Como avaliar o desempenho de um site?

Análise e Performance - Camila Serrat

Se você possui um site, mas nunca se preocupou em avaliar a sua efetividade, sua empresa, com certeza, está perdendo grandes oportunidades. Para essa avaliação, nos baseamos no negócio em questão, na presença web dos principais concorrentes e nos aspectos mais importantes da navegabilidade do usuário.

Confira alguns itens essenciais para a análise!

Velocidade do site

Quantas vezes você já abandonou um site por sua demora no carregamento da página? Já considerou, inclusive, que aquela taxa de rejeição alta pode estar ligada à velocidade do seu site? 

A etapa de diagnóstico da presença web da sua empresa deve, obrigatoriamente, incluir este item que diz respeito ao tempo necessário para que o conteúdo de suas páginas na internet sejam 100% exibidos, seja em um dispositivo móvel ou em um desktop.

Pesquisas indicam que 40% dos visitantes abandonam páginas que levam mais de 3 segundos para carregar. O ideal, então, seria batalhar por, no máximo, 2 segundos de carregamento. Será que o seu site está dentro desse ideal?

Para testar a velocidade do seu site, você pode utilizar ferramentas, como o Google PageSpeed Insights e o GTmetrix. As próprias ferramentas irão indicar os pontos de melhoria conforme a avaliação. 

Boas práticas básicas: comprimir as imagens utilizadas, evitar redirecionamentos e adotar páginas com AMP (Accelerated Mobile Pages ou Páginas Aceleradas Para Dispositivos Móveis).

Todo site deve ser responsivo 

Um site responsivo é aquele que adapta seu layout para todos os tipos de dispositivos, seja desktop, notebook, smartphone, tablet, entre outros, visando uma melhor experiência ao usuário (item mais importante para o Google, básico e indispensável para a efetividade do seu site).

Uso de técnicas de SEO

Ter sucesso no ranqueamento do Google não é algo impossível! 

O Search Engine Optimization (otimização para motores de busca) refere-se a um conjunto de técnicas (ou boas práticas) de marketing digital que são desenvolvidas para melhorar o ranqueamento de uma página nos resultados de pesquisa. O Google é o mecanismo de busca mais utilizado no mundo inteiro, por isso sempre focamos nele.

Dentre os objetivos principais de uma boa gestão de SEO, estão:

⭕ Impulsionar as vendas e conversões por meio de trafego orgânico;

⭕ Aumentar o número de visitas ao site;

⭕ Atingir os melhores resultados orgânicos do Google;

⭕ Ser facilmente encontrado por seu público-alvo.

Como o algoritmo de pesquisa do Google é atualizado constantemente, as otimizações também devem ser constantes. Aí que entra a importância de uma gestão profissional de SEO.

As palavras-chave devem ser estudadas e utilizadas:

✔ Nos títulos e subtítulos do seu site;

✔ Nos primeiros parágrafos dos textos;

✔ Nas imagens publicadas em seu site;

✔ Na meta description;

✔ Nas URLs de todas as páginas.

Para essa gestão, o trabalho passa por todas as etapas de diagnóstico que estamos vendo por aqui com um estudo aprofundado do público-alvo da empresa e com uma revisão constante dos resultados para prever necessidades de ajustes.

É muita coisa, a gente sabe, mas é o caminho mais maduro para fazer sua empresa crescer no universo digital. Um site que não é otimizado permanece estacionado e não gera oportunidade de negócio para a marca.

Para saber mais sobre SEO, e como ele pode ser útil para o seu negócio, leia este artigo:

Como o SEO pode colocar sua empresa na primeira página do Google

Usabilidade na Web x Experiência do Usuário

 

Os seus visitantes têm facilidade para navegar em seu site e encontrar nele as respostas que procura? É basicamente sobre isso que se trata a usabilidade na web.

Sabemos que, uma vez que uma equipe esteja imersa no negócio, muitos erros passam despercebidos.

Para testar a usabilidade do seu site, você precisará realizar uma pesquisa com seus próprios usuários e identificar quais são os principais problemas que ele enfrenta durante a navegação.

Precisará conhecer as áreas quentes do seu site (mapa de calor). Ou seja, você deve saber qual é a área do site com que o usuário interage mais e quais são as principais ações que eles realizam em cada sessão.

Algumas ferramentas podem te ajudar a construir esse mapa de calor, como o Smartlook e o Google Tag Manager.

Seja qual for o caminho escolhido, foque no usuário. O que ele está fazendo em seu site e como você pode ajudá-lo a ter uma experiência melhor com a sua marca?

Além disso, outros fatores impactam diretamente na recepção do usuário quanto à sua presença na web.

Podemos inserir na lista: o design da página, a arquitetura da informação, o valor e a utilidade da informação, a credibilidade da marca e a acessibilidade web.

Pense no usuário novamente.

Quais são os seus comportamentos comuns e principais desejos? O que ele sente ao abrir a sua página? O design está agradável para ele? Sua página gera alguma emoção predominante? As informações são bem organizadas e destacadas por relevância? O conteúdo conversa com a pessoa e responde aos seus principais questionamentos? O site proporciona uma navegação rica e relevante para o usuário?

Pensar em experiência do usuário é pensar em construir sensações e memórias boas a respeito da sua marca. E, claro, é sobre ser verdadeiramente útil para quem o lê. Que experiência sua empresa proporciona aos seus visitantes?

Para saber mais sobre como melhor a experiência do usuário em seu site, dê uma olhada neste artigo:

Experiência do usuário: é importante se preocupar ou não?

Produção de conteúdo

 

Fazer marketing de conteúdo não significa apenas criar um blog, produzir os conteúdos e distribuir nas mídias para conquistar o tráfego. É necessário ter objetivos claros, bem definidos e, principalmente, acompanhar os resultados de cada conteúdo para validar a estratégia.

É sobre isso, então, que se refere um DIAGNÓSTICO dos conteúdos de um negócio na web.

Fazendo uma análise detalhada, será possível identificar se os conteúdos seguem técnicas básicas de SEO, como uso de palavras-chave no título e no decorrer do texto, inserção de CTAs e definição de meta description antes da publicação.

Para te ajudar a fazer um bom marketing de conteúdo, os seguintes artigos podem te ajudar:

8 práticas que fazem a diferença em uma produção de conteúdo

A importância de elaborar uma estratégia de Marketing de Conteúdo

Saiba como criar conteúdo de qualidade atrativo

E para avaliar a relevância de um conteúdo, monitore, dentre tantas taxas, a taxa de visitantes, a taxa de rejeição e a taxa de conversão (o usuário precisa ser indicado para uma outra ação após a leitura de um conteúdo).

Com essa análise, ainda, será possível mapear todos os conteúdos mais estratégicos para a empresa. Ou seja, faça um filtro dos conteúdos mais lidos e otimize-os para serem ranqueados. Boas ferramentas para isso são o Semrush e o Screaming Frog

Faça esse acompanhamento e torne seu marketing de conteúdo muito mais profissional, estratégico e focado em números!

Deseja receber gratuitamente um Diagnóstico Geral do seu site e em poucos minutos? Então clique aqui e receba o seu agora!

fale-com-um-especialista-da-eixo-digital
Fale com um de nossos especialistas!

Comentários