Como definir pautas para blogs corporativos

Marketing de Conteúdo - Fabio Campos

Se você chegou a este post sobre como definir pautas para blogs corporativos, é provável que você se encontre em um destes dois cenários:

  • Seu negócio já tem um blog, mas seus resultados não são de encher os olhos (nem os bolsos).
  • Seu negócio não tem um blog, você já entendeu que precisa ter, mas não sabe bem por onde começar. 

A boa notícia é: este artigo que você vai ler será útil para ambas as situações.

No entanto, para que este conteúdo faça sentido, é preciso que você já tenha entendido e definido suas personas. Caso isso ainda não esteja muito claro, aqui no nosso blog tem conteúdo ensinando como criar personas.

A persona é com quem sua marca pretende falar. Já as pautas para seu blog são o que sua marca pretende falar com essas pessoas.

A definição de pautas para o blog é um passo fundamental para o sucesso do projeto, por vários motivos que serão abordados mais adiante. Mas o principal é trazer clareza, planejamento e organização para seu blog falar com seu público.

 

Antes das pautas, defina suas linhas editoriais

Antes de definir as pautas com o assunto de cada artigo do seu blog, há uma etapa anterior a isso: as linhas editoriais.

Linhas editoriais têm o objetivo de garantir a coesão do seu conteúdo, ou seja, assegurar que seus assuntos estejam interligados e que cada novo artigo ajude a reforçar a mensagem da sua marca junto ao seu público.

A ideia é listar os temas que sejam interessantes para sua persona, que tenham ligação entre si e que se conectem com os produtos ou serviços que seu negócio oferece.  

Outro grande benefício de definir suas linhas editoriais é ter um guia para nortear sua produção de conteúdo e evitar parar na frente do computador em busca de ideias e inspiração toda vez que precisar criar uma nova pauta para artigos do blog.

Acredite em mim: no dia a dia isso economiza tempo e evita cabelos brancos.

Como fazer

Como dissemos, nesta etapa você vai separar os tópicos ou temas em torno dos quais suas pautas vão girar. As linhas editoriais serão “guarda-chuvas” que vão cobrir todas as pautas relacionadas a cada tema.

Você pode escolher a forma que considerar mais fácil de anotar e acessar essas informações no dia a dia. A nossa recomendação – é o que fazemos aqui na Eixo Digital – é que você use o Google Planilhas, pois além de ser gratuito, permite o acesso remoto e compartilhado às informações. 

Tomando como base os dados que você já levantou sobre suas personas e os objetivos do seu negócio, estabeleça em torno de 5-6 linhas editoriais para seu blog. Menos do que isso, seu conteúdo pode se tornar repetitivo. Mais do que isso, você pode acabar se perdendo na organização de tantos assuntos.

Para este exemplo, criamos uma sugestão de linha editorial para uma agência de viagem. Neste caso, possíveis linhas editoriais poderiam ser:

  • cidades e seus atrativos;
  • reviews de hotéis, pousadas e resorts;
  • organização de viagem (documentação, finanças, bagagens, crianças);
  • datas especiais e feriados;
  • transporte (dicas de voos, viagens de carro, ônibus).

Esse é um exemplo de linha editorial. E é a partir desses “guarda-chuvas” que você irá criar as pautas específicas para seu blog.

Veja também!

Por que ter um blog traz mais dinheiro pro seu negócio

 

Como definir pautas para blogs corporativos

É importante que você tenha suas pautas (e ideias) anotadas e organizadas de forma que estejam sempre à mão e sejam fáceis de recorrer no dia a dia para usar.

O ideal é listar antecipadamente diversas pautas e já deixá-las anotadas, para não precisar ir atrás de assuntos todas as vezes que for criar um novo artigo. Inclusive, leve em conta possíveis datas especiais que façam sentido pro seu tipo de negócio – no caso de uma agência de viagem, feriados prolongados, datas comemorativas, eventos de época e coisas do tipo.

Agora é hora de juntar tudo isso e definir as pautas que serão abordadas no blog. Para isso, vamos separar esse processo em 5 etapas:

1. Defina o assunto da pauta

Seguindo os temas que você já definiu em suas linhas editoriais, comece pesquisando o tipo de dúvidas que as pessoas têm e as informações que elas procuram relacionadas àquele tema.

Perceba que a expressão que a gente usou foi “comece pesquisando”. E isso é pra te incentivar a fugir da tentação de ficar imaginando o que as pessoas querem saber. Ao pesquisar (em vez de imaginar) você pode acabar se surpreendendo com os interesses das pessoas, que às vezes são bem diferentes do que você achava.

Para essa pesquisa, você pode:

  • ler outros artigos sobre o tema;
  • ver vídeos no Youtube (filtre pelos mais relevantes e com mais visualizações);
  • descobrir o que dizem as pessoas que são referências no assunto;
  • ler os comentários do público para ter novos insights;
  • buscar pelo tema no Google e observar os resultados (inclusive nas sugestões do “autocompletar” e no campo “as pessoas também perguntam”). 

A ideia aqui não é copiar ou plagiar o que os outros já disseram, mas sim entender o que é mais relevante para o público para trazer isso para suas pautas e dar a sua abordagem sobre aquele assunto no seu blog.

Outra vantagem dessa pesquisa é que isso pode gerar novas ideias de conteúdo ou outras maneiras de abordar o assunto, talvez de um jeito que ninguém esteja fazendo.

Sem essa pesquisa, corre o risco de você produzir um ótimo excelente, mas que não é o que as pessoas estão procurando.

Veja também!

O que fazer com o conteúdo antigo do seu blog

2. Escolha boas palavras-chave

Tão importante quanto a escolha de um bom assunto é a escolha de boas palavras-chave.

Esse conceito tão falado do marketing digital é um fator fundamental para definir as chances de que seu conteúdo seja encontrado pelas pessoas que procuram em sites como o Google.

Além de pesquisar os assuntos para as pautas, tire um tempo também para pesquisar boas palavras-chave para o nicho do seu negócio e tenha grupos previamente anotados para recorrer e usar nos artigos do seu blog.

E essa importância toda tem a ver com o famoso SEO – o conjunto de fatores avaliados pelos mecanismos de busca para definir os conteúdos que vão aparecer primeiro para as pessoas que fazem buscas por determinado assunto.

Para isso, você pode usar ferramentas como:

  • Google Keyword Planner – mostra volume de busca, sugestão de palavras-chave, dificuldade para ranquear, entre outros.
  • Semrush – uma das ferramentas mais eficientes e utilizadas para pesquisar palavras-chave. Não pode faltar na sua pesquisa.
  • Ubersuggest – semelhante ao Google Keyword Planner, oferece muitos insights de palavras-chave, como perguntas, termos relacionados, entre outros.
  • Google Trends: o foco aqui não é descobrir palavras-chave, mas sim trazer informações sobre elas, como sazonalidade, volume de busca, busca por região (cidade, estado).

Se você não sabe como fazer essa pesquisa de palavras-chave, aqui no nosso blog tem um artigo completinho, ensinando como fazer isso pela ferramenta Semrush.

Saiba mais!

SEO para blog posts: uma lista com 8 práticas indispensáveis 

3. Crie bons títulos

Você pesquisou e definiu os assuntos das suas pautas, levantou uma lista de boas palavras-chaves, mas ainda falta uma etapa importante, que é dar bons títulos para seus artigos.

O título é parte fundamental da sua pauta (e dos seus artigos). Ele é a primeira coisa que seu leitor vai ver. E se esse título não for capaz de gerar interesse, curiosidade ou estímulo à leitura, todo seu trabalho terá sido em vão.

Dedique tempo e paciência para escrever títulos que sejam estimulantes. Acredite: isso faz toda diferença.

Uma boa fórmula para gerar bons títulos é: número (3 coisas, 5 dicas) ou gatilho (como, descubra) + adjetivo + palavra-chave + promessa.

Por exemplo: em vez de escrever um título sem graça do tipo “como organizar sua viagem“, aplicando essa fórmula você teria “como organizar facilmente sua viagem em apenas algumas horas“. Bem melhor, concorda?

4. Leve em conta a fase da jornada

Uma fator fundamental para todo conteúdo produzido em uma estratégia de marketing – e com as pautas não é diferente – é se atentar para a fase da jornada de compra em que essa pauta se encaixa.

Trata-se de um cuidado estratégico fundamental para que o artigo produzido atenda a demanda de informação proposta e consiga se conectar com o público certo. 

Ao levantar os assuntos que você pretende abordar ao longo do tempo em seu blog corporativo, separe aqueles que se encaixam na fase de aprendizado e descoberta, de reconhecimento do problema, de reconhecimento da solução ou da decisão de compra.

Caso a jornada de compra ainda seja um assunto obscuro pra você, confira este artigo da nossa líder de conteúdo, Camila Serrat, tratando exatamente disso.

5. Faça uma boa descrição

Com todos esses pontos observados, é hora de pôr a mão na massa e começar a criar suas primeiras (ou novas) pautas. E, nesse momento, algumas informações não podem ficar de fora:

  • Faça uma descrição clara para o redator sobre como o texto deve ser conduzido, inclusive com orientações sobre quais pontos reforçar e quais evitar. Seja específico, sem ser prolixo.
  • Sugira boas referências de pesquisa e fontes confiáveis onde seu redator pode se informar melhor sobre o assunto e ter insights. Mas sempre reforçando para fugir do plágio.
  • Sugira (ou incentive) o uso de links internos para outros artigos do seu blog;
  • Defina um CTA adequado. Este ponto está diretamente ligado à fase da jornada, que mencionamos lá em cima. Qual ação você deseja do seu leitor ao final do seu artigo? É pedir um orçamento? É entrar em contato para mais informações? É incentivá-lo a ler outros conteúdos?

 

Pautas para blogs corporativos – apenas o começo

Esperamos que neste artigo você tenha encontrado as informações que precisava para aprender como definir pautas para seu blog corporativo. Tenha certeza de que boa parte dos problemas na sua produção de artigos será resolvida ao inserir esta etapa crucial em seu processo de produção de conteúdo para o blog.

No entanto, é importante saber que produzir boas pautas – e consequentemente bons artigos – é apenas parte de uma estratégia de marketing eficiente, que vai desde um planejamento mais amplo, com metas claras e definidas (no tempo e nas métricas), passando por ter um site otimizado, ferramentas para conversão de leitores em leads, de leads em clientes e, finalmente, de cliente em mais vendas pro seu negócio.

Se você quer ter em seu negócio um processo estruturado de marketing digital, com planejamento e estratégias testadas e aprovadas em dezenas de outras empresas, conte com a experiência da Eixo Digital. Somos especialistas em inbound marketing e nosso trabalho é ajudar negócios como o seu a gerarem mais oportunidades de venda através da internet.

Fale com um de nossos especialistas!

Comentários