5 técnicas de copywriting para vender mais

Marketing de Conteúdo - Josué Cardoso

Você já viu um vendedor mudo?

Eu já.

Era um vendedor ambulante, desses que entram nos ônibus para vender. 

Ele entregou um cartão para cada passageiro com uma mensagem que dizia algo do tipo: “sou surdo e mudo. Poderia estar matando, poderia estar roubando, mas resolvi ganhar a vida de maneira honesta. Compre essa jujuba de $2,00 para me ajudar.”

Quase ninguém comprou. 

Se ele pudesse falar, será que seu desempenho de vendas seria melhor?

O erro do vendedor de ônibus mudo foi ter usado o texto errado na hora de persuadir

Assim como ele, na função de copywriter, tudo que temos para convencer alguém a comprar algo ou tomar uma atitude específica são vocábulos, verbos, orações… frases em um texto escrito. 

No texto voltado para vendas, as palavras valem ouro (literalmente!). 

Por isso, vou compartilhar com você 5 das minhas técnicas preferidas de copywriting para tornar seu texto mais persuasivo. 

Quer saber como eu reescreveria o anúncio do vendedor mudo utilizando técnicas de copywriting? Acompanhe o artigo até o final!  😉 

O que é copywriting?

Antes de começar, é indispensável saber a diferença entre copywriting e qualquer outro tipo de escrita. 

Diferente de um romancista, um jornalista ou um redator publicitário, o copywriter tem o objetivo muito claro de incentivar o leitor a tomar uma ação, quer seja clicar em algum link, cadastrar um email, ou, por fim, realizar uma compra.  

Dentro da estratégia de Inbound Marketing, os tipos de conteúdos são separados de acordo com estágios do funil de vendas. Portanto, nem sempre as publicações têm como objetivo a venda logo de cara.

Nesse contexto, também é responsabilidade do copywriter escrever conteúdos que conduzam uma pessoa menos interessada a continuar consumindo material de um blog/site, construindo uma relação de longo prazo, até que surja intenção de compra. 

 

Antes de escrever

Mesmo que você utilize todas as técnicas de copywriting recomendadas para aumentar sua conversão, existem dois princípios básicos que sempre devem ser observados, caso contrário, todo seu trabalha será em vão. Acompanhe a seguir.

Conheça o seu produto

Por que alguém deveria comprar o seu produto? 

O copywriter precisa entender o produto que está vendendo: seus benefícios, como ele pode ajudar as pessoas, como ele se destaca da concorrência e quais são as possibilidades de negociações com o cliente.

Quanto mais você souber, mais fácil será escrever argumentos sólidos com potencial de persuasão. 

Conheça o seu público

Quem compra, ou gostaria de comprar, o seu produto?

Conhecer o público ao qual você está se dirigindo faz toda a diferença na hora de escrever. A linguagem utilizada no texto, por exemplo, tem que estar de acordo com o arquétipo do leitor. 

Para isso, crie uma buyer persona — aprenda a falar como ela fala, do que ela gosta, o que ela precisa. E, sobretudo, conheça as principais objeções da sua persona para construir argumentos e ações para quebrá-las; tal como conheça seus principais desejos e expectativas em relação ao seu produto ou serviço, para alimentá-los em toda proposta. 

ATENÇÃO! Conhecer seu produto e seu público não é um exercício de intuição. Não confie em opiniões sem dados que as confirmem. Faça pesquisas, envie formulários, pergunte! Só depois disso é possível tirar as conclusões apropriadas.

Seu texto ficará muito mais adequado para a conversão depois que você entender de verdade o que você está vendendo e para quem. 

 

5 técnicas de copywriting para vender mais

1. Utilize gatilhos mentais

Gatilho mental é o termo, muito utilizado em marketing, que designa os estímulos recebidos pelo nosso cérebro que influenciam tomadas de decisão. 

Os gatilhos mentais são vários e você pode utilizá-los de acordo com a necessidade do seu conteúdo. 

Para você entender melhor, veja alguns exemplos de gatilhos mentais na técnica de copywriting.

Exclusividade

  • Como escrever bem? Saiba a opinião dos melhores escritores do mundo!
  • Como ser feliz? Descubra a verdade que ninguém nunca te contou!
  • Emagrecer rápido — conheça a dieta dos famosos. 

Transformação

  • Descubra como se tornar o melhor aluno da sala!
  • Aprenda a criar uma empresa de sucesso do zero!
  • 5 lições sobre dinheiro que vão mudar sua vida.

Especificidade

  • Aprenda a cozinhar em 2 semanas!
  • 7 dicas para planejar seu mochilão.
  • Conheça os 3 passos para se tornar um bruxo.

Urgência

  • Essa é sua última chance de investir em Bitcoin! Clique aqui para receber nosso relatório.
  • 5 hábitos que você precisa mudar antes que seja tarde demais. 
  • Pare de tomar chá verde! Descubra o porquê. 

técnicas de copywriting

2. Escreva como você fala

Estabeleça uma conversa com seu leitor. Escreva como se estivesse falando com ele pessoalmente. Dessa forma seu texto ficará mais natural e você não será “mais um vendedor chato da internet”. 

3. Conte histórias

Usar storytelling é uma técnica eficiente para criar uma conexão com seu público — o que é essencial na estratégia de Inbound Marketing. Além disso, uma história tem mais capacidade de captar a atenção do seu leitor do que qualquer outra coisa. 

Lembra da história que eu te contei sobre o vendedor mudo? Então. Abrir seu texto com uma história é uma boa estratégia para chamar atenção logo no início. 

técnicas de copywriting

4. Saiba vender os benefícios

Está provado que tomamos decisões baseadas em emoção e usamos a lógica para justificar. Por isso, tenha todos os argumentos lógicos para vender seu produto na manga, mas saiba intercalá-los com uma linguagem emocional

Se eu quisesse vender um aspirador de pó, por exemplo, poderia escrever algo do tipo:

  • Este aspirador conta com 1200W de potência e um motor durável de 25.000 RPM. Sua capacidade de armazenamento é de 12 litros para líquidos e 5 litros para pó. Compre agora! Vale a pena.

Nesse caso eu descrevi várias vantagens do produto, mas os argumentos foram muito lógicos e pouco emocionais. O anúncio poderia ser reescrito da seguinte maneira:

  • Esse aspirador vai te auxiliar nas tarefas domésticas com muita praticidade. Com uma capacidade de armazenamento de 12 litros para líquidos e 5 litros para pó, você não vai mais precisar perder horas varrendo e lutando contra a poeira!

Percebe a diferença?

5. CTA’s e verbos de ação

Se após todo o processo de convencimento você não direcionar o leitor a uma ação específica, ele não terá clareza de como usar a solução que você apresentou. 

Não deixe espaço para dúvida. Utilize verbos de ação e CTA’s para que seu cliente saiba exatamente o que fazer caso decida engajar com seu conteúdo. 

O direcionamento pode ser feito durante todo o texto, não apenas no final. Sempre que houver uma abertura, insira uma CTA. 

 

Ah! Quanto ao anúncio do vendedor ambulante, ele poderia ser reescrito de maneira mais objetiva, utilizando técnicas de copywriting, da seguinte forma:

  • Para a sua sorte, você não vai precisar ouvir meu discurso de vendedor — Sou mudo. Jujuba $2,00!

 

Essas são apenas algumas das técnicas de copywriting que você pode utilizar para melhorar seus resultados de vendas.

Resumindo: antes de escrever, conheça seu produto e conheça seu cliente. Durante o texto, utilize gatilhos mentais, escreva como você fala, conte histórias, utilize uma linguagem emocional para falar do seu produto e insira verbos de ação e CTA’s.

técnicas de copywriting

Se você ainda tem alguma dúvida sobre como vender mais utilizando técnicas de copywriting e Inbound Marketing, CLIQUE AQUI para entrar em contato com um dos nossos especialistas ou deixe seu comentário. Até logo!

 

Leia também

COPYWRITING: O QUE É E COMO UTILIZAR?

COMO ESCREVER UM POST DE BLOG NA PRÁTICA? CHECKLIST DE SUCESSO

COMO CRIAR UM BLOG PARA EMPRESAS

Comentários