Como gerenciar contatos de pacientes?

Marketing Médico - Daniel Dias

Focar apenas em atrair novos pacientes não é suficiente para o sucesso de uma estratégia de marketing de uma clínica, consultório, laboratório ou hospital. 

Saber gerenciar os contatos dos pacientes atuais te permite alcançar resultados mais sólidos e recorrentes. Afinal, uma pessoa que já conheceu seu serviço e teve uma boa experiência é mais propensa a retornar e também de ser um promotor da sua marca.

👉 É o combo do sucesso: ao investir na atenção aos pacientes atuais, você tanto constrói uma base de pacientes recorrentes, garantindo um retorno constante, quanto atrai novos pacientes por meio deles.

Então vamos te mostrar, neste artigo, o que fazer com os contatos dos seus pacientes para alcançar tais resultados.

Aprenda a gerenciar melhor o contato dos seus pacientes

1. Antes de tudo: atente-se à LGPD!

Com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) em vigor, hoje é preciso ser mais transparente sobre como são utilizados os dados pessoais dos pacientes.

Para garantir o cumprimento dessa lei no Marketing Médico, é necessário – entre outras coisas – deixar bem claro que o e-mail ou número de celular do paciente podem ser utilizados para o envio de comunicações da empresa,  como divulgações via WhatsApp, ligações da clínica ou ações por e-mail.

Além disso, é obrigatório disponibilizar uma opção para que o paciente autorize ou não essa utilização durante o cadastro.

Exemplo:

Para saber mais sobre a LGPD, confira estes artigos:

Dicas práticas de adequação do marketing digital à LGPD

LGPD no Marketing Digital: entenda suas principais bases legais

2. Segmente os contatos

Outra estratégia interessante, que pode (e deve) ser usada, é agrupar os contatos dos seus pacientes de acordo com pontos em comum e dados interessantes para estratégias de marketing e de relacionamento.

Você pode agrupá-los, por exemplo, de acordo com:

  • Especialidade consultada.
  • Tratamento, procedimento ou exame realizado (ou buscado).
  • Dados demográficos (idade, gênero, onde mora).
  • Doença ou dor que levou à consulta.
  • Pacientes de convênio e particulares.
  • Necessidade de retorno ao consultório (por exemplo, grupos de retorno mensal ou anual, pacientes que retornam apenas em caso de necessidade).

Esse tipo de agrupamento é conhecido como segmentação no Marketing. Trata-se de uma estratégia que permite realizar uma comunicação mais efetiva e direcionada.

Por exemplo, se você quer trabalhar uma especialidade ou tratamento específico no seu Marketing Médico, é possível focar em enviar comunicações para os contatos dos pacientes que já possuem interesse nele, a partir da segmentação que criou anteriormente.

Se você quer saber mais sobre isso, confira este artigo do nosso Blog sobre como segmentar a sua base de contatos.

3. Use ferramentas de automação

Utilizar ferramentas de automação permite que você envie comunicações para os pacientes de forma mais fácil e ágil, economizando tempo e reduzindo erros.

Algumas dessas ferramentas torna possível, por exemplo:

  • Enviar comunicações específicas para diferentes grupos segmentados.
  • Definir uma periodicidade de contatos com cada grupo de pacientes, de acordo com a necessidade (pacientes de retorno anual ou mensal, por exemplo).
  • Importar listas de e-mails ou telefones.
  • Criar uma mensagem padrão e deixar a ferramenta tratar cada contato pelo seu próprio nome, de forma automática, no corpo do texto.

Existem muitas opções disponíveis no mercado, mas recomendamos as seguintes ferramentas:

Se você quer conhecer outras opções, neste outro artigo listamos 8 ferramentas para Marketing Médico que você também pode usar.

👉Em nosso canal do YouTube, você encontra um vídeo em que nosso CEO, Rapha Caitano, traz mais dicas sobre como cuidar dos contatos de pacientes. Confira clicando abaixo:

4. Personalize sua comunicação

Um dos pontos mais valorizados pelos pacientes ao buscar um serviço médico é sair com a sensação de que o(a) profissional que o atendeu realmente o ouviu com atenção. Ou que aquele tratamento/exame/medicamento indicado realmente foi prescrito levando em conta as características específicas de seu caso.

São essas mesmas sensações que uma comunicação personalizada vai trazer para o seu paciente. 

Afinal, ao receber uma comunicação do seu consultório, clínica, laboratório ou hospital, o paciente vai se sentir especial, pois irá receber algo voltado exatamente para o que ele deseja, tem interesse ou de acordo com o seu perfil.

E como fazer isso? Aqui vão algumas dicas. Você pode enviar, por exemplo:

  • Novidades sobre tratamentos, procedimentos ou exames relacionados ao atendimento que ele realizou.
  • Atualizações importantes, de acordo com o perfil (por exemplo, se passou a atender um novo convênio que é o do paciente, vale avisar).
  • Lembretes de consultas de retorno ou check-ups.
  • Mensagens de aniversário.
  • Conteúdos informativos relevantes (por exemplo, se é uma paciente, você pode enviar um infográfico ou artigo do blog da sua clínica sobre os principais cuidados para a saúde da mulher).
  • Avisos para quando alguma solicitação ou sugestão de um paciente for atendida.
  • Confirmação de agendamento.

O canal pelo qual você irá enviar essas comunicações (e-mail, SMS ou WhatsApp) depende, claro, da preferência do paciente. É importante checar isso no momento do cadastro e, claro, levar essa preferência em consideração para obter mais engajamento com os seus contatos.

🚨 Atenção: no envio de qualquer comunicação no Marketing Médico, deve-se tomar cuidado com as restrições do Conselho Federal de Medicina (CFM) para não sofrer penalizações. Explicamos melhor sobre isso neste outro artigo.

E o que acha de ter acesso a um guia completo sobre Marketing Médico? Baixe agora mesmo nossa Revista Transformação Digital na Saúde, que é gratuita e você pode baixar clicando aqui ou na imagem.

Manter um cliente custa de 5 a 7 vezes menos do que conquistar um novo!

Gestores(as) de uma empresa da área da saúde que acreditam que seus trabalhos acabam logo após um atendimento, ou que todos os seus esforços devem estar voltados para conseguir novos pacientes estão perdendo uma boa oportunidade de lucro com quem já é paciente.

E, como vimos ao longo do artigo, saber gerenciar bem os contatos dos pacientes faz a diferença para que eles continuem realizando atendimentos com você, estabelecendo um relacionamento duradouro, se posicionando como referência e, consequentemente, gerando um retorno financeiro constante.

Se você quer mais dicas sobre fidelizar seus pacientes e alcançar esse tipo de resultado, confira este outro vídeo do Rapha. São dicas práticas e efetivas, que você pode começar a aplicar hoje mesmo e já gerar resultados.

Implementando todas as dicas deste artigo, você já será capaz de provocar uma grande mudança no relacionamento de sua clínica, consultório, laboratório ou hospital com os pacientes atuais.

Mas, se você quer chegar ao próximo nível com o marketing de seu negócio da área da saúde, alcançando resultados realmente sólidos e recorrentes, conte com a Eixo Digital.

Estamos há mais de 7 anos trabalhando com marketing voltado para a área médica, e já mudamos a realidade de diversos negócios desse segmento. Confira alguns dos resultados que já geramos para nossos clientes.

Queremos fazer o mesmo por você. Clique no botão abaixo para conversar com um de nossos especialistas. 

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre Marketing Médico? 

Veja aqui todos os artigos que temos disponíveis sobre esse assunto

Siga aqui o Instagram da Eixo 100% dedicado ao Marketing Médico.

[fbcomments width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]