Copywriting: o que é e como utilizar?

Marketing de Conteúdo - Daniel Dias - 29/09/2018

Nos últimos tempos, ouvimos falar cada vez mais do crescimento da linguagem visual e dos vídeos como principais estratégias de marketing, em especial no marketing digital. Tudo que vemos por aí é que as pessoas estão cada dia mais visuais e preferindo conteúdos assim.

Mas e o texto? A linguagem escrita ainda é interessante para as estratégias de marketing digital?

Já adiantamos que as palavras ainda são uma importante ferramenta nas estratégias de marketing e na geração de resultados.

O poder da criação de conteúdo para gerar engajamento, leads e vendas é gigantesco. E esse é o principal objetivo do Copywriting.

Quer saber o que é o Copywriting e como utilizá-lo? Confira neste artigo!

O que é Copywriting?

Basicamente, o Copywriting é uma técnica de produção de textos que busca envolver, influenciar e persuadir um público-alvo, para então gerar vendas. O correto uso de palavras, bem colocadas e pensadas com base no consumidor final, faz completa diferença na geração de resultados.

O Copywriting envolve a produção dos mais diversos textos, para os mais variados formatos. A técnica pode ser utilizada na criação de títulos, slogans, posts, blogs, sites e até em textos maiores, como em ebooks.

Como funciona o Copywriting?

Mesmo que o foco do Copywriting seja gerar vendas, a técnica envolve toda a jornada de compra do consumidor: desde o início até a decisão de compra. O importante é envolver e persuadir o público.

Para isso, um redator que utiliza das técnicas de Copywriting procura se tornar um perito no seu público-alvo e ter claro em mente quem é a persona.

Até que o leitor decida comprar o produto ou serviço, o copywriting busca apresentar e informar sobre o que ele irá adquirir e como aquele produto pode solucionar um problema. Só então, depois, convencê-lo de que aquela é a melhor opção e levá-lo a consumir.

Com isso em mente, nem todos os textos tem o objetivo de fazer com que o público consuma. Muitos podem indicar outras ações, de acordo com a etapa da jornada de compra, como assinar uma newsletter, baixar um ebook, se inscrever em um evento, entrar em contato por certo número de telefone, entre as mais diversas recomendações de coisas para o consumidor fazer.

Isso é o que chamamos de Call To Action (CTA), ou Chamado à Ação, em português. Confira mais sobre esse e outros termos do universo do marketing digital neste post.

Outro recurso que faz parte do Copywriting e ajuda essa técnica a ser ainda mais efetiva é o uso de Gatilhos Mentais. Essa é a principal estratégia para persuadir o público-alvo a realizar uma ação, por meio da utilização de mecanismos mentais que facilitem o processo de decisão de compra.

É como se, com certas palavras ou termos, o texto impactasse e envolvesse diretamente o consumidor com o produto ou serviço da marca.

7 dicas para um bom Copywriting

Se você pretende criar uma estratégia com base no Copywriting, é só seguir essas dicas para ter sucesso nos resultados:

Seja objetivo

 

A base do Copywriting está em gerar conteúdo relevante e de valor para o público-alvo. Por isso, busque ser o mais objetivo possível e não encha linguiça.

Se o leitor perceber que está, de alguma forma, sendo enrolado ou perdendo tempo com aquilo, as possibilidades de que ele compre ou, até mesmo, se identifique com a sua marca, são reduzidas consideravelmente.

Um macete legal é, sempre que terminar uma frase, tente reduzi-la a 16 palavras, aproximadamente. Vai tornar o conteúdo bem mais interessante e com fácil leitura.

 

Não use palavras difíceis

 

Tão importante para o leitor quanto não perder tempo é entender o seu conteúdo. Um texto deve ser o mais claro possível, para que o consumidor possa compreender o que está lendo e, principalmente, se envolver com o que você está querendo dizer.

Não use palavras difíceis ou termos muito técnicos, isso não vai tornar o seu conteúdo mais relevante. Tente sempre simplificar, ao máximo possível, para que qualquer um seja capaz de ler e compreender o que está falando, seja um doutor ou um estudante da graduação, seja a sua mãe ou o seu colega de trabalho.

Se estiver com dificuldades, um dicionário de sinônimos é sempre uma boa!

 

Conte histórias

 

Uma das formas mais eficazes de envolver e causar identificação com o seu público-alvo é o Storytelling.

A técnica busca transmitir uma mensagem por meio da contação de histórias convincentes, tornando o conteúdo mais interessante para o consumidor.

Organize por subtítulos e listas

 

 

É importante, para a compreensão do conteúdo, que a sua audiência não se perca lendo o seu texto.

Para isso, uma das técnicas mais utilizadas é a organização das informações por subtítulos e em listas.

Isso ajuda o leitor a não se perder dentro daquilo que você quer passar e ainda facilita que o conteúdo fixe na sua cabeça, além de fazer com que qualquer pessoa que leia o seu texto encontre rapidamente o que está procurando.

Isso é um conteúdo útil, o que pesa muito na balança do consumidor até decidir comprar um produto.

 

Comparações e analogias

 

Outra forma de ajudar o público a compreender melhor o texto é o uso de comparações e analogias. O intuito é deixar o conteúdo mais didático e interessante.

É só lembrar de qualquer tempo de estudo que temos no decorrer da vida. Seja no ensino médio, seja na faculdade ou especialização, aprendemos bem mais quando nos são apresentadas analogias para explicar determinado assunto.

Negrito

 

Ao destacar certas palavras durante o texto você ajuda na fixação do conteúdo na mente do consumidor, de acordo com aquilo que quer que ele se recorde ao terminar de ler o seu conteúdo.

Além disso, o negrito também ajuda na fluidez da leitura. Mais um recurso para ser utilizado como forma de simplificar o texto.

 

Caneta vermelha

 

Imagine que tenha produzido um texto manuscrito e agora precisa revisá-lo, para cortar partes ou frases que talvez não sejam tão necessárias e que não tenha percebido enquanto estava escrevendo.

Essa é a premissa da regra da caneta vermelha, ou The Red Pen Rule.

Ao finalizar um texto, releia e tente retirar pelo menos 30% do que escreveu. O resultado final ficará bem melhor e atrativo.

Bônus: termos que potencializam a estratégia

Além de todos esses recursos que potencializam a sua estratégia de Copywriting, alguns termos específicos são extremamente efetivos e ajudam no alcance do objetivo.

Um deles é o “porque”. Em geral, fica mais fácil concordarmos com uma afirmação ou recomendação se percebermos os motivos para aquilo.

Se você deseja que o seu público realize uma ação, assine uma newsletter, baixe um ebook, clique em um link ou compre o seu produto, é preciso apresentar como aquilo vai beneficiá-lo e resolver algum de seus problemas.

 

Comentários