Plano de Marketing Digital: como fazer e elaborar um!

Marketing Digital - Daniel Dias

Já se sabe que estar presente no universo digital é mais do que necessário, é essencial. Mas você sabe como fazê-lo? Como você gerencia seu site e suas demais contas online? Como você dialoga com o seu público nelas? Em especial, você sabe exatamente quem é o seu público? Com quem o seu negócio conversa? É nisso que um bom plano de marketing digital vai te ajudar. 

Muito mais do que estar presente, a sua empresa deve ser estratégica ao apostar no digital como um espaço para bons negócios. Para começar, é indispensável a definição de um planejamento digital. 

Veja abaixo as 7 etapas simples que serão responsáveis por fazer com que você consiga criar seu Plano de Marketing Digital e alcançar os resultados que tanto quer com a internet.

Seguindo fielmente esses passos, você vai ter um Plano de Marketing Digital de sucesso! 

Vem com a Eixo.

Como fazer um Plano de Marketing Digital 1

1. Objetivos, metas e métricas: defina o que você quer atingir com o seu plano de marketing digital

Vamos por partes.

Objetivos:

Primeiro, o que a sua empresa deseja com o marketing digital? 

Ter objetivos claros vai te ajudar a direcionar as estratégias e, assim, a planejar ações que sejam mais assertivas e que tragam melhores resultados.

Dentre os objetivos mais frequentes em planos de marketing digital, estão: vender mais, atrair mais visitantes para o seu site, gerar mais leads, ganhar visibilidade com a marca, tornar-se autoridade em determinado assunto ou no seu segmento de mercado, e por aí vai…

Você pode, sim, estabelecer mais de um objetivo. Mas, pense que quanto mais específico e focado você for, maiores as chances de alcançar resultados sólidos.

#Dica: você pode construir o seu plano escalando objetivos de forma crescente. Por exemplo, você pode começar a sua estratégia objetivando ganhar mais visibilidade e atrair mais visitantes e, depois de certo ponto, direcionar as suas ações para se tornar uma autoridade no assunto e vender mais

Metas:

Também é importante que você defina quando pretende atingir os seus objetivos. Encare as metas como uma pequena pressão, para que possa ter um controle melhor do seu plano e dos resultados que quer atingir com ele.

Uma meta não é só sobre estabelecer números e resultados para os seus objetivos. Por exemplo: “para atrair mais visitantes, quero 10.000 novos usuários no meu site”. Você também precisa estabelecer prazos para que isso aconteça.

Então, em quanto tempo você quer atingir 10.000 visitantes? Em 3 meses, 4 meses? E você checou se essa meta é viável?

Lembre-se: uma meta deve ser possível de se alcançar, deve ser mensurável e deve ter um prazo para ser atingida.

#Dica: ao invés de números, você também pode trabalhar com porcentagens. Por exemplo, para atrair mais visitantes, quero aumentar em 20% as visitas atuais no meu site em 3 meses.

Métricas:

Mas e aí, como que você vai acompanhar o seu planejamento? Como vai saber se ele está dando certo ou não com o passar do tempo? Como saber se os resultados são realmente efetivos e relevantes? Aí que entram as métricas ou o que chamamos de KPIs (indicadores-chave de performance).

Eles vão de ajudar a medir o desempenho do seu plano de marketing digital e das suas estratégias.

E aqui, cabe um adendo: a grande vantagem do marketing digital é que ele é perfeitamente mensurável, permitindo saber se você realmente está tendo resultados reais com o seu investimento ou não.

Quais métricas você pode acompanhar para saber se o seu plano está sendo efetivo? Número de visitantes no seu site, quantidade de páginas vistas, cliques em anúncios, taxa de rejeição, posição dos textos do seu blog nos sites de busca, como o Google, taxas de conversão, ROI e CAC… As opções são diversas.

E, claro, as suas métricas devem estar coerentes com os seus objetivos e as suas metas.

#Dica: defina no seu plano datas periódicas para avaliar essas métricas. Pode ser uma vez por mês, uma vez a cada três meses ou até mesmo semanalmente. O que achar que é mais necessário para a sua marca.

Saiba mais em:

10 kpis que todo gerente de marketing deve acompanhar já

2. Construa a sua persona: o seu perfil ideal de cliente

Esse é um passo chave. Afinal, não tem como você conseguir resultados e gerar mais clientes se você não sabe com quem está falando

Esse definição exata, de quem é o seu potencial cliente e que realmente vai comprar na sua empresa, é quem chamamos de persona.

E a ideia é construir um perfil mesmo, com nome, idade, profissão, renda, interesses, dores, problemas, dificuldades e sonhos. 

Essa é a diferença entre persona e público-alvo. Enquanto o público é algo mais abrangente, a persona busca representar exatamente o perfil de pessoa que será impactada pelas estratégias de marketing. Saiba mais aqui: Aprenda a criar uma persona para o seu negócio!

#Dica: para construir uma persona, faça uma pesquisa aprofundada e busque confirmar quem REALMENTE tem chances de comprar da sua marca e vê interesse no seu produto/serviço. Nada melhor para isso que fazer pesquisas, tanto informais quanto formais; tanto com as pessoas que imagina ser o seu público-alvo quanto com aqueles que já são seus clientes.

3. Descubra onde está a sua persona e os melhores canais para atingi-la

Depois de ter uma persona bem definida, o próximo passo é descobrir onde ela está para que possa direcionar as suas ações no plano. 

Para isso, busque as respostas para estas questões:

  • Onde e como a sua persona consome conteúdo? 
  • Quais redes sociais a sua persona utiliza ativamente? Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, YouTube, WhatsApp… ou todas elas?
  • Ela faz constantemente pesquisas no Google? Lê artigos de blog quando está com alguma dúvida ou problema?
  • Acompanha algum influenciador?

Busque o máximo de informações que for possível por meio de entrevistas pessoais ou por questionários para a sua base de clientes. Além disso, consulte os dados dos perfis que te seguem nas redes sociais, bem como os dados do Google Analytics para entender o comportamento dos seus visitantes.

#Dica: uma boa estratégia é começar com ações mais completas, trabalhando diversos canais ao mesmo tempo. Assim, com o tempo e acompanhando de perto os resultados, você consegue identificar o canal que é mais efetivo e focar suas ações nele.

4. Planeje o conteúdo que vai oferecer para o seu público

Quando começar a se inserir nesse universo digital, qual o conteúdo que vai oferecer para que o seu público consuma? Em qual formato? Texto, imagem, vídeo, áudio? 

Agora que você já conhece muito bem a sua persona e os seus gostos, também tem consciência dos assuntos e temas que são mais interessantes para ela e pode produzir conteúdos voltados para isso.

Mas, atenção: é muito importante que esse conteúdo seja útil, relevante, de qualidade e ajude a persona nas suas dificuldades do dia a dia, para que ela veja sentido em acompanhar a sua marca e, futuramente, se tornar um cliente. 

Toda a estratégia de usar conteúdo para guiar o usuário até o momento da compra está relacionado com os conceitos de Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo e Jornada de Compra. Deve-se pensar em conteúdos específicos para cada etapa da jornada e é aqui que entra uma boa pesquisa de palavras-chave, para definir os assuntos mais coerentes a serem trabalhados no seu plano de marketing digital, de acordo com o que a sua persona de fato quer saber.

Se ainda tiver dúvidas sobre algum desses termos, é só clicar na palavra para ter acesso a mais conteúdos úteis sobre.

Exemplos de formatos de conteúdo: blog posts, posts nas redes sociais, vídeos tutoriais ou de dicas, infográficos, podcasts ou pílulas em áudio.

Seu site é um ativo

Os blog posts, por exemplo, são indispensáveis para a maioria das estratégias digitais. Com eles, conseguimos fortalecer o nosso site e, consequentemente, melhorar a nossa presença digital como um todo, atraindo visitantes novos diariamente, por meio da divulgação de conteúdos com as palavras-chave mais pesquisadas. Sem contar que é excelente forma de alcançar um bom ranqueamento no Google.

E, claro, sem depender de canais que hoje se tornaram cada vez mais instáveis, como as redes sociais (é só pensar em todas aquelas vezes que o Instagram e o WhatsApp caíram, te deixando na mão quando precisava deles).

Então, recomendamos que não construa o seu plano de marketing digital com base apenas nas redes sociais, como muitos fazem. O seu site deve ser o foco — tanto para a geração de visitantes quanto para a conversão em vendas.

Leia também:

8 práticas que fazem a diferença em uma produção de conteúdo

e

A importância do Marketing de Conteúdo: não é produção, é estratégia!

5. Estude o mercado e a concorrência

Como toda boa estratégia de marketing, uma boa análise de mercado não pode faltar. Ela pode te dar ótimos insights sobre o que colocar no seu plano de marketing digital, ações e estratégias que também podem ser interessantes para a sua marca.

Para esse estudo, considere questões como:

  • Quem são os seus concorrentes diretos e indiretos? 
  • O que eles estão fazendo de legal, diferente e que, principalmente, tem gerado bons resultados no meio digital?
  • De que forma eles trabalham e quais os seus diferenciais? 
  • Como você consegue inovar no meio de tanta concorrência?
  • O que falta no seu mercado digital para que você possa aproveitar a oportunidade e fazer?

Responda a essas perguntas, avalie as projeções de mercado e estude o seu produto, estude os processos que envolvem o seu serviço.

Um dos maiores benefícios de fazer um plano de marketing digital é o próprio conhecimento adquirido, que tornará sua empresa mais qualificada e competitiva para os possíveis desafios que possam surgir.

O que acha de conferir tudo que precisa saber sobre Marketing Digital em um só lugar? Acesse aqui a nossa categoria e aprofunde-se no assunto!

6. Crie uma planilha com todo o seu planejamento de forma organizada e clara

Uma boa forma de fazer isso é organizar esse arquivo por categorias: Mídia Paga, Marketing de Conteúdo, Redes Sociais, Comercial e Vendas, Questões Financeiras e Retorno da Estratégia, Métricas e KPI’s.

E, dentro de cada uma, divida as suas ações e estratégias por etapa da jornada de compra, como viu lá em cima.

Geralmente, dividimos o planejamento com base nas etapas de topo, meio e fundo de funil de vendas, em que o seu objetivo será conduzir o usuário desde o momento inicial (quando ele ainda não tem consciência de que precisa da solução que você quer oferecer e está apenas pesquisando sobre um assunto geral relacionado à marca) até o momento final de compra (quando o usuário já está convencido de que precisa daquele tipo de solução e agora quer saber por que deve escolher especificamente a solução da sua marca).

Como fazer um Plano de Marketing Digital 3

Tendo isso em mente, quais conteúdos você planejou para cada uma dessas etapas? Quais as ações que pensou para estimular e conduzir os usuários por toda a jornada, desde a primeira etapa até a venda? Você preparou alguma para levar a persona de um simples post nas redes sociais para o seu site, por exemplo?

Organização e clareza são fundamentais

Considere tudo isso na hora de organizar o seu plano de marketing digital.

Vale também deixar tudo estruturado e pronto da melhor forma possível, para já facilitar o trabalho e o acompanhamento do plano.

Coloque exatamente quais serão os conteúdos que serão publicados no blog e nas redes sociais, a periodicidade e frequência de postagem, quais serão os e-mails a serem enviados e a data planejada, as iscas digitais a serem produzidas… Tudo com os responsáveis da equipe e prazos, claro.

Falando em equipe, outra coisa que deve conter na sua planilha que será muito útil é o fluxo de trabalho para a sua estratégia. Quem vai aprovar uma arte de post das redes sociais? Quem revisa um conteúdo do blog? Depois disso, quem vai publicar? Vai existir alguma hierarquia entre a equipe? Pense nesses mínimos detalhes.

Essa planilha vai permitir que você concentre toda informação em uma só tela para que possa ficar mais fácil de visualizar e de entender o que você precisa para ter sucesso com o seu planejamento.

7. Lembre-se de que é um investimento e você deve planejar até o retorno financeiro que espera ter com o seu plano

Como saber se aquilo que está planejando está sendo realmente efetivo e dando lucro sobre tudo o que você investiu?

O segredo para isso é já começar a planejar qual o ROI (Retorno Sobre Investimento).

É aquela velha história de alinhamento de expectativas, necessária em qualquer estratégia digital. Então, qual o retorno financeiro que você espera do seu plano de marketing digital?

Para saber como calcular o ROI, confira o vídeo abaixo em que Raphael Caitano, CEO da Eixo Digital, explica detalhadamente:

Você também pode acessar este outro artigo para ler sobre o cálculo do ROI: Entenda mais sobre o cálculo de ROI aqui.

Tem dúvidas sobre quanto custa o Marketing Digital? Esclareça aqui.

Depois disso, mãos na massa: execute o seu plano!

Como fazer um Plano de Marketing Digital 2

Um plano de marketing digital só tem valor, claro, quando executado. Desenhe o projeto e aplique-o. 

Mas, lembre-se de que é um planejamento e não um roteiro detalhado para seguir à risca. Imprevistos podem acontecer e você deve ser capaz de adaptar o que planejou com o tempo.

Então, sempre analise o seu plano e reformule-o, caso necessário. Faça novos testes. Tente novas abordagens. 

Se identificar, por exemplo, que o seu ROI não está como o que tinha planejado, pode ser o momento de ajustar ou até mudar completamente a estratégia.

Outra forma de analisar se o seu plano de marketing digital está dando certo ou não é com o acompanhamento de KPI’s. Conheça aqui os 10 kpis que todo gerente de marketing deve acompanhar (inclusive o ROI).

Construir, medir e aprender

O que tem que ter em mente é que a sua análise nunca deve ser baseada em “eu acho que temos que mudar a estratégia” ou “eu acho que não está dando certo”. O foco da sua análise deve ser em dados concretos que vão te mostrar qual o cenário real da sua estratégia, ok?

Como tomar decisões baseadas em dados? Aprenda aqui.

Para se destacar no universo digital é importante ter estratégia, criatividade e constante acompanhamento. Abrace o desafio e aposte no sucesso da sua empresa!

Vale lembrar também que, mesmo que tenha construído um ótimo plano de marketing digital, é importante que você conte com profissionais capacitados tecnicamente para executá-lo. Afinal, o amadorismo pode colocar por água abaixo tudo que planejou. 

Leia também: Planejamento de Inbound Marketing para 1 ANO COMPLETO: saiba fazer!

Não conta com uma equipe de especialistas para colocar o seu marketing digital em prática? A Eixo Digital pode te ajudar! Toda a nossa equipe é certificada e está pronta para te ajudar a atingir os resultados que tanto sonha com o digital.

Quer saber mais? Fale com um especialista da Eixo aqui!

Leia também:

Contratar uma Agência de Inbound Marketing vale a pena?

fale com um dos especialistas da agência eixo digital primeira agência platinum do centro-oeste
A Eixo Digital é a primeira Agência Platinum do Centro-Oeste entre os parceiros da Resultados Digitais. Que tal falar com um de nossos especialistas?

 

Comentários