Como colocar a sua empresa na primeira página no Google?

SEO - Camila Serrat

Antes de iniciar qualquer trabalho na internet, você precisa entender que mais de 90% das pessoas pesquisam no Google antes de tomar qualquer decisão. Por isso, é obrigatório que suas estratégias estejam relacionadas à ferramenta de busca.

Existem duas formas de capturar tráfego no Google: por meio de anúncios pagos e/ou por meio de tráfego orgânico. Esse é o princípio de todo marketing digital e é o primeiro momento da jornada de compra* do cliente.

*Definimos como jornada de compra, o caminho que o seu cliente percorre até a decisão de fechar negócio com a sua empresa, seja pela compra de um serviço ou de um produto.

Para saber como construir uma Jornada de Compra, leia este artigo aqui:

Como construir uma Jornada de Compra do seu cliente 

As pesquisas que ele faz no Google durante essa jornada podem fazê-lo chegar até o site da sua empresa, mas cabe à sua estratégia digital abastecê-lo de conteúdo até que esteja apto a se tornar um cliente.

Como eu consigo estar na primeira página do Google com o uso de SEO?

Para falarmos de funcionamento de SEO, precisamos pensar na missão do Google: 

organizar as informações do mundo e torná-las mundialmente acessíveis e úteis.

Nesse sentido, pensando em fornecer resultados relevantes para o usuário, o SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Motores de Busca) traz um conjunto de técnicas (ou boas práticas) de marketing digital, capazes de melhorar o ranqueamento de uma página nos resultados de pesquisa. 

E atenção: dados apontam que 80% das pesquisas realizadas no Google se concentram na primeira página. Os sites que se encontram nas primeiras posições acumulam pelo menos 60% dos cliques, resultando em mais visitantes para o site da empresa e em mais oportunidades de venda no universo online. 

Não à toa que existe uma verdadeira guerra para ranquear um site logo nas primeiras posições. 

Diantes de todas as boas práticas para ser ranqueado, uma delas é regra: para estar entre os primeiros colocados, seu conteúdo tem que ser bom.

De olho nas boas práticas para fazer SEO!

Um dos princípios básicos do SEO é que o site da sua empresa precisa ser fácil de navegar, com informações claras e objetivas. Não adianta nada seu cliente te achar, mas fugir do portal da empresa porque não encontrou, em poucos cliques, os dados de que precisava.

Ainda: o algoritmo de pesquisa do Google é atualizado constantemente, exigindo que as otimizações sejam constantes.

Ao utilizar as “boas práticas”, garantindo, também, relevância e uma boa experiência para o usuário, o algoritmo identificará a sua página como adequada para as primeiras posições. Acompanhe a seguir!

Tenha um blog integrado em seu site 

O Google garante maior relevância para os sites que são atualizados constantemente. Com um blog ativo, essa atualização pode ser periódica e rica de conteúdo relevante para o seu público. Além disso, ter um blog contribui — e muito — na atração de visitantes para o site e ainda é capaz de prolongar o tempo de permanência em suas páginas. 

Dica: crie um planejamento de conteúdos mensal e estabeleça dias fixos para a atualização semanal do seu blog. 

Sobre isso, estes dois artigos podem te ajudar:

Como criar um blog para empresas

Blog Empresarial: por que eu preciso de um?

Pesquise e defina as palavras-chave do seu site

Identificar as palavras-chave relacionadas ao seu negócio e utilizá-las nos conteúdos do seu site é item básico de SEO. Pense como um possível cliente: que palavras você colocaria no Google para encontrar o serviço ou produto que você oferece? São essas palavras que precisam estar em evidência na sua comunicação digital.

Dentre as ferramentas disponíveis para a sua pesquisa de palavras-chave, recomendamos: o Semrush, excelente para avaliar as palavras-chave mais pesquisadas e aquelas com as quais os seus concorrentes estão ranqueando; o Keyword Planner (planejador de palavras-chave) do Google Adwords; e o Google Trends, que mostra o volume de buscas de determinadas palavras-chave para cada região, e termos mais pesquisados no momento.

Já explicamos aqui como usar o Semrush e o Google Trends para planejar as palavras-chave. Confira:

Como usar o Semrush para planejamento de palavras-chave

Como usar o Google Trends no planejamento das suas palavras-chave

Use links internos 

Os links internos são importantes para fazer com que exista um fluxo de tráfego em seu site. Uma vez que o usuário acesse várias páginas do site, ele permanecerá em contato com o negócio por mais tempo, comprovando a relevância do conteúdo e favorecendo o SEO.

Além disso, será possível monitorar o caminho que o seu visitante ou lead faz dentro do site, identificando oportunidades de negócio.

Uma das plataformas que nós utilizamos para fazer esse “monitoramento” de fluxo é o RD Station.

Dica extra: conseguir links externos (advindos de outras páginas) pode ser muito favorável para a sua estratégia, pois transferem autoridade para o seu site. Quanto mais referências seu site receber de páginas com relevância no meio digital, melhor será seu índice de otimização. No entanto, cuidado: as páginas precisam ter autoridade para transferir autoridade. Não conte com parceiros queimados no Google, ok?

Guest Posts ajudam a conseguir bons links externos. Para saber como fazer um, leia este artigo:

Guest Post: os 4 passos para o seu artigo ser publicado em grandes sites

Otimize os seus conteúdos

Antes de publicar qualquer conteúdo em seu site, avalie se ele possui um objetivo claro, se está atualizado com as palavras-chave do negócio, dentre outros itens obrigatórios para o SEO. Confira-os a seguir! 

Checklist básico de SEO para seguir nos conteúdos:

  • URL com palavra-chave
  • Título com palavra-chave
  • Uso de H2, H3, H4,… conforme a necessidade
  • Uso de palavra-chave no decorrer do texto de forma natural
  • Uso de links internos (para outros artigos do blog, por exemplo)
  • Imagens nomeadas e com tamanho adequado
  • Uso de meta description (texto resumo que será apresentado pelo Google)
  • Presença de CTA (Call to Action ou Chamada para Ação)

Outra informação importante é: publique apenas conteúdo original. Mesmo que você cite a fonte, não é interessante, para o SEO, utilizar qualquer tipo de reprodução, visto que o Google identifica facilmente conteúdos duplicados, impedindo-os de ranquear. Ele entende que o conteúdo que foi publicado primeiro é o original e, portanto, o único que merece estar no topo dos resultados.

Para saber mais, os seguintes artigos que já publicamos podem te ajudar:

Marketing de Conteúdo: aprenda de forma prática o que é e como fazer 

Saiba qual é a importância de elaborar uma estratégia de Marketing de Conteúdo

Aprenda a criar um conteúdo de qualidade e atrativo

Acompanhe os resultados de SEO

Aplicar as boas práticas de SEO pode não ser suficiente para fazê-lo alcançar as primeiras posições, principalmente quando a palavra-chave em questão é altamente concorrida.

Nesses casos, recomendamos o uso da ferramenta Semrush com o objetivo de avaliar quem está à frente com aquela palavra-chave e o que falta em seu conteúdo para conseguir concorrer em melhores posições. 

Para ranquear um conteúdo do zero, concorrendo com publicações de cinco anos atrás, por exemplo, você precisará construir um conteúdo melhor que aquele já ranqueado, com todas as informações essenciais já tratadas nos artigos dos concorrentes e com novas informações atualizadas. Em alguns casos, pode ser interessante inserir o ano em questão para se destacar. Exemplo: Checklist básico de SEO para 2019

Ainda assim, vale ressaltar: os resultados de SEO não são rápidos e conclusivos. Incorpore as boas práticas em todas as produções, acompanhe o desempenho das palavras-chave pela sua ferramenta de automação de marketing, como o RD Station, acompanhe o trabalho dos seus concorrentes com as palavras-chave, e sempre retorne aos conteúdos publicados para melhorá-los, conforme a necessidade. O trabalho é complexo e cheio de detalhes, mas, a longo prazo, irá garantir a sua autoridade no universo digital.

Nos links a seguir, te ajudamos a acompanhar e a analisar as suas estratégias. Confira:

Como analisar indicadores de desempenho e melhorar o seu negócio

Como avaliar o desempenho de um site?

RD Station: como analisar os resultados na plataforma?

Como analisar e gerar relatórios no Google Analytics

Como eu consigo estar nas primeiras posições do Google com anúncios pagos?

O Google Adwords é a plataforma de publicidade online do Google, sendo que seus anúncios podem ter três finalidades básicas:

  • Clique: quando o objetivo é direcionar potenciais clientes para o seu site.
  • Impressão: quando o objetivo é garantir que os seus potenciais clientes vejam as ações da sua empresa.
  • Aquisição: quando o objetivo é maximizar as conversões dentro do site.

Para fazer uma boa campanha no Google Adwords e ficar entre as primeiras posições, primeiramente, é indispensável o estudo das palavras-chave do seu negócio. 

Recomendamos que utilize o planejador de palavras-chave do próprio Google Adwords. Verifique o volume de pesquisas de cada palavra-chave e identifique quais empresas já estão fazendo uso delas. Nesse momento, você está conhecendo os seus concorrentes no universo digital e precisará estudar formas de vencê-los no ranqueamento do Google.

Já publicamos diversos artigos sobre o Google Adwords que, com certeza, irá te ajudar em suas campanhas. Dê uma olhada:

Investir em Google Adwords? Saiba os benefícios

Afinal, qual a melhor maneira de usar o Google Adwords e o Facebook Ads?

Como fazer uma boa campanha no Google Adwords?

O que fazer com leads originados do Google Adwords?

4 maneiras de otimizar seus anúncios no Google Adwords

Estude os anúncios dos seus concorrentes

Você já identificou empresas que disputam as mesmas palavras-chave com o seu negócio. Agora, antes de entrar na disputa, estude detalhadamente tudo o que já foi feito. Como as palavras-chave estão sendo trabalhadas? Como os anúncios estão escritos e organizados? Os links do anúncio estão direcionando para quais páginas? 

Faça uma análise completa para que possa criar a sua campanha prevendo avanços e inovações para o seu segmento.

Planeje o orçamento da campanha

O Google irá te entregar as palavras-chave que são mais buscadas, as que têm mais impressão e mais cliques e quanto custa cada clique em média, conforme a região de segmentação escolhida. Com essas informações, o investimento deverá ser baseado nesses dados.

É muito importante realizar o planejamento financeiro antes, prevendo o valor mensal disponível para o investimento. Divida esse valor por 30 e, então, você terá o valor máximo a se pagar por dia. 

Caso não deseje ativar a campanha nos fins de semana, por exemplo, retire esses dias da contagem para obter o valor correto.

A depender do seu objetivo, não é preciso investir muito. O mais importante é o trabalho minucioso que se deve ter na escolha de palavras-chave e na construção de conteúdos relevantes que possuam real engajamento com o seu público-alvo.

Faça testes

Uma vez estruturada a estratégia, faça testes. Desafie-se na criatividade para criar anúncios com chamadas interessantes, que despertem, de fato, a curiosidade ou o desejo da sua persona.

O anúncio deve ter um excelente título que capture exatamente a dor da persona e o que ela carece saber, e deve ter uma descrição bem construída, que fale exatamente do que aquele anúncio trata. Atenção: nada de anúncios falsos ou superestimados, ok?

Preocupe-se também com a URL que será exibida e com a URL de destino. Elas devem conter o próprio domínio da sua empresa e indicar também o conteúdo que será acessado.

Utilize extensões de anúncio para adicionar informações complementares, como: links externos, local, preço, aplicativos, comentários de clientes, chamada telefônica, chamada para mensagem de texto e outros. São meios para facilitar ainda mais o contato do leitor com a sua empresa.

Quer saber mais sobre como potencializar o Google Adwords para gerar leads? Então baixe gratuitamente o nosso E-book Geração de Leads com Google Adwords, e conheça técnicas efetivas para alavancar o seu negócio!

Comentários