Como usar técnicas de copywriting para a criação de vídeos!

Se você também já percebeu que produzir conteúdos em vídeos se tornou hoje fundamental para ter sucesso no digital, mas não tem conseguido gerar os resultados desejados com suas produções, o conteúdo deste artigo pode ser o “plot twist” que faltava. Quando você aprende a usar técnicas de copywriting para a criação de vídeos, seus conteúdos deixam de ser meras exposições de produtos e serviços e passam a ser elementos mais estratégicos, persuasivos e vendedores!

Com sua produção audiovisual alinhada a uma estratégia de marketing, cada vídeo (ou áudio, no caso de um podcast), passa a ter o papel de levar a audiência a dar um próximo passo rumo a um maior nível de consciência das soluções da marca.

Cada novo passo pode ser assistir um outro vídeo (avanço no funil), deixar um comentário (mais relacionamento), preencher um formulário (conversão em lead), dentre outros. Mas, pra tudo isso, ter um bom copy é fundamental.

Vamos lá? Luz, câmeras, ação!

Técnicas de copywriting para vídeos 

Copywriting é persuasão, é plantar uma ideia na mente do leitor ou espectador e, assim, motivá-lo a tomar determinada ação. E isso se faz por meio de algumas técnicas e princípios, que podem (e devem) estar presentes em seus vídeos.

  • Estabeleça uma conversa com sua persona em vez de simplesmente falar para ela, como se fosse um monólogo. O “olho no olho” que os vídeos permitem abre muitas possibilidades de conexão com seu público. Durante o vídeo, diga coisas como: “Você concorda? Discorda? Diga aí nos comentários”. 
  • Simplifique, não enrole, vá direto ao ponto e faça vídeos úteis. Faça seu pitch inicial, pedindo o like e o compartilhamento, e já entregue o que o usuário procura. Inclusive, essa regra vale para todo tipo de conteúdo no digital.
  • Provoque emoções no seu espectador, compartilhando histórias e exemplos reais. A conexão com você e seus conteúdos é o que fará o usuário querer ver outros vídeos e acompanhar suas produções. Use trilhas sonoras, efeitos de áudio, animações: tudo o que for preciso para criar o clima ideal. 
  • Seja verdadeiro, claro, transparente e não iluda prometendo algo que, ao final do vídeo, não será cumprido. Ou não prometa serviços e resultados que seu cliente não alcançará. Isso pode prejudicar a imagem de sua marca, talvez de forma irreversível. 
  • Lembre das chamadas para a ação ou CTAs. Incentive seus espectadores a fazerem o que você quer que eles façam. Sugira outros conteúdos, como os cards e os links na descrição no YouTube ou o “arrasta pra cima” do Instagram, que a plataforma deve liberar para todos os perfis.

Os conteúdos em vídeo são cada vez mais importantes na maioria das estratégias de marketing. Veja como usar esse recurso a favor do seu negócio:

A importância do videomarketing para o seu negócio!

Pré-requisitos para roteiros de vídeo com foco em conversão!

Todas as técnicas de copywriting listadas acima só surtirão um efeito em seu mais alto potencial se estiverem alinhadas a uma estratégia de marketing sólida. E esse cuidado tem início já no roteiro, já que é nele que tudo é desenhado.

Vamos, então, aos passos mais importantes para a produção de roteiros de vídeos focados na conversão.

Defina o objetivo do seu vídeo!

É importante definir qual será a decisão que seu espectador será influenciado a tomar ao assistir seu conteúdo. E, para que essa intenção seja mais efetiva, é importante seguir um dos mais importantes preceitos do copywriting: tenha um objetivo claro!

Direcionar seu público para múltiplas opções e falar sobre diversos temas de uma só vez vai, além de enfraquecer o impacto da mensagem principal, gerar confusão e dúvida.

Ao optar por um único foco, você terá condições de se aprofundar mais nele, trazer informações mais específicas

Tendo a tomada de decisão como a principal finalidade do seu vídeo, você pode incluir objetivos secundários, como realizar um cadastro, acessar um site, seguir um perfil, compartilhar com os amigos, fazer o download de um e-book, entre outras. 

Para quem é esse vídeo? Defina o público-alvo ou a persona do conteúdo!

Outro pré-requisito de uma boa copy, e que pode fazer diferença em seus vídeos, é a definição clara de suas personas, ou seja, com quem seu vídeo pretende se comunicar.

Quanto mais detalhada, precisa e acertada for a identificação dessa persona representativa do seu público-alvo, mais assertivo será o seu vídeo. Isso trará influência sobre a linguagem utilizada, os personagens que estarão no seu vídeo e até mesmo a duração da produção. Adultos tendem a consumir conteúdos mais longos e densos que adolescentes e crianças, por exemplo, que costumam buscar mais entretenimento e conteúdos de consumo mais rápido e dinâmico, segundo pesquisas.

Essa definição clara de persona vai inclusive facilitar a produção do seu vídeo. Tendo sua persona em mente, basta levantar seus assuntos de interesse e qual formato de vídeo melhor se adequa a seu perfil.

Não sabe como pesquisar e definir suas personas? Neste artigo do nosso Blog, você confere um passo a passo de como fazer:

Persona: o que é e como criar

Mapeie as dores, desejos e objeções da persona 

Outro pilar do copywriting é o foco nas dores, desejos e objeções do público. E isso também deve estar presente em seus vídeos.

Como parte da definição de persona, é importante entender o que incomoda e gera angústia em seu público, assim como as coisas que fazem seus olhos brilharem de desejo, ou mesmo seus motivos de desconfiança e resistência.

  1. Dores 

Qual dor relacionada ao seu conteúdo, produto ou serviço seu vídeo poderia ajudar a tratar? Como resolver determinado problema? 

Esse é um dado que demanda apuração e pesquisa. Preste atenção nos comentários das suas redes sociais para captar essas dúvidas ou peça para sua equipe de atendimento anotar as principais perguntas de clientes ou prospects. 

Ficar atento às barreiras levantadas por seus clientes ajuda a elaborar abordagens para o seu roteiro, que facilitem uma maior identificação de sua persona com sua marca, utilizando uma linguagem mais direta, persuasiva e emotiva. 

  1. Desejos 

Também por meio de pesquisas e do levantamento de informações, o quadro mental do prazer é definido a partir dos sonhos e desejos que sua persona possui. 

De que forma o seu vídeo poderia ajudar a realizar os sonhos que seu cliente ideal possui? Como sua produção pode criar esse cenário de “oceano azul” relacionado a seu produto ou serviço, no qual sua audiência desejaria viver?

Tenha sempre em mente que somos movidos por nossos desejos. E, antes mesmo de pensarmos se vale a pena ou não pagar por algo, é no coração e na mente que se planta a semente que vai nos mover naquela direção de compra.

Quando você desperta o desejo, toda a argumentação posterior fica muito mais fácil.

  1. Objeções 

É comum que a pessoa tenha receios e inseguranças na hora de tomar qualquer decisão, principalmente aquelas que envolvem dinheiro. Será que vale a pena comprar esse produto? Será que vale a pena se matricular em tal curso? 

Uma das principais armas usadas pelo copywriting, e que devem fazer parte de suas produções em vídeo, é a quebra de objeções.

Entenda o que impede seu público de comprar de você e procure formas de quebrar tais resistências. Faça com que ele se sinta confiante para a tomada de decisão que você está propondo por meio do seu vídeo. 

Tais sentimentos em relação ao seu serviço ou produto não podem ser ignorados, pois é justamente na transparência e esclarecimento de dúvidas que você elimina as inseguranças e consegue converter um lead em cliente. 

Mapeie todos os receios e esclareça todos eles em seu roteiro. Não enrole e não venda ilusões. Verdade e transparência são as únicas formas de garantir fidelidade. 

Como aumentar o tráfego qualificado do seu site!

Mas o que é copywriting mesmo?

Se você chegou até aqui, mas ainda está confuso(a) sobre o que é copywriting e sobre como aplicar as técnicas já listadas, vamos reforçar este conceito agora e sugerir uma leitura ao final.

Resumidamente, copywriting é uma técnica de redação que visa produzir textos capazes de persuadir, estimulando alguma ação, seja de acessar outro conteúdo seu, seja deixar dados de contato ou, até mesmo, realizar uma compra.

Utilizada mesmo antes do surgimento da internet e do marketing digital, essa forma de encadeamento de ideias e argumentos, com o objetivo de persuadir o leitor, pode (e deve ser utilizada) na hora de produzir seus conteúdos escritos e audiovisuais, para aumentar seu engajamento, a capacidade de atração e, consequentemente, seus resultados. 

O americano Eugene Schwartz. Considerado o pai do copywriting

Como o copywriting está relacionado diretamente à escrita, antes de começar a gravar seus vídeos, ainda na elaboração do roteiro, isso precisa fazer parte do processo de construção de argumentos e da própria linguagem usada, para que seus vídeos sejam mais persuasivos, prendam a atenção e levem sua audiência a uma tomada de decisão. 

Quer conhecer em mais detalhes essa que é uma das técnicas mais importantes para ter sucesso no digital? Confira este artigo do nosso Blog:

Copywriting: o que é e como funciona?

Créditos finais: tenha um time de especialistas a serviço do seu marketing! 

Ao longo do artigo, procuramos mostrar como você pode usar técnicas de copywriting para a criação de seus vídeos.

Com todas essas informações, agora é começar a escrever para desenvolver a habilidade de criar roteiros mais persuasivos e assertivos. Enfrente a folha em branco sem medo. Identifique as melhores formas de traduzir esses dados e informações levantados para sua copy em vídeo e mãos à obra!

Sem dúvida, ter as técnicas de copywriting em mente na hora de produzir os roteiros de seus vídeos pode levar seus resultados a outro patamar, na sua estratégia de marketing.

Ao mesmo tempo, uma estratégia de marketing para ser bem-sucedida e trazer os resultados esperados precisa ser mais ampla, com diversas ações ocorrendo simultaneamente, apoiadas num planejamento claro e objetivo.

Caso você queira contar com uma equipe especializada para o desenvolvimento do seu plano de videomarketing, dentro de uma estratégia online eficiente, conte com a Eixo Digital. 

Somos apaixonados por marketing digital e especialistas em fazer negócios crescerem e alcançarem outros patamares. Quer saber como podemos ajudar seu negócio? Fale com um de nossos especialistas!

Quero falar com um especialista da Eixo Digital

A importância do vídeo marketing para o seu negócio

Quando se pensa em Inbound marketing, marketing digital e marketing de conteúdo é praticamente impossível não considerar a inclusão do vídeo marketing na estratégia de sua marca nos dias de hoje. 

Saiba como implementá-lo em suas ações!

Mas o que é vídeo marketing? 

É uma estratégia que se baseia em conteúdos audiovisuais – em vídeos – que possui muita eficiência para atrair, converter e reter clientes para sua marca.  Considerando os mais recentes dados comportamentais levantados em relação a como o público se relaciona com a internet, o vídeo se destaca como um dos principais elementos que promovem engajamento e ações com mais facilidade. 

Vamos entender esse fenômeno: consumo de vídeos online no Brasil 

Em pesquisa apresentada pelo Google, o Brasil teve um crescimento de 135% no consumo de vídeos online entre 2014 e 2018. No Brasil o Youtube é a plataforma mais popular, sendo a mais acessada por 75% dos brasileiros que consomem vídeo online. E com o surgimento da pandemia, esse crescimento aumentou ainda mais: 80% da população brasileira passou a consumir vídeos online em 2020, segundo o estudo Inside Video realizado pela Kantar Ibope Media. Para se ter uma ideia, a média global foi de 65% no mesmo ano. 

Mas vídeo marketing gera conversão para a marca?

O State of Video Marketing em 2021 afirma que 94% das pessoas buscam vídeos para saber mais sobre um determinado produto ou serviço e que 79% das pessoas afirmaram que se convenceram de consumir determinado produto ou serviço após assistir a um vídeo relacionado.

De acordo com levantamento de Video Marketing em 2021 feito pela Biteable, 68% dos marqueteiros entrevistados afirmaram que, em 2020, vídeos foram extremamente importantes para as estratégias de marketing e que vídeos deram melhor retorno para os negócios do que investimentos no Google Ads, por exemplo. Além disso, 78% constataram que vídeo responde melhor que imagem estática nas redes.

Leia também:
O que é Inbound Marketing: estratégias, exemplos e como fazer!

O vídeo marketing contribui para o tráfego do seu site? 

Claro que o vídeo marketing não substitui outras estratégias de Inbound marketing, mas complementa de forma significativa. Por exemplo: páginas que possuem vídeos se destacam mais numa busca do Google, aumentando significativamente o tráfego no site da marca, tendo crescimento de até 157% nas buscas orgânicas. Impressionante! Você pode aplicar em vídeos do Youtube técnicas de SEO que são comuns a um texto de um site, por meio da descrição, marcações e título do vídeo. Além da grande exibição de vídeos nos resultados de buscas do Google, vale lembrar que as buscas dentro do Youtube são bastante relevantes para um consumidor chegar até uma marca. 

Veja também: Como conseguir avaliações no Google

Citamos o Youtube por ser a plataforma de vídeo mais popular do Brasil, mas a valorização do vídeo tem crescido muito em redes como Facebook e Instagram. Nos últimos anos, foi constatado que conteúdos de vídeo postados no Facebook possuem mais alcance orgânico, comparados com texto, links e imagens estáticas. No Instagram não é diferente, tanto que cada vez mais formas de se publicar vídeos são implementadas: feed, stories, IGTV e Reels.  Lembre-se que o Facebook também recebe stories, vídeos curtos e longos no feed! E também não podemos esquecer do Twitter que recebe vídeos horizontais e verticais de até 2min20seg. 

Leia também:
Imagens que vendem: aprimorando sua estratégia nas redes sociais

ÓTIMO! Mas quais tipos de vídeos são interessantes para uma estratégia de marketing? 

A criatividade deve ser ilimitada no que tange a concepção de vídeos, mas vamos dar algumas sugestões mais recorrentes no vídeo marketing sobre os tipos de vídeo que são apresentados por uma marca: 

– Vídeo Educativo

Pensar em vídeos que falem sobre seu mercado de atuação, pode ajudar a criar necessidades em potenciais clientes para serviços que você oferece. Ajuda a gerar mais autoridade para a marca, conquistando mais credibilidade no mercado. Aqui, você pode fazer tutoriais, videoaulas, cursos onlines, etc. 

– Vídeo de Engajamento

Vídeos sobre determinados temas, baseados em perguntas frequentes ou questões associadas ao cotidiano ou conscientização. Tais vídeos ajudam a espalhar determinadas mensagens de interesse social, podendo ou não ter um caráter institucional, ajudando na notoriedade da sua marca. 

– Vídeo Comercial

Vídeos que apresentam storytelling capazes de influenciar o público a engajar na sua marca, consumir seu produto. É feito de forma mais humanizada e indireta, geralmente mostrando a experiência de um personagem. 

– Vídeo de Venda

Vídeos que demonstram um serviço ou um produto de forma direta para influenciar na decisão de consumo do cliente. 

– Lives

São eficazes por terem mais relevância nas plataformas, ou seja, são mais propagadas e notificadas, podendo ser bate-papo entre especialistas, lançamento de algum produto ou serviço, transmissão de evento, apresentação artística, palestras, etc. Aqui também pode ser realizado o webinar que são basicamente palestras virtuais com apresentações esquematizadas. 

Como aumentar o tráfego qualificado do seu site!

Dicas para aprimorar seus vídeos 

Produzir um vídeo não é tão simples pois para que ele tenha eficiência nas redes, alguns fatores devem ser trabalhados e considerados.

– Direcionamento de plataformas

Com as diversas plataformas de vídeo, deve-se planejar exatamente para qual plataforma tal vídeo deve ser direcionado, pois o formato, enquadramento, duração, determinam quais equipamentos e formas de edição você pode recorrer. Por mais que pareça óbvio, essa definição de propósito otimiza bastante todo o processo. Com isso, você pode até aproveitar um único momento de filmagem e realizar diferentes vídeos para diferentes plataformas. Por exemplo, ao criar um vídeo horizontal longo para o Youtube, você pode pensar num enquadramento que também possa ser aproveitado numa versão vertical para o IGTV; pode gravar um vídeo vertical bem curto para os stories convidando o público para assistir a esses vídeos mais longos; pode editar um teaser quadrado ou Portrait ou horizontal, de até um minuto para o Feed; e ainda pode pensar num vídeo Reels bem dinâmico que apresente os principais tópicos desse vídeo longo, convidando para assisti-lo. 

– Formatos 

Vertical: proporção 9:16 – exemplos de resolução em pixels: 1080×1920, 720×1280

Horizontal (Wide): proporção 16:9 – exemplos de resolução em pixels: 3840×2160 (4K UHD), 1920×1080 (Full HD 2K), 1280×720 (HD)

Quadrado: proporção 1:1 – exemplo de resolução em pixel: 1080×1080 

Retrato (vertical específico APENAS para o feed do Instagram ou Facebook): proporção 4:5 – exemplo de resolução em pixel: 1.080 x 1.350

Paisagem (horizontal específico APENAS para o feed do Instagram – o wide também é aceito): proporção 1,91:1 – exemplo de resolução em pixel: 1.080 x 608

Principais aplicações: Vídeo vertical curto para stories ou reels ou TikTok, vídeo vertical ou horizontal longo para o IGTV, vídeo horizontal, paisagem, quadrado ou retrato de até um minuto para o feed, vídeo horizontal longo para o Youtube, Facebook ou Vimeo. 

– Planejamento 

Realizar um bom planejamento é fundamental para que se cumpra os objetivos. Por isso, é importante refletir sobre os objetivos e metas, realizar pautas, definir as palavras-chaves acerca dos vídeos, escrever roteiros, estabelecer CTAs. Pensar na linguagem do seu vídeo considerando público-alvo. 

–  Roteiro

Utilizar uma linguagem simples, clara e objetiva. Pensar em responder dúvidas frequentes de seu público-alvo, podendo recorrer às sugestões de buscas do Google, espaço que apresenta os assuntos mais procurados na plataforma. No jornalismo, utiliza-se muito a estratégia de funil invertido para criar textos, onde as principais informações são apresentadas logo no início, deixando os aprofundamentos e desdobramentos para depois. Essa estratégia se aplica muito bem ao vídeo pois é importante que você prenda a atenção do espectador logo de início e entregue respostas para que assim ele fique motivado a permanecer assistindo seu vídeo até o final. Ou seja, não enrole! Vá direto ao ponto! 

– Duração do vídeo 

Sabemos como as pessoas são ansiosas quando estão navegando, buscando informações na internet, então, deve-se pensar em vídeos curtos que sintetizam bem cada assunto. Dessa forma, você consegue alcançar boas métricas fazendo seu espectador assistir seu vídeo até o final. Claro que alguns assuntos precisam ser abordados de forma aprofundadas, dessa forma, pode ser interessante fragmentar em vários vídeos, criando minisséries sobre cada assunto. Isso promove fidelização para o seu canal ou rede. 

– Capas e Thumbnails

Confeccionar capas ou imagens estáticas para o vídeo é sempre um atrativo a mais e ajuda a deixar o seu canal ou feed mais alinhado com a identidade visual, passando uma boa imagem de planejamento e organização para sua marca. 

– CTAs e Interações

Promover interações nos seus vídeos, seja solicitando comentários, curtidas e compartilhamentos ou pedindo sugestões. Isso é um recurso de humanização e ajuda a propagar mais o conteúdo pois as plataformas geralmente divulgam mais conteúdos que carregam mais respostas e interações. Lembre-se de monitorar os comentários e principalmente respondê-los! Quanto mais respostas, mais interações, logo mais disseminação do seu conteúdo, mantendo-o quente. Pode-se gerar muitos leads por meio dessas interações. 

– Incorporação

É altamente recomendável incorporar os vídeos em seus sites, blogs, etc.  Quanto maior a divulgação, maior a chance de ranqueamento no Youtube.  

– Equipamento e equipe especializada

Se houver possibilidade de investir em bons equipamentos, softwares e equipe especializada para produção de vídeo, INVISTA. Pois tudo indica ser um caminho sem volta. Porém, é possível realizar bons vídeos apenas com um celular e um aplicativos no próprio celular. Então, não espere para começar pois é necessária muita prática para se desenvolver bons vídeos. Como estímulo, vale lembrar que na internet existem vídeos mundialmente viralizados que foram feitos com celular de péssima qualidade, e vídeos de altíssimo nível de produção que foram visualizados apenas pelos amigos do proprietário da marca. A criatividade acontece em qualquer meio. 

Leia também:
Plano de marketing 2021: arrumando a casa

Pratique seu vídeo marketing! 

O vídeo humaniza e aproxima ainda mais o consumidor da marca. As pessoas absorvem mais os discursos quando veem outra pessoa falando. Por isso, o vídeo possui todo esse potencial por apresentar uma linguagem clara e objetiva, que desperta reações e emoções de imediato, captando nossos principais sentidos de uma só vez – a visão por meio das imagens e a audição por meio do som – criando uma ótima alquimia para conseguir prender ainda mais a tão disputada atenção do consumidor. Com isso, se torna um queridinho por funcionar em diversos dispositivos e plataformas, ser mais propagado pelos algoritmos, obtendo melhor ranqueamento, promovendo mais engajamento, aumentando as chances de conversão. Mas o vídeo é um queridão mesmo por facilitar o entrelaçamento afetivo da marca com o cliente, proporcionando mais confiabilidade na marca, impactando diretamente na decisão de compra.