É possível diminuir a taxa de rejeição de um site? Descubra

SEO - Raphael Caitano

Ter um site é fundamental para garantir bons resultados dentro de qualquer estratégia de marketing. O site é como a capa de um livro, ou seja, é na maior parte das vezes o primeiro contato do público com a marca.

Por isso, garantir que ele funcione corretamente, atenda as necessidades de quem acessa e tenha um índice baixo de rejeição, são tarefas importantes e que interferem de maneira direta no bom desempenho e até mesmo nas vendas ao consumidor final.

Para entender melhor o que estamos querendo dizer, saber mais sobre todos esses assuntos e descobrir o que pode ser feito para diminuir a taxa de rejeição de um site, prossiga com a leitura do nosso conteúdo.

Está pronto? Vamos nessa?!

Mas o que é a taxa de rejeição?


Antes de falar sobre o que pode ser feito para diminuir, é fundamental cessar as dúvidas para que você entenda perfeitamente a importância.

Do inglês bounce rate, a taxa de rejeição é um dado que representa os usuários que acessaram o site sem interação, como clicar em links, por exemplo.
De maneira mais simples, a taxa de rejeição nada mais é do que os visitantes que só acessaram a página sem ver o site por completo ou outras abas.

Dentro do marketing digital, a taxa de rejeição alta é extremamente negativa, já que ela pode interferir de maneira direta nos resultados da estratégia.

É importante reduzir a taxa de rejeição?

Reduzir a taxa de rejeição é essencial, já que quando um visitante acessa um site e sai rapidamente sem visitar nenhuma outra página, é visto de maneira negativa. Mecanismos como o Google entendem que o usuário não encontrou o que estava procurando ou que a usabilidade da página não era boa para que o usuário continuasse a navegar pelo site.

E por ambos os motivos que ter uma alta taxa de rejeição em um site é preocupante, já que indica de maneira clara que os visitantes não estão interessados em prosseguir dentro do site, bem como clicar em CTA’s e converter.

A taxa de rejeição e a taxa de saída são a mesma coisa?

A maior parte dos usuários conhece os dois termos, mas ainda acontece uma confusão em relação a eles.

A diferença é que a taxa de rejeição é o que foi citado acima, já a taxa de saída tem relação apenas com a quantidade de usuários que deixou o site ou blog.

Existe taxa de rejeição aceitável?

A taxa de rejeição varia em relação a uma série de fatores distintos. Pode variar de acordo com o mercado de atuação da empresa, os objetivos, qual é o conteúdo oferecido aos usuários, entre outros pontos.

Por isso é essencial ter uma estratégia bem elaborada e que alinhe perfeitamente os objetivos propostos. Só assim é possível diminuir a taxa.

E o que pode ser feito para diminuir a taxa de rejeição de um site?

Agora você já tem noção da importância que é a taxa de rejeição e como ela pode interferir negativamente. Então, para diminuir essa taxa, é possível seguir algumas dicas como:

Coloque-se no lugar do usuário

Pensar na experiência do usuário é uma excelente forma de diminuir a taxa de rejeição, visto que ao se colocar no lugar de outra pessoa você consegue saber o que pode modificar, o que facilitaria a navegação, o que faria com que você mudasse de página, entre outros.

Melhore a escaneabilidade dos textos do site e blog

Quando um conteúdo é bom de ler e tem uma boa escaneabilidade, raramente quem acessa o site muda de página.

Sendo assim, pense na forma como os textos são publicados (o que também influencia diretamente no SEO) e em detalhes como tamanho da fonte, cor do texto, etc.

Insira CTA’s mais eficientes

Uma página que possui CTA’s eficientes atrai a atenção dos visitantes, aumentando a interação. Consequentemente, a taxa de rejeição diminui já que quem acessa se sente à vontade dentro do site/blog.

Para garantir bons resultados e diminuir a taxa de rejeição, outras estratégias podem ser feitas. Para saber quais são, entre em contato com nossos especialistas. Conte com a Eixo Digital.

Comentários