Como criar landing pages de alta performance!

Marketing Digital - Fabio Campos

Este artigo é um grande compilado das dicas, conselhos e insights trazidos pelo CEO da Eixo Digital, Rapha Caitano (Instagram: @raphacaitano), em um treinamento online feito em parceria com a RD Station, tratando de como criar landing pages de alta performance.

Este mesmo evento contou também com a participação do CEO da agência Conexorama, Jean Vidal.

Esse treinamento foi direcionado exclusivamente a agências parceiras da Resultados Digitais, mas nós achamos que seria importante compartilhar as melhores dicas também aqui no nosso Blog, para que você e sua equipe de marketing também possam aproveitar e melhorar seus resultados.

Nesse mesmo treinamento, foram abordados ainda dois temas: pop-ups e formulários de alta performance. As dicas relacionadas a eles serão abordadas separadamente em conteúdos futuros aqui do nosso Blog.

Então, se você quer aprender a criar landing pages que realmente geram resultados, seguindo a visão de especialistas com anos de experiência e muitos projetos de sucesso, não deixe de ler este artigo até o final!

Landing pages: premissas básicas!

Antes de mais nada, o CEO Rapha Caitano defende algumas premissas básicas em relação à criação de landing pages, sem as quais ele considera que dificilmente será possível obter resultados consistentes.

1. Não existem verdades absolutas

É comum encontrarmos alguns dogmas ou regras relacionados a estratégias usadas no marketing digital. Porém, é importante ter em mente que, no digital, nada tem garantia de que vai funcionar.

Não é porque uma estratégia funcionou para uma outra empresa ou mesmo para a sua (mas em outro momento), que bastará fazer igual para funcionar novamente. E isso não quer dizer que haja nada de errado. É tudo uma questão de contexto e do momento de sua jornada.

Use experiências passadas de sucesso, mas esteja sempre aberto a fazer as adaptações necessárias ao novo contexto.

2. Levante hipóteses e teste sempre

Em conexão com o ponto anterior, o levantamento de hipóteses e a realização de testes constantes é o que fará o processo de PDCA, de melhoria contínua, chegar ao próximo nível.

Em se tratando de landing pages, essa regra é ainda mais verdadeira. Nesse tipo de estratégia, estamos lidando com o comportamento do usuário. E isso pede hipóteses e testes constantes.

Por exemplo, reflita sobre quais pontos podem estar impedindo uma conversão melhor dos seus usuários. Será a cor do botão de CTA? Existe muito texto na página?

3. Tudo pode ser melhorado

Seja inquieto. Não se contente com os resultados que você tem hoje.

Se você alcançou uma taxa de 90%, não significa que ela não possa ser de 91%, 92%… tudo pode ser melhorado. Não se conforme! 

Para questionar verdades absolutas, levantar hipóteses e fazer testes, você precisa de dados e métricas. Conheça as principais métricas usadas no inbound marketing:

Métricas de inbound marketing essenciais para seu negócio! 

Dicas para ter landing pages de sucesso

Agora chegamos aos pontos trazidos pelo Rapha como sendo, em sua visão, os aspectos que mais fazem diferença nos resultados com landing pages. Confira as dicas!

1. O que é uma landing page de sucesso?

A resposta a essa pergunta é: quando ela alcança uma taxa de conversão suficiente para gerar negócios.

Mas a pergunta que fica é: existe uma taxa ideal de conversão?

A taxa ideal é aquela capaz de gerar ROI. Não importa se de 5%, 10% ou 50%. Se uma página gerou vendas e pagou os custos envolvidos, ótimo! E por “gerar vendas” entenda qualquer que seja seu objetivo de conversão (inscrição em um treinamento, entrada num fluxo de automação, dentre outros).

Inclusive, a RD Station disponibiliza uma ferramenta gratuita para que você conheça a taxa média de conversão de leads do seu mercado.

Ter 2% de conversão em uma landing page não é necessariamente algo ruim. Se várias pessoas não estão entrando no funil porque a intenção é essa mesmo, de selecioná-las por critérios pré-determinados, está tudo certo!

Tudo vai depender de sua estratégia pensada para aquela landing page.

Quer entender mais sobre ROI e como ter mais retorno com suas ações no digital? Então você não pode deixar de conferir as dicas deste outro artigo:

5 práticas para o ROI de suas campanhas de marketing!

2. Toda atenção à primeira dobra

Quando você está passeando num shopping, olhando as lojas, o que te chama primeiro a atenção? As vitrines, certo? A vitrine de uma loja é o primeiro passo que te fará querer entrar, conhecer o produto e, finalmente, realizar uma compra.

Com uma landing page é a mesma coisa! Só que, no caso das LPs, essa vitrine é o que chamamos de “primeira dobra”. 

Trata-se da parte superior da sua página, que é a primeira vista pelo usuário, antes de rolar para baixo, sendo ela a maior responsável por uma boa ou uma má taxa de conversão no seu site, retendo cerca de 80% da atenção de um visitante, segundo algumas pesquisas.

Primeira dobra de uma landing page, vista no RD Station Marketing

Se tivesse que ficar apenas uma única dica sobre landing pages seria: tenha todo cuidado com a primeira dobra. É lá que você ganha ou perde grande parte dos seus visitantes!

Mas o que precisa ter nessa primeira dobra?

Na primeira dobra da landing page estão os elementos mais decisivos para o sucesso dela, por serem aqueles que causam maior impacto nos visitantes:

  • Uma título chamativo: se esforce para desenvolver uma grande ideia (big idea) que realmente atraia a atenção do usuário, já no título de sua landing page. Prefira texto editável, não em formato de imagem (melhor pro SEO e para modificar, se precisar). Finalmente, na configuração do estilo de texto do título, na ferramenta de criação, escolha a opção tag H1 e, de preferência, somente no título.
  • Um subtítulo explicativo: desenvolva uma frase que explique e desenvolva sua headline. Também não use texto em formato de imagem. Use a tag <p>.
  • Formulário ou botão de CTA: toda call-to-action deve sugerir uma ação, ser específica, considerar a fase do funil e o nível de consciência, conectando-se com a dor/desejo/solução do usuário. E, o mais importante, crie um botão que chame atenção!

Que tamanho deve ter essa primeira dobra?

Não há uma resposta exata para essa pergunta, já que esse tamanho vai variar de acordo com o dispositivo em que a landing page é visualizada pelo usuário e a resolução de tela.

Porém, para facilitar essa missão, o site Webdesigntuts+ calculou os percentuais estimados de tamanho de primeira dobra, de acordo com a resolução de tela em que a LP é vista, te dando uma boa estimativa de como criá-la.

Percentual de tamanho da dobra, de acordo com a resolução

Com esses percentuais, você será capaz de criar, com muito mais precisão, a área correspondente à primeira dobra de sua landing page. Mas, para isso, é importante que sua LP seja responsiva, como veremos a seguir.

3. Crie uma landing page responsiva

Um ponto fundamental é garantir que sua LP será bem visualizada independentemente do dispositivo que o usuário estiver usando, seja um celular, um computador ou um tablet.

Com as possibilidades disponíveis hoje, para acesso aos conteúdos digitais pelos usuários, você precisa garantir que o formato de tela não seja um empecilho para que seu lead tenha acesso à sua oferta.

Como fazer isso no RD Station?

Quando você finalizar a produção de sua landing page, com todas as informações e o design desejado, você precisa validar que a visualização estará adequada para todas as possibilidades de acesso do usuário.

Para isso, dentro do RD Station, na área de edição de sua landing page, vá até o modo pré-visualizar e alterne a exibição entre os botões “desktop” e “mobile”. Assim, a ferramenta dá uma ideia bem próxima de como estará a visualização de sua LP em cada dispositivo.

?Insight do especialista

Uma dica de ouro para fazer isso com ainda mais precisão é: abra sua LP em um navegador como o Google Chrome e, no modo desenvolvedor (Alt+Ctrl+I), você será capaz de definir exatamente as resoluções em que deseja visualizar sua landing page.

Para isso, descubra quais resoluções têm a maioria dos dispositivos usados pelos usuários que visitam seu site; o que você pode fazer analisando seu tráfego pelo Google Analytics.

De posse desses números, defina esses valores no Chrome e abra sua landing page nele. Assim você saberá perfeitamente como sua LP aparecerá para seus usuários.

4. Primeira dobra já entendi. E no restante da landing page?

Para as informações constantes em todo o restante da página, o fator essencial ter uma landing page de alta performance é facilitar a leitura e a compreensão do seu usuário, tornando as informações mais acessíveis e claras.

Para isso, mantenha uma boa escaneabilidade em todo o conteúdo.

Evite longos blocos de texto, preferindo intercalar listas, imagens, vídeos e negritos, assim como qualquer outro recurso que facilite a identificação objetiva e fácil das informações.

As pessoas desistem daquilo que dá trabalho a elas. E você não quer isso, certo?

À direita, bloco contínuo de texto. À esquerda, com recursos de escaneabilidade

5. Use um mapa de calor

Uma das formas de entender o comportamento de seu visitante em sua LP é avaliando por onde seu olhar “passeia” em sua página, quais áreas geraram mais interesse e o fizeram permanecer por mais tempo.

Assim você terá informações preciosas, que poderão ser usadas como parte de sua estratégia de atração e conversão.

A forma mais eficiente de fazer isso é por meio da instalação de um recurso chamado “mapa de calor” em suas landing pages.

Como fazer isso no RD Station?

Dentro do RD Station, vá até o modo editor de sua landing page e depois em edição avançada e adicione um script de monitoramento, que é um código de programação semelhante ao que você usa para instalação do pixel do Facebook.

No mercado, hoje, existem diversas ferramentas para isso, como o Heatmap, por exemplo. Essa ferramenta oferece um período grátis de teste de 14 dias. Após isso, caso ela atenda às necessidades do seu time, considere adquirir a licença definitiva.

Área de edição avançada do RD Station

Ter landing pages de sucesso significa mais conversão para o seu negócio. Caso queira contar com o time da Eixo Digital para colocar suas campanhas no ar, seguindo todas as boas práticas de mercado, clique aqui para falar com um de nossos especialistas.

6. Erros a se evitar na construção de uma landing page

Da mesma forma que precisamos nos concentrar naquilo que precisa estar presente em landing pages de alta performance, também é importante ter consciência dos erros que precisamos evitar, e dos fatores que podem enterrar os resultados de nossa LP.

Para isso, procure evitar estes erros:

  • Entregar tudo já na landing page: o objetivo de toda LP é atrair o visitante para uma conversão ou baixar um material. Não mostre tudo já de cara. Guarde o que você tiver de maior valor para quando o usuário converter. O que não significa criar uma landing page sem graça e “econômica” de informações. Capriche nos gatilhos mentais e nas técnicas e copywriting para gerar interesse e cliques.
  • Criar conteúdo genérico ou raso: oposto ao que dissemos a seguir, não é só o material oferecido para ser baixado em sua landing page que precisa ser bom. O próprio conteúdo da LP também precisa ser. Sem isso, dificilmente sua página conseguirá boas conversões.
  • Ter pontos de fuga: sua landing page precisa ter, como única função, converter o lead. O objetivo não é levar para redes sociais, levar para seu blog post ou qualquer outra ação. Evite links desnecessários, que vão tirar a atenção do usuário.
  • Utilizar imagens pesadas: o Google, hoje, tem avaliado mais do que nunca a experiência do usuário. Páginas pesadas e com grande tempo de carregamento são penalizadas pelo buscador, além de cansarem e afastarem os visitantes. Tente compactar ao máximo suas imagens (sem comprometer a qualidade). Existem diversas ferramentas gratuitas para isso.
  • Não realizar testes A/B: independentemente de suas taxas de conversão, é fundamental fazer testes e implementar melhorias. Experimente a mesma landing page com cores diferentes. Altere o formato, o tamanho e a cor do botão de CTA. As possibilidades são infinitas.
  • Copy não alinhada com anúncios: não cometa o erro de trabalhar determinado argumento de copy no anúncio e, quando o usuário chegar em sua LP, o conteúdo ser outro, serem vários ou ser genérico. Se você tem 10 ofertas, faça 10 landing pages, cada uma tratando uma dor/desejo/solução específica.

Um recurso que não pode ficar de fora de suas landing pages são os gatilhos mentais. Aprenda neste artigo como influenciar a decisão de seu público:

Gatilhos mentais: saiba o que são e como utilizá-los!

Landing pages: não abra mão desse recurso em sua estratégia

Landing pages representam um recurso incrível, que não pode ficar de fora de sua estratégia no digital. Porém, como vimos, para criar landing pages de alta performance é preciso estar atento a diversas variáveis para não perder a oportunidade (e o clique) de seus usuários.

Se você tomou nota de todas essas dicas, compartilhe com sua equipe e coloque-as em prática já na criação de sua próxima landing page. Pode ter certeza de que seus resultados já serão superiores aos atuais.

Mas, como dissemos no início, isso não exclui a necessidade dos testes e melhorias constantes. Isso faz parte de toda ação sustentável e lucrativa de marketing!

A Eixo Digital é uma agência de marketing digital, focada em performance, especializada em inbound marketing, e apaixonada por impulsionar o resultado de empresas de todos os tipos.

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de conferir em nosso Blog outros assuntos que podem te interessar, como:

5 erros das empresas ao aplicar o inbound marketing!

12 motivos para investir em uma estratégia de inbound marketing!

Persona: o que é e como criar!

[fbcomments width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]