SEO para blog posts: uma lista com 8 práticas indispensáveis

SEO - Morgana Alencar

Quem não sonha em aparecer na primeira página do Google, aumentar o tráfego orgânico (aquele sem custos!) e ver o marketing de conteúdo do negócio decolar? 

A verdade é que embora não exista fórmula mágica para esse sonho se tornar realidade, existe um checklist de SEO para blog posts com dicas que podem ajudar seu negócio a vender mais. Vamos lá?

URL amigável

Uma dica que é simples de executar e faz toda diferença quando pensamos em melhorar o SEO para blog posts é a otimização da URLs.

Otimizar a URL é uma das formas encontradas para auxiliar o trabalho dos mecanismos de busca, que ao terem contato com um link que contenha a palavra-chave principal conseguem compreender qual assunto é tratado naquele artigo. 

Assim, o objetivo da URL amigável é informar o conteúdo da página de forma objetiva, deixando claro tanto para o Google quanto para o seu usuário qual assunto será apresentado. 

E como tornar uma URL amigável? 

Além de serem curtas, conterem palavras-chave e não utilizarem acentos, é importante que as palavras da URL sejam separadas por hífens, uma vez que o Google entende o hífen como se fosse um espaço em branco, facilitando a sua leitura do que está ali descrito.

Se você quer aprender tudo sobre a otimização de URL veja também: 

Guia seo: 12 ações práticas para otimizar a URL do seu site

 

Escolha de títulos

Ao escolher o título do seu artigo de blog, você poderá optar pelo uso de palavra-chave curta ou de cauda longa a depender de qual for a sua estratégia no momento. 

A palavra-chave curta, que também é chamada de head tail é aquela mais genérica, em que há um grande volume de busca quando comparada às que são mais específicas (palavras-chave long tail ou de cauda longa).

A vantagem de usar palavras-chave de cauda longa é a possibilidade de atrair um público que busca por algo mais específico, o que pode significar que ele esteja mais interessado no produto ou serviço oferecido por você. 

Além disso, por possuírem menos concorrência, torna-se mais fácil aparecer nas primeiras posições no Google quando o usuário optar por utilizá-las. 

Exemplo de palavra-chave curta poderia ser “Marketing Digital”, já a sua versão para cauda longa “Marketing Digital para Médicos”.

 

Otimize suas imagens

Outro ponto importante é a otimização de imagens dos seus artigos de blog

Além de serem compactadas de modo a deixá-las mais leves e contribuindo para o carregamento mais rápido do seu site, você deve renomeá-las utilizando a palavra-chave do seu conteúdo. 

Essa é mais uma possibilidade de ouro do seu site ser encontrado e que não deve ser desperdiçada. 

Isso porque ela poderá aparecer em uma busca do usuário realizada no Google Imagens, direcionando-o para o seu artigo de blog. 

Sendo assim, visualize a imagem como mais uma meio de levar ao seu site, renomeando-a com a palavra-chave principal e, havendo mais de uma imagem, com as palavras-chave relacionadas ao conteúdo. 

 

Uso de subtítulos (sem deixar de lado a estratégia!)

Ninguém questiona a quantidade de informações que circulam pelos diversos canais de comunicação aos quais estamos conectados 24h por dia. 

Por isso mesmo na hora de fazer um bom marketing de conteúdo é preciso facilitar a comunicação com o leitor através de um texto fluído

Uma forma de melhorar a escaneabilidade do texto é com o uso de subtítulos ou H2 que dividem o conteúdo em blocos mais curtos e facilitam a leitura.

Para configurar essa opção no WordPress basta seguir o exemplo que trouxemos na imagem abaixo, selecionando a aba “parágrafos” e depois a opção “títulos 2”. 

SEO Marketing Digital

Mas tem um detalhe que às vezes passa despercebido e que muda a forma como o Google entende o seu texto.

Quando você configurar os seus subtítulos em H2 é importante não deixar de lado a estratégia do seu conteúdo. 

Na prática, isso significa que você deve colocar a palavra-chave principal em pelo menos um dos subtítulos. 

Você também pode utilizar palavras relacionadas com o assunto principal e que respondem à dúvida inicial que levou o usuário ao seu blog post. 

Uma forma de descobrir palavras-chave relacionadas que podem ser usadas nos demais subtítulos é utilizando a caixa “As pessoas também perguntam” disponível na página de resultados do Google. 

 

Backlinks

Conseguir backlinks para o seu conteúdo é dizer para o Google que outras pessoas também acreditam no seu produto ou serviço, daí a importância de investir no Guest Post.

Ao publicar em outros sites você poderá atingir mais usuários, aumentando o tráfego da sua página e a sua relevância para os mecanismos de busca. 

Falando em backlinks, como anda o seu SEO local? 

Eu faço essa pergunta porque uma das vantagens de estar em dia com o seu SEO local é que o processo de conseguir backlinks pode ser mais fácil quando consideramos a sua localidade de atuação. 

Ao investir no networking local você amplia as possibilidades de conseguir que outros sites direcionem visitantes para a sua página, sendo uma forma de ganhar mais alguns pontos com o SEO para blog posts. 

Aproveite para ver também:

SEO local: 6 passos para se destacar entre os concorrentes

Use (mas não abuse) de links internos

Imagine o blog do seu site como um grande quebra-cabeça em que todas as peças conectadas dão origem à obra de arte final. 

Links internos são essenciais para viabilizar que a leitura de um artigo possa levar a outro e assim sucessivamente.

Além de esclarecer outras possíveis dúvidas do seu cliente, usar links internos estimula seu usuário a passar mais tempo navegando no seu site, o que faz com que o Google entenda que o seu conteúdo está entregando aquilo que promete

Só não vale exagerar e usar um link para cada parágrafo. 

Seja analítico na sua escolha e selecione apenas que façam sentido para aquele conteúdo, conectando também com assuntos relacionados à pesquisa do usuário. 

 

Meta description

Meta description consiste no resumo de uma página, sendo aquele trecho que fica logo abaixo do título na página de resultados do Google.

Observe abaixo exemplo de meta description da Eixo Digital. Já no resumo explicamos o que significa marketing de conteúdo, fornecendo uma prévia do que o leitor encontrará no nosso blog. 

Exemplos de meta description

Na imagem acima, a meta description corresponde ao texto: “Basicamente, o marketing de conteúdo é todo tipo de propaganda feita em aparelhos digitais que…”

Se o seu cliente está com uma dúvida e encontra um indicativo de resposta (ou a própria resposta, como no exemplo acima) na sua meta description o esperado é que ele clique para ler mais, concorda?

Por isso a importância da meta description ser atraente e instigante, ao mesmo tempo que, curta, clara e objetiva. 

A ideia é que ela seja encarada como um convite para que o leitor busque mais informações clicando para ler o blog post na íntegra.

É importante ficar atento também ao tamanho da meta description. Em média, esse número “ideal” gira em torno de 160 caracteres. 

Como no exemplo a seguir, algumas ferramentas como Yoast Seo auxiliam informando quando a quantidade de caracteres supera o considerado ideal pelo Google. 

Dicas de SEO para blog

 

Plugin Yoast SEO

O Plugin Yoast SEO é um recurso gratuito e compatível com a maioria dos temas do WordPress, sendo responsável por informar como está o SEO do seu conteúdo. 

O legal é que ele indica na cor vermelha os pontos de atenção, sendo bastante claro naquilo que ficou faltando para o seu artigo apresentar melhor desempenho nos mecanismos de busca.

Exemplo de um ponto de atenção que ele poderá direcionar é a ausência da palavra-chave aparecendo em locais estratégicos (como no primeiro parágrafo do artigo, em pelo menos um H2 e no título do artigo).

Experimente o recurso gratuito e invista nas melhorias apresentadas por ele!  

 

Dica bônus de SEO para blog posts: Como escolher palavras-chave relevantes?

 

Em diversos momentos ao longo deste artigo falamos sobre o uso de palavras-chave, mas uma dúvida bastante comum é como escolher aquelas que são mais relevantes

Como definir o que é relevante? Como sei que as palavras-chaves são as adequadas para o meu negócio? 

É, por mais confuso que possa ser esse momento, vai por mim que é a partir dessas perguntas que você conseguirá fazer uma revolução no seu negócio.

O detalhe é que para descobrir se uma palavra-chave é relevante você precisa considerar a combinação de dois fatores essenciais.

Compreendendo o contexto e as necessidades do seu cliente 

O primeiro é aquele que já faz parte da sua rotina, podendo partir tanto de perguntas que os seus clientes costumam fazer, como também de produtos ou serviços que estejam em um momento estratégico de venda. 

Nesse ponto, o seu blog deve ser apresentar justamente a resposta ou solução para um problema, conectando com o leitor e apresentando quais são suas possibilidades. 

Vale dizer que nem sempre o seu produto ou serviço corresponde a essa solução e tudo bem.

Mais importante que sempre promover o que você vende é conectar e ganhar a confiança daquele que é essencial para o crescimento do seu negócio: seu cliente. 

A partir do momento que o seu site é visto como uma fonte confiável a garantir a resposta para o seu problema, aí sim, temos um grande avanço.

 

Imagina, por exemplo, que você possua uma concessionária de veículos e deseja começar a produzir conteúdo para atrair novos clientes para o seu site. 

Um ponto de partida para a escolha de palavras-chave poderia ser um novo modelo de carro que foi lançado e que está deixando muitos clientes curiosos sobre as mudanças. 

Além de publicar no seu site, você pode atrair mais visitantes divulgando esse artigo para sua base de dados em um fluxo de e-mails ou mesmo postando nas redes sociais. 

As palavras-chave adequadas para o seu negócio são aquelas que respondem dúvidas dos seus clientes ou que têm a intenção de despertá-los para novas possibilidades, como é caso do lançamento de novo produto ou serviço na sua empresa. 

Menos achismos mais dados  

O segundo momento diz respeito à análise de dados ou, como gostamos de dizer aqui na Eixo Digital, menos achismos mais dados!

Mesmo que você já tenha selecionado diversos assuntos para escrever sobre, com o uso de ferramentas de palavras-chave você passará a ter a acesso a dados essenciais, como é o caso de volume de busca, palavras-chave relacionadas, custos por clique, concorrentes mais bem posicionados, etc. 

Investindo em ferramentas como o Semrush é possível entender qual o volume de busca para determinada palavra-chave, fazer testes com variações e atuar de modo mais estratégico, guiado pela experiência de negócio e pela inteligência dos dados. 

Quer conhecer mais sobre como funcionam ferramentas de palavras-chave gratuitas? Só clicar abaixo 😉

6 Ferramentas gratuitas de palavras-chave: comece a atrair mais clientes hoje mesmo

——–

Chegamos ao final de mais um conteúdo onde compartilhamos dicas estratégicas de inbound marketing e esperamos que elas tenham sido interessantes para você 😉

Se você deseja aprofundar no SEO te convido a baixar material gratuito com muitas dicas para conquistar a primeira página no Google!

 

Veja também:

5 motivos para pequenos negócios investirem em marketing digital 

4 conteúdos para elevar o nível do seu SEO

 

Comentários