E-mail marketing para clínicas: funciona? Como usar?

Marketing Médico - Daniel Dias

E-mail marketing não é apenas promoção, venda de serviços, descontos e cupons, como muitos (erroneamente) ainda pensam. Ainda mais quando aplicado para clínicas ou qualquer empresa do segmento da saúde.

Se utilizado corretamente e de forma estratégica, o e-mail pode ser uma poderosa ferramenta para fortalecer a presença de sua marca na mente de seus (atuais e futuros) pacientes, criar relacionamento, aumentar a retenção, entre outros benefícios.

Nos próximos parágrafos você vai conhecer dicas e estratégias de como usar o e-mail marketing para clínicas, aproveitando suas possibilidades e ainda se destacando diante de sua concorrência.

Estratégias de e-mail marketing para clínicas

O foco de uma estratégia de e-mail marketing para clínicas deve ser a informação

As mensagens eletrônicas enviadas para pacientes ou pessoas que possam vir a se consultar com você precisam ser principalmente úteis para quem as recebe. 

Para isso, sua clínica pode enviar e-mails como:

1. Lembretes importantes

Coloque-se no lugar do paciente e imagine-se como alguém que se consultou agora e descobriu que, daqui em diante, vai precisar fazer um acompanhamento periódico, com intervalos de meses ou até de 1 ano. 

Por ser um intervalo de tempo muito grande, é fácil que a pessoa se esqueça. Então, você pode facilitar a vida do seu paciente com lembretes por e-mail, por exemplo.

A mesma regra vale para exames, check-ups periódicos, acompanhamentos pós-operatórios, seguimento de doenças crônicas, entre outras situações do dia a dia de sua clínica. 

Essa prática é benéfica tanto para seu paciente quanto para seu negócio. E com as ferramentas de automação de e-mail, tudo isso pode ser programado para ocorrer de forma automática, sem ocupar sua equipe e reduzindo as chances de erros ou esquecimentos.

Quer aprender a usar o e-mail para se relacionar melhor com seus pacientes? Nosso CEO, Rapha Caitano, ensina a fazer isso no vídeo abaixo:

2. Mensagens de aniversário

Marcar presença nesse dia tão especial pro seu paciente é algo que já diferencia sua marca na mente dele.

Essa é uma forma de continuar em contato com seu público mesmo à distância, onde quer que ele esteja. E se pensarmos que mais de 90% dos adultos com acesso à internet usam e-mail regularmente, dá para imaginar o alcance que sua mensagem pode ter.

Esse simples gesto é capaz de reforçar o relacionamento e aumentar a fidelização. Ao associar essa estratégia com uma boa experiência do paciente em sua clínica, os efeitos são ainda melhores.

Mas com tantos pacientes em seu cadastro, como não sobrecarregar sua equipe com mais essa tarefa, além de evitar falhas e esquecimentos? Isso mesmo: por meio do e-mail marketing.

👉 Confira este dado: uma pessoa que esteja em sua lista de e-mails tem quase 4 vezes mais chance de compartilhar um conteúdo da clínica nas redes sociais.

3. Conteúdos informativos

Ao oferecer ao seu paciente conteúdos úteis com novidades sobre exames, tratamentos, descobertas sobre doenças, ações preventivas e outros temas relacionados à sua área, sua clínica estará aumentando sua autoridade aos olhos desse público, se posicionando como uma fonte confiável de informação.

Além disso, ao disponibilizar informação de qualidade ao seu paciente, sua clínica ainda estará “educando” sua audiência. Isso faz com que eles aprendam a se cuidar mais e ainda aumenta as chances de que eles busquem por cuidados médicos para os eventuais problemas apontados.

E no momento de buscar essa assistência, adivinha qual marca virá primeiro à mente dele? 

Além disso, também é possível encaminhar artigos do blog da sua clínica para atrair leitores, gerando visitas ao seu site. Sua clínica já possui site e blog, certo?

Quer aprender a montar uma estratégia de Marketing Médico completa? Baixe a nossa Revista Transformação Digital na Saúde, que é gratuita e você pode acessar clicando neste link ou na imagem abaixo.

4. Informações pós-consulta

Por mais que muitas informações possam (e devam) ser passadas na consulta em um papel impresso, enviá-las também por e-mail pode ser bem útil ao seu paciente.

Não é incomum que pouco tempo após a consulta, o paciente já nem se lembre onde deixou as anotações que você forneceu. Tendo isso também de forma digital, é possível a ele consultar sempre que precisar, de forma fácil, reduzindo o risco de perder.

Vocè pode enviar por e-mail informa como:

  • Instruções sobre preparo para exames.
  • Cuidados para uma boa recuperação após procedimentos ou cirurgias.
  • Orientações de pré e pós-operatório.
  • Interpretação de resultados de exames.
  • Orientações sobre tratamentos.

Confira neste outro artigo mais ideias e dicas de conteúdos essenciais para seu e-mail marketing 

Mas como fica a Lei de Proteção a Dados

A LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados) é hoje uma preocupação que deve estar sempre presente no momento de guardar e utilizar informações pessoais de seus pacientes.

Segundo essa lei, é permitido que clínicas enviem e-mails para seus contatos, como parte de sua estratégia de Marketing Médico, porém é necessário que sua clínica possua a autorização de cada contato para enviar essas comunicações.

Além disso, é importante respeitar o conteúdo que os pacientes escolheram receber.

Essas determinações estão relacionadas com duas bases legais da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD): o consentimento livre e a existência de legítimo interesse.

Para entender melhor a LGPD e como ela deve ser aplicada em estratégias de Marketing Médico, confira os artigos abaixo:

LGPD no Marketing Digital: entenda suas principais bases legais

Dicas práticas de adequação do marketing digital à LGPD

Que ferramenta utilizar no envio de e-mails?

Enviar e-mails manualmente para pacientes não é viável. Por isso, existem ferramentas para facilitar esse processo. Recomendamos as seguintes:

Elas permitem o envio de um mesmo e-mail para um grande número de contatos de forma simples e automática.

Além disso, também possibilitam agrupar pacientes de acordo com suas características (Ex.: pacientes interessados em um tratamento específico) ou enviar conteúdos personalizados para cada grupo (Ex.: informações sobre o tratamento em questão).

E, ainda, é possível consultar relatórios de resultados.

Para saber mais sobre essas (e outras) ferramentas, além das diferenças elas, confira este outro artigo do nosso Blog com 12 ferramentas indicadas para Marketing Médico

E-mail marketing funciona? Como avaliar o resultado?

Engana-se quem acredita que e-mail marketing não funciona mais, ou que está ultrapassado. 

Aqui vão algumas estatísticas que provam os resultados incríveis que uma boa estratégia de e-mail marketing pode trazer para sua clínica ou consultório:

  • O e-mail marketing é 40 vezes mais efetivo para atrair novos pacientes em comparação com redes sociais.
  • As pessoas têm 5 vezes mais chance de visualizar uma mensagem por e-mail do que por redes sociais.
  • A chance de alguém assinar uma newsletters é 2 vezes maior que a de interagirem com uma empresa pelo Facebook.
  • 61% das empresas obtêm até 20% de seu faturamento por meio de e-mail marketing.

Isso significa que um simples e-mail, que você escreve em questão de minutos, pode ser responsável por aumentar fortemente o número de agendamentos em sua clínica. O custo-benefício pode ser enorme.

E, ainda, com as ferramentas de automação que mostramos acima, é possível ter diversos e-mails, com objetivos diferentes, sendo enviados ao mesmo tempo, de forma automática, potencializando ainda mais os resultados.

Pode-se, por exemplo, criar e-mails para atrair pacientes, assim como criar outros para fortalecer o relacionamento e fidelizar atuais pacientes.

👉Porém, para alcançar esses resultados, é essencial que os e-mails sejam enviados para as pessoas certas, de forma personalizada. Essa estratégia é chamada de segmentação. Saiba mais aqui.

E, afinal, como saber se uma estratégia de e-mail marketing está realmente funcionando? É preciso analisar algumas informações, como:

  • Taxa de entrega: busque uma taxa próxima dos 100%, considerando que sua base de e-mail é válida.
  • Taxa de abertura: em geral, busque uma taxa acima de 15%.
  • Taxa de clique: em geral, busque uma taxa acima de 2%.
  • Objetivo alcançado ou não: se a sua comunicação tinha o objetivo de gerar mais cadastros em uma página, por exemplo, consulte quantos cadastros desta página vieram do e-mail.

Entenda melhor sobre essas taxas e saiba como analisá-las neste outro artigo: 5 métricas de e-mail marketing para você monitorar.

Agora, se você quer atingir resultados reais com o e-mail marketing da sua clínica e alcançar um novo patamar com o seu Marketing Médico, a Eixo Digital pode te ajudar.

Estamos há mais de 7 anos gerando resultados para empresas do segmento da saúde no digital. Já ajudamos diversas clínicas a atraírem mais pacientes e aumentarem o faturamento. Confira neste link alguns dos nossos cases de sucesso!

Queremos fazer o mesmo por você. Clique no botão abaixo para conversar com um de nossos especialistas. 

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA DA EIXO

Quer continuar aprendendo sobre como melhorar seu Marketing Médico?

Confira os artigos sobre Marketing para Saúde no Blog.

Siga, também, nosso perfil no Instagram @eixodigitalnasaude, 100% dedicado ao Marketing Médico.

[fbcomments width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]