, fáceis de fazer e, principalmente, fáceis de serem consumidos! É por isso que costumam gerar tanto engajamento nas redes sociais e em blogs, por exemplo.

Não é à toa que marcas como o BuzzFeed fazem tanto sucesso. Seus conteúdos em lista são um verdadeiro case de sucesso!

Para o seu marketing médico, você pode fazer listas sobre os mais diversos assuntos e temas relacionados à sua especialidade, como:

  • X exames essenciais para as mulheres;
  • X cuidados com a saúde no verão;
  • Checklist de como escolher óculos de sol;
  • X alimentos que fortalecem a imunidade.

13. Aproveite o seu corpo clínico para fazer e publicar entrevistas

Além de ajudar os pacientes a conhecerem os médicos e as médicas que poderão atendê-los – gerando mais confiança para agendar uma consulta – publicar essas entrevistas também multiplica as possibilidades de conteúdos para o seu marketing médico!

Afinal, cada especialista pode ter uma opinião ou visão sobre determinado assunto, trazer uma dúvida ou questionamento interessante de paciente, que coletou durante uma consulta, e pode virar um conteúdo, ou até mesmo ideias de conteúdo próprias!

E não precisa ser nada muito longo. Pequenas “pílulas” de 30 segundos a 1 minuto já são mais do que suficientes para trazer uma orientação rápida sobre o assunto.

14. Esteja atento aos comentários de pacientes em todos os canais

Comentários em vídeos, nas redes sociais ou nos artigos do Blog, directs no Instagram, nas caixinhas de perguntas… essas são fontes ricas de conteúdo! 

Afinal, você terá ideias de conteúdos que já serão direcionadas para as dúvidas ou perguntas que os pacientes possuem, o que aumenta a assertividade do seu marketing e a satisfação das pessoas com o seu conteúdo. 

Então, se você tem aquela dúvida lá do início deste artigo de “o que as pessoas querem saber?”, olhe os comentários para descobrir e leve o conteúdo que elas querem!

Descubra, neste outro artigo, toda a importância do videomarketing para o seu negócio e passe a usar essa ferramenta poderosa em seus conteúdos! 

15. Agrupe conteúdos sobre temas semelhantes

Separe temas interessantes da sua especialidade e reúna os conteúdos que já possui sobre cada um. Dessa forma, você pode produzir conteúdos do tipo “tudo o que você precisa saber sobre tal assunto”.

Por exemplo, se você tem diversos e-books ou artigos sobre câncer de mama ou qualquer outro tema relacionado à sua especialidade, produza e divulgue um conteúdo sobre isso!

Outra opção é criar categorias em seu Blog e agrupar artigos sobre temas semelhantes. No Blog aqui da Eixo, por exemplo, você encontra neste link todos os nossos artigos sobre Marketing Médico. Veja como funciona e já aproveita para aprender como melhorar o marketing de sua clínica.

16. Publique dicas e orientações sobre produtos

Na maioria das especialidades, existem produtos ou medicamentos que os pacientes costumam usar quase que como senso comum, que são vendidos em farmácias ou lojas sem necessitar de prescrição médica.

Por exemplo, na área de dermatologia, existem cosméticos que os pacientes usam sem saber se são indicados para a sua pele, ou utilizam porque são conhecidos por oferecerem resultados milagrosos, que alguém indicou e por aí vai.

Você pode utilizar esse contexto para gerar conteúdos!

Você pode, por exemplo:

  • Falar sobre certos produtos ou medicamentos, segundo a sua avaliação médica;
  • Trazer informações novas, que as pessoas não saibam, e que você, como especialista, pode fornecer;
  • Ressaltar para quais pessoas ou quais casos o produto ou medicamento é indicado;
  • Dar dicas complementares à manutenção de saúde do seu paciente, como no caso de um dentista que orienta sobre como escolher a escova de dentes certa.

O cuidado aqui é trazer informações de forma técnica, tomando o cuidado para não parecer que você está fazendo prescrições pela internet nem promovendo marcas de produtos específicas.

No Marketing, leads são pessoas que deixaram seus contatos em um formulário, para baixar um conteúdo. Aprenda como gerar leads no seu Marketing Médico!

17. Reúna (e comente) os hábitos ruins dos pacientes

Um oftalmologista, por exemplo, pode falar sobre o costume que as pessoas possuem de coçar os olhos com frequência no dia a dia, e os riscos que isso pode trazer.

Já um ortopedista pode falar sobre os erros mais comuns que as pessoas cometem enquanto fazem academia e que podem trazer danos para os joelhos ou os ombros.

O interessante desse tipo de conteúdo é que eles causam identificação mais facilmente, já que falam sobre situações comuns no dia a dia dos pacientes.

Não são só os pacientes que cometem erros. Neste artigo você confere os principais erros no Marketing Médico que podem te fazer perder dinheiro!

18. Pesquise em fóruns e grupos

Fóruns ou grupos de cuidados da pele, ou com pacientes que fazem tratamento para alguma doença (como câncer de mama) ou de crianças com TDAH são exemplos de assuntos para os quais existem inúmeros grupos e fóruns na internet.

Com certeza existe algum relacionado também à sua especialidade!

Esses canais podem trazer ideias de conteúdos a partir do que as pessoas comentam, suas dúvidas e questionamentos, e até mesmo suas dores, medos, desejos

Ter esse tipo de informação em mãos pode ajudar a gerar conteúdos incríveis e que com grande chance de engajamento para o seu Marketing Médico.

Neste artigo, ensinamos como você pode mapear as dores dos seus pacientes para estratégias de marketing, confira!

SEO para Blog: Como Aumentar a Visibilidade do Seu Site

Melhorar a visibilidade do seu site nos resultados de busca orgânica é fundamental para o sucesso do seu marketing médico. Aqui estão três dicas de SEO para blog que podem aumentar o tráfego orgânico:

SEO Técnico: Corrija os Erros do Site

Realize uma auditoria técnica completa do seu site para identificar e corrigir erros, como links quebrados, páginas com tempo de carregamento lento e problemas de indexação. Certifique-se de que o site seja acessível e amigável para dispositivos móveis, pois a experiência do usuário é um fator importante no ranking do Google.

Velocidade de Abertura: Otimize o Desempenho

A velocidade de abertura do site é crucial para a experiência do usuário e o SEO. Comprima imagens, minifique código e utilize um servidor confiável para garantir que o site carregue rapidamente. O Google considera a velocidade de carregamento ao classificar os resultados de pesquisa, tornando-a uma prioridade para melhorar o tráfego orgânico.

Otimizações On-Page: Crie Conteúdo de Qualidade

Otimize cada página do seu blog para palavras-chave relevantes. Isso inclui usar títulos e meta descrições atrativos, incluir palavras-chave de forma natural no conteúdo e usar tags de cabeçalho para destacar informações importantes. Além disso, mantenha seu conteúdo atualizado e relevante, incentivando os visitantes a permanecerem mais tempo no seu site.

Ao implementar essas estratégias de SEO técnico, otimizar a velocidade de abertura do site e aprimorar as otimizações on-page, você estará no caminho certo para aumentar a visibilidade do seu site e atrair mais tráfego orgânico, o que é essencial para o sucesso do marketing médico online.

Baixe Agora o Nosso Ebook Gratuito: “Boas Práticas de SEO para o Seu Site Médico”

Você deseja levar o seu site médico para o próximo nível e melhorar a visibilidade nos motores de busca? Descubra as melhores práticas de SEO que podem impulsionar o seu tráfego orgânico e atrair mais pacientes.

Neste ebook, você encontrará dicas valiosas sobre SEO técnico, otimização de velocidade de abertura e estratégias eficazes de otimização on-page. Não perca a chance de aprimorar o seu marketing médico e alcançar mais pessoas interessadas nos seus serviços.

Clique no botão abaixo para fazer o download gratuito do ebook agora mesmo e comece a implementar as estratégias de SEO que farão a diferença para o seu site médico. Não deixe essa oportunidade passar!

alcançar o topo do Google

Quer um Marketing Médico que atrai pacientes e lota agenda? Conte com a Eixo Digital!

Com as dicas trazidas neste artigo, temos certeza de que não faltarão ideias para suas pautas todos os dias.

Porém, da mesma forma como os cuidados com a saúde devem ser confiados a profissionais experientes e preparados, assim deve ser também com o marketing da sua clínica, consultório, laboratório ou hospital.

Se você quer um time de especialistas a serviço do seu Marketing Médico, considere a Eixo Digital como sua parceira para levar seus resultados ao próximo nível!

Estamos há mais de 7 anos ajudando empresas de diversos segmentos da saúde. Já proporcionamos resultados incríveis para nossos clientes, como você pode conferir aqui.

Queremos fazer o mesmo por você. Então clique no botão abaixo para entrar em contato e conversarmos sobre como podemos te ajudar.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre o que pode fazer a diferença para o seu Marketing Médico? Confira aqui todos os artigos sobre Marketing para Saúde que temos disponíveis no nosso Blog.

Além disso, clique aqui para seguir o nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, 100% dedicado ao Marketing Médico.