Gamificação: fazendo o seu marketing mais divertido e interativo!

Marketing de Conteúdo - Raphael Caitano

O que acha de engajar mais seu público-alvo por meio de experiências diferenciadas e, assim, aumentar as chances de turbinar suas vendas? É esse o resultado que aplicar gameficação no seu marketing poderá proporcionar!

Como deve imaginar, a gamificação está relacionada a games e jogos. E não é difícil imaginar o porquê desse recurso ter tanto potencial de resultados quando utilizado no marketing.

Afinal, é provável que o seu público-alvo tenha interesse em jogos. Pois mais de 70% dos brasileiros jogam games eletrônicos. E essa é uma excelente oportunidade para negócios!

Além disso, quando falamos em gamificação, isso não se resume a videogames, mas sim à ideia de trazer elementos desse universo, como pontuação, etapas concluídas e outros fatores que deem essa sensação a seus clientes.

Quer saber mais e ver se isso pode ajudar seu negócio? Então acompanhe o artigo!

Como escrever assuntos de e-mail criativos e chamativos para suas campanhas

O que é gamificação?

A gameficação é a aplicação prática de conceitos, lógicas e elementos de jogos em outros contextos, no caso o marketing.

Dessa forma, é possível usar aspectos típicos de jogos em atividades diferentes, como acrescentar regras, interações, histórias, sistemas de competição e pontuação ao marketing digital.

Com isso, é possível combinar estratégias digitais com recursos lúdicos e criar experiências que surpreendam e estimulem o público.

O resultado? Consumidores e clientes mais engajados e interessados no que a sua empresa tem a oferecer.

👉 Tem interesse em se aprofundar ainda mais em conceitos importantes do marketing? Então, conheça aqui a Pirâmide de Chet Holmes. Ela vai ajudar você a entender melhor se o seu cliente está preparado para comprar ou não.

Exemplos de gamificação no marketing digital

Mas será que aplicar a gamificação no marketing digital traz resultados realmente satisfatórios? Como funciona na prática?

Aqui estão alguns exemplos de cases reais:

1. Microsoft: jogo “Qualidade da Linguagem”

Com o objetivo de garantir que as traduções de seus produtos estejam corretas, a empresa criou o jogo “Qualidade da Linguagem”. Com ele, os usuários podiam se divertir enquanto analisavam telas com traduções propositalmente ruins.

Resultado: a Microsoft conseguiu corrigir e melhorar mais de 500.000 traduções em seus produtos, com a ajuda dos próprios usuários, o que minimiza a existência de erros que podem prejudicar a satisfação de usuários futuros. 

2. Target: lista de Natal

Para aumentar as vendas de Natal, a empresa criou um jogo em 3D no qual as crianças podiam passear por uma fábrica de brinquedos e escolher alguns deles para formar uma lista de presentes que seria encaminhada para o Papai Noel.

Dessa forma, as crianças interagiam com a marca de forma divertida, e os pais ganhavam uma ajudinha na hora de decidir quais presentes dar para seus filhos no Natal.

Resultado: o jogo atingiu mais de 75 mil downloads em pouco tempo. E, antes do Natal, já contava com mais de 100 mil listas de presentes, com mais de 1,7 milhão de produtos ao todo, que somavam um potencial de venda de mais de 90 milhões de dólares.

3. Grupo JCA: programa de fidelidade “Clube Giro”

Para aumentar a fidelidade de seus clientes, o grupo criou um programa de fidelidade em formato de jogo, chamado “Clube Giro”. No game, os clientes podiam ganhar prêmios de acordo com o seu nível de interação no aplicativo.

Resultado: no primeiro ano de funcionamento da iniciativa, a empresa registrou um aumento de 30% no número de cadastros no aplicativo a cada mês. Além disso, a taxa de interação dentro do aplicativo ficou em torno de 75%.

👉Saiba mais:

Você sabe como fazer Marketing para Aplicativos? Aprenda aqui.

São resultados incríveis, certo? Então, se você quer atingir retornos semelhantes também para a sua empresa, confira abaixo como colocar em prática a gamificação no seu marketing.

Como aplicar uma estratégia de gamificação

1. Tenha consciência dos princípios básicos

Para ter sucesso com a aplicação da gameficação no marketing e colher o potencial máximo de seus resultados, é preciso seguir alguns direcionamentos básicos, como:

  • Estabeleça regras fixas para que os usuários tenham claro o que não devem fazer para prejudicar seus ganhos ou sua experiência.
  • Crie resultados variáveis e mensuráveis. Dessa forma, cada usuário terá uma experiência personalizada e poderá verificar sua própria pontuação.
  • Desenvolva jogos com histórias, jornadas e objetivos claros. Isso envolve ainda mais os usuários no game e potencializa seus resultados.
  • Atente-se para o design, pois jogos com uma interface pobre prejudicam diretamente a experiência do usuário e podem interferir no engajamento.
  • Evite dar escolhas ou decisões prontas para o usuário. Para ter sucesso, é essencial que os jogadores sintam que estão no comando. Sempre ofereça opções para que possam escolher por si próprios, sem nada imposto.
  • Cuidado para não desestimular os usuários com elementos do jogo. Um ranking geral com todos os participantes, por exemplo, pode desestimular se os números ou níveis parecerem muito difíceis de alcançar. Uma boa solução é incluir rankings apenas entre amigos ou contatos que a pessoa conhece.

2. Aplique técnicas de gameficação de forma estratégica

Qual a técnica de gameficação mais adequada para a sua estratégia e para o resultado que deseja alcançar? Aqui vão alguns direcionamentos:

  • Para manter uma boa taxa de retenção e permanência dos usuários no jogo: aposte em histórias e enredos envolventes, com jornadas bem definidas.
  • Para aumentar a satisfação e fazer os usuários executarem uma ação relacionada à marca (como adesão a um produto ou serviço extra com desconto): estabeleça níveis para o jogo.
  • Para atingir resultados e números de sucesso rapidamente: inclua contagens regressivas e prazos no jogo, para gerar senso de urgência e potencializar o engajamento do usuário em um curto período de tempo.
  • Para atingir boas taxas de compartilhamento e indicação: disponibilize um sistema de emblemas e recompensas no jogo. Assim, quando o usuário alcançar algum, terá mais chance de compartilhar em redes sociais ou com amigos.

Veja como criar uma boa estratégia de conteúdo para o seu negócio!

3. Crie jogos que facilitem a jornada de compra do consumidor

Para realmente vender mais com uma estratégia de gamificação, é essencial que ela esteja alinhada com a jornada de compra do consumidor, guiando-o em direção à venda.

Exemplo: imagine que um usuário visita o seu site pela primeira vez. Inclua formas de ele avaliar o conteúdo ou os produtos nas páginas, deixar comentários sobre o que acham.

Para os usuários que completarem essas ações, ofereça uma “caça ao tesouro” de descontos! Dê pistas em forma de pop-ups para que eles encontrem as ofertas.

Depois, para estimular ainda mais a compra, uma boa ideia é incluir FAQs, com perguntas frequentes sobre o processo. E, a cada resposta lida, o usuário aumenta suas chances de desbloquear um frete grátis ou uma demonstração gratuita do serviço, por exemplo.

Isso é interessante pois o momento da decisão da compra é a melhor hora para esclarecer quaisquer dúvidas que o usuário tenha em relação ao produto ou serviço oferecido.

👉 Quer aprender mais sobre a jornada de compra do consumidor e como guiá-lo organicamente até a venda? Baixe gratuitamente nosso Guia Completo do Inbound Marketing!

E aí, gostou das dicas? Se sim, saiba que a Eixo Digital pode fazer muito mais pelo seu negócio e entregar resultados no seu dia a dia, na prática.

Em mais de 7 anos de experiência com Marketing Digital, já  ajudamos diversas empresas e negócios a atingirem resultados surpreendentes. Confira alguns cases de sucesso neste link!

O que acha de conversarmos sobre como podemos potencializar seus resultados também? Clique no botão abaixo e fale com nossa equipe.

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

[fbcomments width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]